Whitsundays Island – Austrália

Neste arquipélago australiano de 74 ilhas está uma praia que já foi muitas vezes considerada uma das mais belas do mundo, a Whitehaven beach, um lugar tão lindo que já serviu até de cenário para o filme piratas do Caribe. Um verdadeiro paraíso. Afinal de contas, não é atoa que este é um dos destinos mais procurados do país.

INFORMAÇÕES DE: Abril de 2010.

ROTEIRO PARA: 4 dias.

HOSPEDAGEM: Airlie Beach Magnums – Hostel (R$ 65,00/ dia – Quarto misto 8 camas): Hostel bem localizado com um bar na frente que fica bem movimentado. Tem um ótimo ambiente – gostei bastante.

Em relação a hospedagem há muitas opções em Airlie Beach, pois esta é uma das atrações mais procuradas da Austrália.

Precisando escolher um lugar para ficar? Consulte e reserve sua estadia pelo BOOKING.COM nos atalhos do blog, estas reservas viram pequenas comissão, VOCÊ NÃO PAGARÁ NADA A MAIS POR ISSO, e estará ajudando o Blog a se manter no ar, monetizando nosso trabalho e rendendo ótimas dicas para você.

SOBRE WHITSUNDAYS ISLAND E AIRLIE BEACH

As Ilhas Whitsunday é um arquipélago de 74 ilhas no nordeste da Austrália, no estado de Queensland. Um lugar muito conhecido no país por suas praias de areia branca, banhadas por águas de um impressionante tom de azul.

Todos os passeios neste paraíso giram em torno da principal e maior ilha, que leva o mesmo nome do arquipélago, Whitsunday, pois é lá que está uma das praias mais lindas do mundo e que todos querem conhecer a Whitehaven Beach.

Pensa que acabou a beleza deste lugar?? Ainda não… para deixar o arquipélago ainda mais incrível ele é cercado pela grande barreira de coral da Austrália, o maior conjunto de seres vivos do mundo, com isso tudo é um lugar perfeito para belas paisagens tanto fora como dentro da água.

A porta de entrada para estes passeios é a cidade de Airlie Beach, de onde partem os principais tours que podem durar 1, 2, 3 ou até mais dias dependendo do que querem fazer, e não importa a opção, tanta beleza só está a acessível a preços bem salgados.
15- WI

Como chegar?

A grande parte das pessoas que procuram conhecer este arquipélago parte de Sydney.

Partindo de Sydney, que foi o trajeto que fiz, você vai voar até a Hamilton Island, um voo com duração de 2 horas e 30 minutos. Quando fui voei pela Qantas.

Quando desembarcar em Hamilton Island você tem que pegar o próximo Ferry (barco) até Airlie Beach. Geralmente os horários de voos e ferrys coincidem e não tem que esperar muito. A duração desta viagem de ferry varia de 35 a 55 minutos.

Outra opção para quem sai de Sydney: Pegar voo até Proserpine (não há diretos, todos param pelo menos em Brisbane). Chegando lá há vários shuttles até Airlie Beach.

Bom pesquisar horários e preços para definir a melhor opção para você.

 Localização de Hamilton Island x Proserpine x Airlie Beach

Quando ir?

O clima é o principal ponto de atenção para definir a data da sua viagem, afinal você esta indo conhecer uma das praias mais lindas do mundo e não vai querer chuva e frio neste dia, não é?

As estações do ano no estado de Queensland são nos mesmos meses que no Brasil, então nem temos muito o que que pensar.

O recomendado sempre para praia é ir no verão- que no país -também é de dezembro a março, neste mesmo período é também a alta temporada e os preços estão mais caros.

Os verões em Queensland de modo geral são quentes e úmidos.

No inverno (junho a agosto) o clima é ameno e seco. As chuvas se concentram entre janeiro e março, sendo que ciclones tropicais ocorrem algumas vezes de novembro a maio.

As temperaturas típicas são de 23 a 31°C no verão e de 18°C no inverno.

Fui em maio, e acabei pegando sol, mas no dia da atração principal estava bem nublado no horário que fui, o que foi uma pena.

Consulte o clima: Clique aqui.

Segurança.

Austrália é um país muito seguro em relação à pessoas, mas seus animais… rs.

Principalmente aqui nesta região há muito problema com água-viva chamadas mãe da água, essa água-viva tem um dos mais potentes ferrões da Austrália e é responsável por 70 mortes no país até hoje, sua maior ocorrência é de outubro a março e ela está bem presente no mar de Queensland.

Seu veneno é injetado através de pequenos receptores ao longo dos tentáculos agravando ainda mais a picada dependendo da quantidade de tentáculos que tocam a pele. Além de ser muito doloroso, o veneno ataca os músculos em torno dos pulmões e coração. Como resultado, a paralisia de ambos os órgãos é a principal causa de morte em casos não tratados.

Por isso, é muito recomendado entrar na água sempre com roupa de proteção.

ROTEIRO

Dia 01: Planejamento e chegada

Ainda nem imaginava conhecer a Austrália, quando um dia rodando a time line do facebook aparece uma prima que estava despedindo do país depois de um ano de intercâmbio em uma praia que me encheu os olhos.

Claro, logo perguntei: Onde é isso?? Ela disse: “Whitehaven beach – um paraíso”, e respondi: “Lindo demais, um dia piso neste lugar”.

Em 2010 decidi estudar inglês fora do país para aperfeiçoar durante minhas férias de trabalho, com a negociação que fiz na empresa seriam 40 dias em Sydney, e claro, que já que eu estava do outro lado do mundo eu ia querer turismo também, né?. Se fosse só para estudar tinha escolhido um país mais em conta.

Durante o período que estava em aula, havia um feriado e pensei: Perfeito! Assim eu poderia ir a um lugar mais longe, e ainda pensei: “é agora que vou naquele lugar que vi na foto da minha prima que me fez brilhar os olhos”.

Com a ajuda da minha professora comprei a passagem de ida e volta: Sydney -> Airlie Beach. Neste momento foi engraçado uma coisa, eu como brasileiro queria dividir o valor da passagem em muitas vezes, e falava isso com a professora e ela não entendia. Depois de muito explicar entendi que na Austrália não tinha esta coisa de dividir o valor não, é a vista, em uma vez…rs. Comprei e pensei, vou assim mesmo e quando voltar resolvo isso ($$).

Quando chegou o dia, acordei cedo e sai de Manly (bairro de Sydney), peguei o ônibus, depois o ferry (barco) e ainda um metrô e em um pouco mais de uma hora estava no aeroporto pronto para voar.

1- WI

Foto: Do avião, quando estamos chegamos a Withsundays Island a vista é linda, mas pena que o tempo não colaborou.

Na época voei pela Qantas, sai de Sydney ás 11:55 am, cheguei em Hamilton Island 14:25 p.m e já embarquei em um ferry rumo a Airlie Beach e ás 16h00 estava na cidade.

2- WI

Foto: Deixando para trás o aeroporto de Hamilton Island.

3- WI

Foto: Não é só porque esta se deslocando que você não pode aproveitar e curtir o passeio.

5- WI

Foto: Este é o ferry.

Fui na loucura para Arlie Beach sem reservar nada, e as duas primeiras tentativas de hostels que tentei estavão lotadas, quando achei uma, ufa!! fiquei aliviado… rs.

6- WI

Foto: As simpáticas ruas de Airlie Beach.

Após deixar minhas coisas sai para ver as agências e o que eu conseguia, parei logo na Explore Whitsundays (link no fim do post) e lá tinha um tour de 2 dias e 2 noites de barco pelo arquipélago que passava na bendita praia que fui para conhecer. O grupo sairia só no outro dia e por só ter uma vaga, eles me fizeram um bom preço (A$ 354), como estava em cima da hora e no fim do dia, fechei e não fui nem procurar outra empresa.

Fechei a noite bebendo chopp com os amigos de quarto do hostel que tem um bar super bacana na frente.

Dia 2: Partindo de barco.

O barco partia somente ás 14h00 com isso tive a manhã para andar um pouco por esta pequena cidade que é lindinha demais, e logo fica fácil entender por que é um dos destinos mais procurados da Austrália.

7- WI

Foto: Admirando a orla da cidade.

8- WI

Foto: A praia da simpática Airlie Beach.

Andei por suas ruas, orla, fui comprar as coisas para a viagem de barco e ás 14h00 peguei minha mochila e fui direto para o ponto de encontro.

Como funciona este passeio de 2 dias e 2 noites velejando?

Vão 28 pessoas e 3 tripulantes em um barco de 24 metros, o que fui chamava Boomerang, e foi construído na Itália.

O esquema aqui de alimentação são porções e frios, tudo comida mais fácil, servem estas porções (snacks) no almoço e jantar, e algumas frutas no decorrer do dia. Não tinha como comprar nada no barco e o esquema era o chamado BYO (bring your own), o que significa que tínhamos que levar nossas coisas. Fiquei na base do Chips e pão..rs.

Quando chegamos cada um tem seu lugar de dormir já demarcado, e é meio que todo mundo junto, quase um sobre o outro na verdade, pelo menos neste passeio que fiz, então torça para ninguém roncar…rs.

Este tour foi bem legal para mim que estava estudando inglês, pois só tinha eu de brasileiro e tinha gente do mundo inteiro: Alemanha, EUA, Inglaterra, Espanha, Canadá etc… e foi ótimo enturmar com esta galera e ter só que falar em inglês.

Logo partimos no barco, sempre contemplando belas paisagens.

9- WI

Foto: Já parti com a minha cervejinha na mão e com a capa. Como temos que fazer contrapeso e ficar nas laterais, a gente molha bastante.

Como não há quarto, conforto, internet etc… pelo menos no que fui, todos ficam a maior tempo na parte de cima do barco.

9.2- WI

Foto: Íamos seguindo as orientações e fazendo o contrapeso conforme nos orientassem.

22.0 Quero mochilae Withsundays

Foto: E lá se vai meu primeiro dia no mar.

Neste primeiro dia já fui limpinho e de banho tomado, pois a recomendação era de tomar um banho por dia e de 1 minuto, pois a água no barco é limitada.

A noite foi só diversão, era na maioria amigos de grupos de 2 ou 3 pessoas, e foi bem divertido os papos.

9.3- Quero Mochilar Withsundays

Foto: Tentando manter contato….rs.

Dormir é o pior dos momentos, quando mais sentimos o barco e recomendo levar dramim.

A primeira noite foi estranha, dormi bem apertado com pessoas estranhas, lembro que acordei e demorei a voltar dormir, sai lá fora e fui presenteado com um céu super estrelado e lindo, pensei, o dia amanhã promete, só que não, nublou na hora que mais queria sol…rs.

Dia 03- Whitehaven Beach

Amanheceu e nosso primeiro passeio era conhecer a minha tão sonhada praia.

O lugar é tão bonito, que foi utilizado em vários ocasiões em Os Piratas do Caribe.

Esta praia tem 7 km de extensão, um mar turquesa e uma areia muito branca, composta de 98% sílica pura. Esta areia está sempre em movimento e muda o desenho com o vento e a maré, formando um cenário que parece pintura. Vista de cima é perfeição garantida.

A praia está bem preservada, pois fica em um parque nacional e as visitas são restritas. A taxa geralmente esta inclusa no passeio, mas chega a A$ 50,00.

Não é a toa que ela já foi eleita várias vezes como a praia mais bonita do mundo.

10- WI

Foto: Aqui entramos ancoramos o barco e pegamos um bote até a praia, como na foto.

11- WI

Foto: Entrada para a trilha para o mirante mais procurado da Austrália.

Quando desembargamos fazemos um pequena trilha mata á dentro de uns 10 minutos até chegar no mirante para o paraíso. Trilha simples, fácil e sem muito sol.

12- WI

Foto: Trilhazinha sussa…rs.

Quando finalmente cheguei ao chamado Hill Inlet, o mirante para a Whitehaven Beach, só pensei: “Uau, que showwwww!”

13- WI

Foto: A imagem das areias que parecem dançar. Mesmo com chuva é linda, não? 15- WI

Foto: A garoa tentando estragar o visual, mas é impossível.

16- WI

Foto: Do lado direito, a água verde, intercalada pela areia, formando um desenho em ondas. Do lado esquerdo, o azul turquesa intenso de uma água transparente.

17- WI

Foto: Agora sim sonho realizado.

19- WI

Foto: Não me cansava de admirar. A selfie com máquina digital…rs.

Eu não me conformava que no dia não estava aquele super sol que combina com o lugar e hoje não me conformo que na época eu não sabia nada de foto e nem tinha uma boa máquina, mas… pelo menos tenho que voltar, né??…rs

Depois do mirante tivemos ainda uma hora na praia para praticar esportes, nadar etc… e eu preferi conhecer a ilha.

20- WI

Foto: Natureza da praia.

22- WI

Foto: Olha que mata diferente! Sou Eng florestal gente, não tem como não observar…rs.

21- WI

Foto: Não me arrisquei muito com medo das águas vivas…rs.

Por causa das águas vivas recomendam nadar com aquela roupa tipo segunda pele, eu não tinha e preferi não arriscar.

Acreditem, nesta praia tem até um banheiro químico e é limpíssimo, coisas da Austrália.

Daqui, continuamos nosso passeio e fomos terminar vendo um belo por do sol em um banco de areia no meio da praia que também foi um momento único (desculpe, não me recordo o nome deste lugar..rs).

22.1 Quero Mochilar Withsundays

Foto: A cor da criança que não sabe o que é protetor…rs.

22.1- Quero mochilar withsundays

Foto: Chegando no nosso banco de areia.

22.2- Quero Mochilar Withsundays

Foto: Novamente todo mundo fazendo fila para o bote para ir para praia.

22.5- Quero Mochilar Withsundays

Foto: A mare estava baixa, e deu para explorar bastante o lugar.

22.6- Quero Mochilar Withsundays

Foto: Tesouros que aparecem com a maré baixa.

22.7- Quero Mochilar Withsundays

Foto: Aqui belos cenários tem o tempo todo.

22.3- Quero mochilar withsundays

Foto: Aqui ficamos, conversando, alguns lendo, outros jogando bola e foi uma tarde bem bacana.

22.4- Quero Mochilar Withsundays

Foto: A maré ainda baixa.

22.8- Quero Mochilar Withsundays

Foto: O sol se pondo e mais um belo dia na vida.

A noite a conversa, as risadas e bate papo rolavam solto no barco e o mais legal foi o banho de 1 minuto que não limpou nada, dormi salgado…rs.

Dia 04- Mergulho – Snorkel

Mais um dia amanhece e nós aqui neste paraíso, e já que o passeio vai terminar e estamos em uma região tão abençoada, por que não fechar mergulhando, não??

Somos orientados a não pisar nos corais e lá vamos nós, a única tristeza é que na época eu não tinha uma Gopro e não tenho como mostrar como lá em baixo é lindo!

23- WI

Foto: Ready to go…

24- WI

Foto: Turminha multicultural pronta e protegida para o snorkel.

Depois deste belo snorkel com uma grande variedade de vida aquática voltamos contemplando as belas paisagens.

25- Quero Mochilar WI

Foto: Mais Withsundays.

26- Quero Mochilar WI

Foto: Whitsundays.

27- Quero Mochilar Withsundays

Foto: Mais Whitsundays e um barquinho como o nosso. São vários deles por aqui.

No fim do dia estávamos todos em Arlie Beach e agora é despedir e voltar correndo para Sydney.

Cheguei do passeio e quase nem tive tempo de nada, já corri para o ferry para ir para Hamilton pegar meu voo, e foi um pouco ruim fazer isso, primeiro, o banho de um minuto com um pouquinho de água não lavava nada e neste dia eu tinha feito snorkel e estava todo cheio de sal, sujo de protetor e areia e ainda bem queimado…rs. Assim mesmo tive que voltar para Sydney. Lembro que tentei até lavar o cabelo na pia do banheiro do aeroporto com um shampoo para abaixar e melhorar a aparência, mas não deu muito certo e fui embora parecendo um doido mesmo… kkkkk.

Cansado e exausto cheguei bem tarde em casa (Dee Why – Sydney), mas na minha mochila e na memória trouxe comigo mais um lugar incrível que sempre sonhei para lista.

LIÇÕES APRENDIDAS:

1- Se for fazer o passeio de barco é bom levar dramim para segurar enjoo.

2- Outra coisa importante é não levar muita coisa para dentro do veleiro porque não tem espaço, converse com o hostel para deixar lá. É super tranquilo.

3- Se tiver a oportunidade de chegar até o arquipélago e tiver grana recomendo fazer o que muitos turista fazem. Sobrevoar em um passeio de hidroavião, pois com certeza será algo que irá marcar a sua vida para sempre. De cima você terá a chance de apreciar milimetricamente a vista panorâmica incomparável desta praia.

E DAÍ, QUANTO FICOU A BRINCADEIRA??

Orçamento para o dia: R$ 1.935,00 / 4 dias.

Passagem aérea: R$ 805,00.

Passeio de Barco: A$ 354 = R$ 850,00.

Hospedagem 2 dias Hostel- 8 camas misto: R$ 130,00.

Alimentação e bar: R$ 70,00.

Compras para barco com cerveja: R$ 80,00.

* A Austrália é cara, vá preparado!

* Não inclui valores de deslocamento em Sydney que também é caro..rs.

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DA AUSTRÁLIA.

Fuso Horário: +13h (Brasília)

Moeda

A moeda oficial da Austrália é o dólar australiano.

Códigos: AUD, também grafado A$, AU$, $A ou $AU.

  • 1 AUD = R$ 2,48
  • R$ 1,00 = A$ 0,40

Cotação atual: Clique aqui.

Visto e Vacinas

Para entrar na Austrália é preciso solicitar um visto pelo site da embaixada com antecedência (recomendo 3 meses) e também é obrigatório ter a vacina contra a febre amarela (cartão internacional).

OBS: A vacina é válida por dez anos, e tem obrigatoriamente que ser feita no mínimo dez dias antes da viagem.

Após tomar a dose, é preciso levar o comprovante até o posto da Anvisa para que seja emitida a carteira internacional de vacinação. Há um posto no aeroporto de Guarulhos, entre em contato e veja como agendar para regularizar antes do seu voo.

O visto quando fui para austrália paguei $ 90 dólares, mas hoje esta na faixa de $ 115,00 dólares americanos.

Embaixada – Mais informações: Clique aqui.

Eletricidade

A voltagem padrão na Austrália é 220V

Tomada Asutralia

A VIAGEM CONTINUA…

Recomendo no país:

Gostou? Tem alguma sugestão ou atualização de informação? Enriqueça a pesquisa de seus amigos nos comentários. Além de ajudar o próximo viajante é super importante a opinião de vocês para o blog.

QUEM PODE TE AJUDAR?

 Empresa que fiz o tour: Explore. 

Vai viajar? Planeje toda sua viagem com o Quero Mochilar!

O Quero Mochilar tem te ajudado com dicas e roteiros para o seu planejamento? Então que tal nos ajudar sem pagar nada a mais por isso, simplesmente fechando sua viagem com os serviços oferecidos pelas parceiras do Blog.

GARANTA AQUI

SEGURO VIAGEM – HOSPEDAGEM – ALUGUEL DE CARRO – TOURS – PASSAGENS AÉREAS – RESERVAS

Além de garantir sua programação com segurança, você estará ajudando a manter o site no ar cheio de dicas para você, sem gastar nada a mais por isso.

  1. Marthon que lugar fantástico! Nunca tinha ouvido falar e pelas fotos vale o custo e o pequeno perrengue do barco. Tenso apenas a parte das aguas-viva! Parabéns pelo post. Grande abraço.

  2. Acredita que nunca tinha ouvido falar, achei maravilhoso. Mas esse lance das águas vivas, quem medo hein? do jeito que sou cagona nem com roupa ia haha.. ficaria naquele mirante apreciando rs.. eee que coisa mais linda. Adorei conhecer esse lugar abraços

  3. esse lugar é tão surreal! amei o post, quando chegar a vez de conhecer a australia, vou voltar aqui, whitsundays é passeio obrigatório só de pisar la hahaha…

  4. Que lugar incrível!!! Acho que já te falei que minha irmã morou na Austrália e eu me arrependo amargamente de não ter ido enquanto ela estava por lá… ainda mais quando vejo um lugar assim! Adorei o post, Marthon! Beijão!

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »