Sydney – Austrália

Ah Austrália, ah Sydney… Quando me perguntam o país que mais gostei de conhecer eu nem penso duas vezes para responder: “Austrália”, e Sydney é uma das responsáveis por esta resposta. E quer saber por que? Então vamos com o Quero Mochilar descobrir esta cidade sem igual…

INFORMAÇÕES DE: Abril de 2010 – Relato / Orçamentos e horários – Atualizado com base em 2017.

ROTEIRO PARA: 4 dia.

TIPO DE VIAGEM: Intercâmbio para Estudar inglês.

HOSPEDAGEM: Acabei ficando em casa de família, pois fui para ter uma imersão para melhorar o inglês, mas aqui, opção para se hospedar é o que não falta.

Sydney é uma cidade bem espalhada, e o lugar ideal vai depender do seu perfil, se seu objetivo for:

  • Conhecer a parte histórica da cidade: Fique na região central.
  • Curtir praias: Procure hospedagem na região de Bondi e Manly.

Precisando escolher um lugar para ficar? Consulte e reserve sua estadia pelo BOOKING.COM nos atalhos do blog, estas reservas viram pequenas comissão, VOCÊ NÃO PAGARÁ NADA A MAIS POR ISSO, e estará ajudando o Blog a se manter no ar, monetizando nosso trabalho e rendendo ótimas dicas para você.

SOBRE SYDNEY

Muitas vezes confundida como capital do país, por ser a sua maior cidade, Sydney, com seus 8 milhões de habitantes é capital do estado de Nova Gales do Sul.

Este é o destino mais procurado do país, e não é a toa, uma cidade apaixonante, com muita vida, organização, super moderna e segura, realmente de dar inveja. Sydney é a cidade mais multicultural de “Oz” (Apelido da Austrália).

Esta cidade vibrante foi fundada em 1788 por britânicos, que escolheram aqui para criar uma colônia, e que hoje se transformou neste cidade magnífica.

Sydney mesmo sendo uma cidade bem urbanizada, a natureza está muito presente. Em seus parques há muita vida animal e em suas baias e praias muita vida marinha. Suas praias são de uma limpeza e uma beleza que parecem mais paraísos isolados.

Ah, como tenho saudades deste lugar, saudade da tranquilidade de andar pelas ruas, da organização, da limpeza, do transporte público para lá de eficiente, da beleza e tudo mais que vivi por lá.

Mas, para ser perfeita, só faltava ser barata, não?, pois ai é seu defeito. Sydney é cara, muuuito cara, perai!! Muuuuuuuuito cara pra nós do terceiro mundo…rs, mas não se preocupe, que você vai gastar, mas não vai se arrepender nenhum pouco, pois Sydney vale cada centavo.

32.1- Quero Mochilar

Como chegar?

Sendo a maior cidade do país, chegar aqui não é problema.

O Aeroporto de Sydney, que por sinal também é o maior da Austrália, trabalha com várias companhias aéreas e independente da companhia e da conexão, voar para Austrália é bem demorado para nós Brasileiros. Do Brasil não há voos diretos.

O voo que fiz:

  • Trecho 01:  São Paulo/Guarulhos (LAN) para o Chile: 4h20 min.
  • Trecho 02:  Conexão rápida – Santiago para Auckland (Nova Zelândia) – ( Qantas): 12h.
  • Trecho 03:  Parada abastecimento -> Auckland para Sydney – ( Qantas): 3h 40 min.

Com as horas das conexões foram em torno de 25 horas de viagem.

Há outros voos, por Dubai e África, caso queira pesquisar mais opções.

Dica: Antes de fechar sua passagem aérea confiram as tarifas da P2P Milhas na caixinha ai ao lado. A P2P veio para revolucionar. A empresa compra passagens com milhas e as vezes consegue reduzir o valor das suas passagens em até 60% do valor encontrado na companhia (Saiba mais).

Quando ir?

Em qualquer época que escolha conhecer a cidade coisa para fazer é o que não vai faltar.

As estações do ano na Austrália são iguais aqui no Brasil:

  • Verão: dezembro a fevereiro.
  • Outono: março a maio.
  • Inverno: junho a agosto.
  • Primavera: setembro a novembro.

A data que escolher, pode influenciar no que você busca, então escolha pensando no clima principalmente.

Sem dúvida, para curtir as praias o verão é a melhor estação, época também que é a alta temporada e quando tudo fica mais caro ainda. Por outro lado, no verão há  também uma maior quantidade de dias de chuvas e tempestades.

Mas se você não curte praia pode ir no inverno mesmo. Se prefere temperaturas medianas, nem muito frio e nem muito calor, a dica é viajar entre setembro e dezembro e entre fevereiro e abril, período de primavera e outono, respectivamente.

A cidade mesmo fora do inverno costuma ser um pouco frio principalmente á noite. – sempre leve um agasalho.

Consulte histórico e mais informações climáticas da cidade: Aqui. 

Segurança.

Já sabemos que a Austrália é um país de primeiro mundo, onde nos sentimos muito seguro em relação a furtos, assaltos e roubos violentos, coisas que as vezes temos que nos preocupar sendo turista, mais, em uma cidade grande as chances aumentam e também imprevistos de outra natureza acontecem e viajar sem estar assegurado sempre é muito arriscado.

Aproveite, faça sua cotação e reserve seu Seguro Viagem com a parceira do Quero Mochilar.

Cotação: Seguro viagem.

OBS: Fechando seguro viagem pelo link do site, você pode ganhar um Diário de Bordo do Quero Mochilar – Saiba mais.

ROTEIRO

G’day mate! – Esse é o bom dia em “Oz” ou Aussie  (Apelidos carinhosos da Austrália).

Como disse fiquei um pouco mais de um mês na cidade e sou apaixonado por Sydney. Por isso focarei o post em algumas das atrações chaves, pois há milhares de coisas para se fazer aqui. Recomendo ficar na cidade no mínimo 4 dias, e este roteiro se encaixa bem nesta programação.

Antes de começar, quero explicar algo importante que te ajudará a economizar, já que como disse a Sydney é extremamente cara.

Como se locomover em Sydney?

1- Sydney – Para turistas com poucos dias.

Na cidade tem aqueles famosos ônibus vermelhões de dois andares, que fazem somente duas rotas, sendo uma pelos principais pontos da cidade e outra na região de Bondi Beach.

Ingresso: US$ 31,50

Saídas: A cada 15/20 minutos de cada um dos pontos.

Duração: Circuito todo leva de uma hora e meia a duas horas.

Para quem tem mais tempo na cidade e vai precisar se locomover mais, o transporte público de Sydney tem uma rede bem estruturada e integrada de meios de transporte, que constam com: ônibus, metrôs e até barcos. Vamos então falar agora do transporte público.

2- Transporte Público:

2.1 -Ônibus

É bem fácil de andar de ônibus em Sydney e entender seu funcionamento. Há vários pontos pela cidade e todos estão bem sinalizados com as rotas, horários e demais informações para que você possa se localizar e pensar no seu deslocamento.

Principais terminais: Circular Quay, Wynyard, Town Hall e Central Station. Estes estão todos próximos a grandes cartões postais e fazem integração com metrô e o ferry (barco).

2.2- Metrô

Acabei usando mais o ônibus, mas a cidade consta com um sistema de metrô bem eficiente e simples com apenas sete linhas conectando os bairros principais. As estações principais são: Town Hall, Wynyard, Circular Quay, St James Museum, Martin Place e Central.

Pelos metrôs você terá também acesso a estações de trens que conectam a cidade com outros pontos atrativos da região como Hunter Valley,  Newcastle, Southern Highlands e South Coast e também para Blue Mountains, um dos bate e volta mais procurado da cidade.

4- Quero Mochilar

Foto: O transporte público de Sydney é fantástico.

2.3- Ferry – Barcos

Como fiquei hospedado em Manly usei muito o Ferry para atravessar a baía de Sydney, e cada vez que o pegava me sentia como em um passeio.

As principais balsas saem do Circular Quay, próximo a ópera. Este é o terminal principal que integra o ferry com os outros meios de transporte. Com este transporte pela Circular Quay você pode ir para o Taronga Zoo, Manly Beach, Balmain, Kissing Point ou Darling Harbour.

8- Quero Mochilar

Foto: O ferry.

3-  Opal Card

Valor: De segunda a sábado: AUD$15 / dia – Adulto e AUD $7,5 / dia – Criança.

Bilhete semanal: AUD$60.

Domingo: AUD$2,50 / dia – Das 4h até ás 3h59 de segunda.

Quando fui para Sydney comprava um cartão semanal de transporte que valiam para tudo: ônibus, metrô e até mesmo o ferry. Mas desde 2015 o sistema antigo foi melhorado e agora está funcionando com o nome de Opal Card.

O Opal Card é a forma mais vatajosa de se locomover se você for usar bastante o transporte, ele continua integrando todos os meios de transporte público.

Onde comprar? Seus tickets estão a venda nas 7-Eleven, lojas Woolworth, supermercados, alguns quiosques, estações de trem, no shopping Westfield, no aeroporto, ou nos inúmeros revendedores espalhados pela cidade.

Hoje este ingresso inclui até áreas como as Blues Mountains, por exemplo.

4- Carro: Táxi e Uber

Táxis são fáceis de conseguir, há cerca de 20 empresas na cidade. Muito chamados pelos aplicativos: Taxis Combined – disponível para Android ou IOS. Ah, são caros… rs. Bem caros… rs.

Em uma cidade deste tamanho é claro que tem Uber, que saem de 30% a 40% em relação ao preços dos táxis.

Sobre alugar carro: No país colonizado pelos britânicos o que manda é a mão de inglesa. Analise bem e cuidado caso opte por locar um carro por aqui. O transito da cidade apesar de funcionar bem e ser bem sinalizado é bem movimentado. Eu não indico, até pelo preço, penso não ser uma boa escolha. Vá de transporte público mesmo!

Planejamento e Atrações

Sydney tem muita coisa para se fazer, muitas belas praias e lugares para todos os gostos. Para explicar melhor a cidade, vou dividir o post em 3 partes:

  1. Região Central;
  2. Região de Bondi;
  3. Região de Manly.

Mesmo com este mundo de opções, não tenha preguiça e lembre-se, que sempre a melhor maneira de descobrir uma cidade é caminhando. Aproveite que está em um lugar seguro. Sydney ainda é plana, não têm subidas íngremes, o que facilita bastante.

Agora vamos lá, o que podemos ver na…

1- Região Central

A região central da cidade é repleta de pontos que valem a pena a parada, e explorar o centro de Sydney andando é demais. Tire pelo menos um dia para conhecer todas estas atrações.

Vou começar falando sobre o símbolo da cidade, mas antes, quero fazer um breve parenteses para este lugar, por onde chegam os Ferries, caso for vir de Manly, como eu vinha.

9- Quero Mochilar

Foto: Sydney – centro financeiro, jardim botânico e Opera House.

1.1- Circular Quay

Este é o principal terminal de balsas de Sydney, que liga o centro da cidade a diversas outras regiões.

Esta área é bem turística, há aqui várias lojinhas, bares, foods e até o Museu de Arte Contemporânea da cidade. É aqui que você fará a foto sua com um Aborígene.

1.2- Sydney Opera House

Horário de funcionamento: Tours guiados no interior: Das 9h00 ás 17h00 – Uma hora de duração.

Entrada: AUS$ 37 / pessoa – Há vários tipos de tour – Melhores informações no site – Aqui – (inglês)

Um pouco sobre a Opera House…

Simbolo não só da cidade, mas também do país está magnifica estrutura começou a ser construída em 1957, pelo arquiteto Jørn Utzon, após ganhar um concurso internacional de arquitetura, mas por divergências em relação ao projeto inicial na hora da execução o mesmo o abandonou, e acabou sendo concluído em 1973, por outro responsável.

O simbolo da austrália é na verdade uma grande casa de shows, com dois auditórios, cinco teatros, quatro restaurantes, seis bares (virados para a orla e ótimos para tomar um vinho ou chopp), lojas de souvenir e vários outros espaços.

Acabei optando por não fazer a visita interna, e admirei mesmo só a paisagem e a bela arquitetura, que pra mim já é o suficiente.

30- Quero Mochilar

Foto: Sempre cheia de gente!

31- Quero Mochilar

Foto: Feliz da vida neste lugar show de bola.

32- Quero Mochilar

Foto: Muito interessante, não?

Bem próximo a Opera House fica o mais belo pedaço verde da cidade, e você pode ir andando.

1.2- Royal Botanic Gardens

Horário de funcionamento: Área aberta.

Entrada: Gratuita.

Um pouco sobre o jardim botânico…

Este belo jardim está aberto desde 1816, e é um importante instituto de pesquisa. Aqui há uma ampla área verde, muito usada pelos australianos e turistas por ser um lugar ótimo para um piquenique. Você irá encontrar aqui várias Cacatuas enormes e o mais bizarro, morcegos enormes nas árvores.

70- Quero Mochilar

Foto: Aqui também aqui, o melhor ponto da cidade para tirar foto da Opera House e da Harbour Bridge juntas.

71- Quero Mochilar

Foto: Olha elas ai! Aqui são nativas e estão por todos os lados. Lindas…

72- Quero Mochilar

Foto: Morcegos frutíferos enormes pendurados nas árvores.

73- Quero Mochilar

Foto: Eles parecem umas raposas com asas, são enormes e estão por todos os lados do jardim.

1.3- Hyde Park

Horário de funcionamento: É uma praça, portanto não tem horário de funcionamento.

Entrada: Gratuita.

Este parque fica no coração do Distrito Financeiro . Este é o primeiro parque público urbano público da Austrália.

Aqui você encontrará o ANZAC War Memorial, em frente ao Lago do Reflexo. Este memorial foi construído para homenagear às forças armadas da Austrália e da Nova Zelândia na luta durante a Primeira Guerra Mundial.

Próximo a este parque há a Catedral St. Mary, uma bela igreja católica de estilo gótico inglês. Também de entrada gratuita e vale a pena a visita.

DSC00371

Foto: Lago da praça.

1.4- Darling Harbour

Este é um lugar onde você encontra de tudo, um verdadeiro complexo de lazer com aquários, mini zoológicos, ótimos restaurantes, cinema 3D gigante (era o maior cinema 3 D do mundo quando fui, não sei se ainda tem o título) , hard rock e de tudo e mais um pouco. Horas aqui é pouco tempo.

40- Quero Mochilar

Foto: Uma visão geral deste complexo onde há várias atrações.

6- Quero Mochilar

Foto: IMAX, na época era o maior cine 3D do mundo.

As principais atrações e as mais procuradas são o Wildlifeworld e o Aquário de Sydney e realmente são ótimos passa tempo.

41- Quero Mochilar

Foto: Aquário de Sydney e o Wildlifeworld.

41.1- Quero Mochilar

Wildlifeworld

Horário de funcionamento: Diariamente das 9h30 ás 17h00.

Entrada: A melhor opção é comprar combo, com as duas entradas o que sai AUD$ 50 (Sim, muuuito caro).

Consulte aqui as combinações (em inglês): https://www.wildlifesydney.com.au/

Um pouco sobre o Wildlifeworld…

Este é praticamente um mini zoológico onde as atrações principais são os animais australianos como: Coalas, Cangurus, Crocodilos de água salgada entre outros. É um lugar bem pequeno, mas aqui você tem a oportunidade de conhecer estes belos habitantes de Aussie e ainda poder até tirar foto com um koala no colo, não me recordo o preço, mas só sei que é… CARO.

42- Quero Mochilar

Foto: Coala se alimentando de folhas de eucalipto. Logo mais ia para sessão de fotos com os turistas.

43- Quero Mochilar

Foto: Aqui tem enormes crocodilos de água salgada.

44- Quero Mochilar

Foto: Além de conhecer o mais famoso dos australianos há um guia que vai te explicando tudo sobre a biologia e hábitos deste marsupial super interessante.

45- Quero Mochilar

Foto: São muitas espécies de canguru, dezenas e este é o maior deles: Canguru vermelho.

Aquário

Horário de funcionamento: Diariamente das 9h00 ás 18h00.

Entrada: AUD$ 42 – POde ficar mais barato se comprar junto outras atrações.

Consulte aqui as combinações (em inglês): https://www.sydneyaquarium.com.au/tickets

Um pouco sobre o Aquário de Sydney…

Este aquário também não é muito grande, e vários são os animais que podemos ver por aqui. Um show de cores e diversidade de espécies. Não achei o aquário muito bom para falar a verdade. Já vi melhores em vários outros passeios que fiz. Mas aquário é aquário, pra mim sempre um bom passeio e a criançada adora.

46- Quero Mochilar

Foto: Várias espécies de peixes coloridos.

47- Quero Mochilar

Foto: Há tubarões aqui também!

48- Quero Mochilar

Foto: Dugong – Um parente do nosso peixe-boi.

49- Quero Mochilar

Foto: Este é uma das atrações principais do aquário.

1.5 – Rocks District

Este é um dos bairros mais antigos de Sydney. Formado por ruas de pedras estreitas, becos sem saída, casas históricas, museus, galerias, restaurantes e pubs tradicionais, que por sinal foram os primeiros da cidade.

A dica é além de caminhar pelo bairro não deixar de visitar o Cadmans Cottage, uma pequena construção de 1816, que te dará uma visão geral sobre a colonização de Sydney. Há também aqui um museu gratuito: The Rocks Discovery Museum, que narra a história do bairro no período anterior à colonização até os dias atuais.

O The Rorcks fica próximo da ponte mais linda e um dos símbolos da cidade, a próxima atração que vou falar.

7- Quero Mochilar

Foto: Esta é vista que temos do The Rocks quando estamos chegando de Ferry na Circular Quay.

1.6-  Harbour Bridge

Horários e tarifas atualizadas: clique aqui.

Eu subi só na ponte mesmo, parte gratuita, de onde já é possível ver a baía toda e ter uma bela visão da Opera House, portanto me contentei com aquela bela vista e não quis pagar algumas centenas de dólares para ver ainda mais do alto…rs. É bem caro, como pode conferir no link…rs.

De lá você pode identificar vários pontos da cidade. Vale a pena!

Pra quem vai subir: Em relação a caminhada, são 1.150 metros de extensão – cada trecho. O ponto auge é o Pylon Lookout, de onde você tem uma vista 360 graus da cidade. Dizem ser fantástico, se tiver dinheiro, não economize neste passeio. São oferecidas 5 diferentes experiências na ponte.

Consulte as opções no site: no site oficial da empresa.

10- Quero Mochilar

Foto: A Harbour Bridge quando estamos chegando de Ferry na Circular Quay.

33- Quero Mochilar

Foto: A mesma vista da Opera House.

Se possível tire um dia e faça tudo isso andando, descobrindo pelo caminho shoppings, lojas, praças e tudo de lindo que esta cidade tem…

3- Quero Mochilar

Foto: Observe a organização deste centro.

5- Quero Mochilar

Foto: Belas arquiteturas no centro – explore-o a pé.

Tem muita coisa para se fazer aqui, citei só algumas e penso que Sydney inteira daria um blog.

Vamos falar agora para uma das regiões mais badaladas e lindas…

2- Bondi Beach

Apenas 10 km de distância do centro está Bondi Beach, a praia mais visitada de Sydney e mundialmente conhecida como uma das melhores da Austrália. Aqui todos os anos passam milhares de pessoas, gente de todo lugar do mundo e de todo tipo – de mochileiro a bilionário.

E realmente bondi além de gente bonita é uma bela praia. Bondi tem uma faixa larga de praia com areia dourada, onde podemos passear, correr e relaxar ao sol – ah até top less você pode ver aqui…rs.

Por ser muito badalada, aqui é palco de eventos durante o ano todo, desde exposições de arte da comunidade até maratonas de corrida do City to Surf.

Esta praia tem uma ótima infra-estrutura com: restaurantes, centro de informações turísticas, banheiros públicos, lojinhas, arte de rua.

60- Quero Mochilar

Foto: Sempre lotada, mesmo com sua água hiper gelada…rs.

61- Quero Mochilar

Foto: Estes carrinhos ficam cuidando da segurança dos banhistas e te dando bronca…rs.

A melhor caminhada para se fazer aqui é a chamada Coastal Walk.

Um pouco sobre a Coastal Walk…

É uma caminhada que liga a Bondi Beach a Cooggee, outra bela praia um pouco mais isolada. É uma trilha de nível fácil, sendo que o único problema é que é quase 100% embaixo do sol.

São cerca de 6 km, que você obrigatoriamente tem que fazer. Pra mim, um dos passeios gratuitos mais incríveis de Sydney é este.

A trilha é toda a beira mar e passa por diversas praias, piscinas públicas, espaços para piquenique e diferentes formações rochosas.

62- Quero Mochilar

Foto: Piscinas com a água do mar – só em Sydney mesmo.

63- Quero Mochilar

Foto: Parte da trilha – Coastal Walk.

64- Quero Mochilar

Foto: A trilha é bem estruturada e tem formações rochosas e paisagens incríveis pelo caminho.

65- Quero Mochilar

Foto: Coogee Beach -linda também.

Nesta trilha você ira passar por estes pontos:

  • Mackenzies Point – Boa vista para a Coastal Walk!
  • Tamarama Beach – Bela praia com estrutura para churrasco ou piquenique. Foi a nossa preferida!
  • Bronte Beach – Onde fica a piscina pública gratuita, que se mistura com as ondas do mar.
  • Coogee Beach: Última praia da trilha e também show de bola.

3- Região de Manly

Esta é a praia que mais gosto, pois estudei inglês aqui e passava muito tempo nela, portanto não teve como não se apaixonar…

Manly (Praia Masculina) é assim como Bondi, uma das praias mais populares da Austrália, e fica mais ao norte de Sydney, distante da mais badalada.

Caso esteja no centro a melhor forma de chegar é pegando o ferry na Circular Quay. Fazendo uma viagem que mais parece um tour de meia hora, você estará em Manly Wharf.

A praia, que também está sempre bem movimentada com turistas, surfistas e pessoas se exercitando tem 1,5 quilômetros de extensão, e uma ótima infraestrutura.

Na porta de entrada de Manly, há diversas caminhadas naturais lindas, trilhas de ciclismo e locais históricos.

Mas nem só de praia vive Manly. Aqui além de praia e esporte há ótimos restaurantes e cafés. Há também vários locais animados com música ao vivo e pubs. Nos fins de semana, um mercado das pulgas vende arte e artesanato feitos à mão, joias, fotografias e esculturas inspiradas pela cultura e pelo estilo de vida local.

O calçadão de Manly é show, e mais parece cenários de filme americano mostrando aquelas belas praias com uma super estrutura e as gaivotas voando.

51- Quero Mochilar

Foto: Esta é Manly vista por completa de uma trilha até outra praia.

50.1- Quero Mochilar

Foto: Entrada para praia.

50.2- Quero Mochilar

Foto: Vista da escola de inglês ACE.

50.3- Quero Mochilar

Foto:Até água em bebedouros públicos temos aqui…

Shelly Beach.

Está vendo uma passarela e uma praia pequenininha lá no fundo? Esta é a Shelley Beac, um caminho popular para corredores, ciclistas e moradores. Uma praia pequenininha, isolada, mas bem calma e de uma água clarinha. Lugar ideal para snorkel. Eu ia muito aqui, pois achava ela fantástica.

50- Quero Mochilar

Foto: O caminho para a bela praia.

49.1- Quero Mochilar

Foto: O mesmo caminho em um outro dia as cores já muda.

49.3- Quero Mochilar

Foto: Umas 3 vezes por semana eu fazia esta trilha… adorava esta praia.

49.2- Quero Mochilar

Foto: Olha que água mais clarinha.

Dee Why

Esta é outra bela praia da parte norte da cidade que você pode ir em 15 minutos de ônibus a partir de Manly. Nesta praia além de estrutura de banheiro, você tem uma trilha morro acima de onde pode ter um visual incrível da região.

20- Quero Mochilar

Foto: Praia – aqui as ondas são mais fortes.

24- Quero Mochilar

Foto: A trilha morro acima que disse.

22- Quero Mochilar

Foto: A bela visão da região.

23- Quero Mochilar

Foto: Curtindo o visual.

21- Quero Mochilar

Foto: Aqui também tem piscina.

É isso… Difícil não se apaixonar por esta cidade. Sydney como disse tem milhares de coisas para se fazer, foquei aqui mais nas atrações gratuitas, mas abranja sua pesquisa, que vai encontrar muito mais coisas por lá.

NÃO POSSO DEIXAR DE PROVAR…

1- Carne de Canguru: Há restaurantes onde você pode experimentar a carne da canguru. Que é comercializada legalmente.

2- Vegemite: Esta é a marca de uma pasta de cor castanha escura, de sabor salgado e elaborado a partir de extracto de levedura. É usada principalmente como ingrediente de untar nos sanduíches e torradas. Na austrália é popular no café da manhã. Não ouse comprar antes de experimentar. Eu que pareço um avestruz achei horrível… rs.

3- Sweet Chile: Os molhos da austrália são ótimos.

4- Damper: Este é o pão mais popular do país, feito de maneira simples.

LIÇÕES APRENDIDAS.

1- Uma ótima pedida é fazer escala entre os voos que chegam na Austrália, para deixar a viagem menos cansativa. Ficar uns dias na Nova Zelândia é uma boa.

2- Praias na austrália – Proibido comer e beber. São únicas e exclusivas para práticas de esporte.

3- Na Austrália você não pode beber na rua. Se for tem que colocar dentro de um saco, tipo de pão.

4- Outra curiosidade: Não estranhe que todo estabelecimento que for entrar, os funcionários vão perguntar quanto você já bebeu. Na Austrália tem algo na lei, que não compreendi direito que o estabelecimento é responsável por você e tem autonomia de falar a hora que você vai parar de beber e ele não vender mais. Pois você é corresponsável pelas atitudes desta pessoa se ela for pega bêbada.

5- Importante: nem sempre é possível nadar nas praias da trilha (Costal Walk) devido às condições do tempo. No entanto, sempre haverá uma placa na praia com as informações atualizadas e se é recomendado nadar ou não. Geralmente, as áreas seguras para nadar estão demarcadas entre bandeirinhas de cor metade vermelha e metade amarela.

6- Pra quem quer se aventurar: A Manly Scenic Walkway percorre a faixa litorânea do porto, da Spit Bridge, passando por Dobroyd Head, até Manly, por alguns dos mais bonitos cenários de Sydney Harbour. A trilha demora aproximadamente de três a quatro horas.

7- Sydney de bicicleta: Sydney também é uma cidade bike-friendly, uma excelente maneira de conheçê-la. São cerca de 200 km de ciclovias e você pode traçar a melhor rota baseada no mapa oficial ou optando por um bike tour.

8- Para quem gosta de arte:  Tem a Galeria de Arte de Nova Gales do Sul: Próxima à Catedral de St. Mary. Atração gratuita.

9- Dica para deslocar: Há vários aplicativos de rotas um muito usado é o “Trip Planner” – da prefeitura e que funciona muito bem.

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS.

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA AUSTRÁLIA.

Fuso Horário: +13h (Brasília)

Língua

O Inglês é a língua oficial na Austrália.

Moeda

A moeda oficial da Austrália é o dólar australiano.

Códigos: AUD, também grafado A$, AU$, $A ou $AU.

  • 1 AUD = R$ 2,48
  • R$ 1,00 = A$ 0,40

Cotação atual: Clique aqui.

Visto e Vacinas

Para entrar na Austrália é preciso solicitar um visto pelo site da embaixada com antecedência (recomendo 3 meses) e também é obrigatório ter a vacina contra a febre amarela (cartão internacional).

OBS: A vacina é válida por dez anos, e tem obrigatoriamente que ser feita no mínimo dez dias antes da viagem.

Após tomar a dose, é preciso levar o comprovante até o posto da Anvisa para que seja emitida a carteira internacional de vacinação. Há um posto no aeroporto de Guarulhos, entre em contato e veja como agendar para regularizar antes do seu voo.

O visto quando fui para austrália paguei $ 90 dólares, mas hoje esta na faixa de $ 115,00 dólares americanos.

Embaixada – Mais informações: Clique aqui.

Eletricidade

A voltagem padrão na Austrália é 220V

Tomada Asutralia

A VIAGEM CONTINUA…

Relato Anterior: Jervis Bay.

Recomendo este lugar incrível em Queensland: Withsundays Island.

 

Gostou? Tem alguma sugestão ou atualização de informação? Enriqueça a pesquisa de seus amigos nos comentários. Além de ajudar o próximo viajante é super importante a opinião de vocês para o blog.

QUEM PODE TE AJUDAR?

Site cheio de dicas do país (em português): http://www.australia.com/pt-br

Darling Harbour: http://www.darlingharbour.com/

Vai viajar? Planeje toda sua viagem com o Quero Mochilar!

O Quero Mochilar tem te ajudado com dicas e roteiros para o seu planejamento? Então que tal nos ajudar sem pagar nada a mais por isso, simplesmente fechando sua viagem com os serviços oferecidos pelas parceiras do Blog.

GARANTA AQUI

SEGURO VIAGEM – HOSPEDAGEM – ALUGUEL DE CARRO – TOURS – PASSAGENS AÉREAS – RESERVAS

Além de garantir sua programação com segurança, você estará ajudando a manter o site no ar cheio de dicas para você, sem gastar nada a mais por isso.

 

 

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »