Santiago – Chile

INFORMAÇÕES DE: Novembro de 2011.

ROTEIRO PARA:  4 dias completos – O que eu recomendo.

TIPO DE VIAGEM: Intercâmbio de férias para estudar espanhol.

HOSPEDAGEM: Alojamento da escola de espanhol COINED.

SOBRE SANTIAGO

Santiago é impressionante!

Mesmo antes de aterrissar já nos encantamos e suspiramos com o espetáculo da Cordilheira dos Andes e sua imensidão contornando toda aquela cidade que esta praticamente em um vale.

Com esta bela moldura feita pela cordilheira e seus picos nevados na maior parte do ano, Santiago é uma das cidades mais charmosas e bonitas da América do sul e mesmo sendo uma também das maiores, com uma população em torno de  6,5 milhões de habitantes (com região metropolitana), Santiago continua sendo uma capital limpa, arborizada e com um sistema de metrô muito eficiente.

Além de tudo isso, a cidade conta com pontos turísticos variados para todos os gostos, podendo agradar qualquer um.  

Quando ir?

A capital chilena tem as quatro estações do ano bem definidas, ou seja, verão é quente e inverno é frio. No verão (dezembro a fevereiro) os dias são mais longos e no inverno (junho a setembro) mais curtos, com isso para programar sua viagem tem que pensar no que você quer. Conhecer neve? Andar tranquilamente pelas ruas?

Bom observar também que o período chuvoso ocorre entre maio e setembro.

Segurança.

Mesmo com a fama de ser mais segura do que muitas das capitais brasileiras, furtos são recorrentes em áreas de apelo turístico e movimento intenso de pessoas, como a Plaza de Armas ou o Mercado Central. O conselho é o mesmo para quem é brasileiro e viaja dentro do país, fique sempre atento aos seus pertences, mantenha bolsas próximas ao corpo, evite andar com objetos de valor nos bolsos ou parecer perdido.

Fique atento também a golpes nas ruas, táxis e situações que lhe pareçam fora do convencional, que também podem ser golpes. Viajamos para outros países e temos o errado costume de achar que estamos seguros e que aqui é melhor que no Brasil, mas América do Sul é tudo igual, os cuidados aqui tomados no nosso país vale para todos os outros, lembre sempre disso.

Visto e Vacinas.

O Chile não exige visto para brasileiros:

1- Em viagens de turismo.

2- Estudantes com  cursos com até 90 dias de duração.

Também não é preciso nenhum tipo de vacina para entrar no país.

Mesmo o Chile fazendo parte do acordo que permite a livre circulação de brasileiros portando somente a cédula de identidade (RG deve ter sido emitido há menos de 10 anos para evitar problemas na aduana) eu recomendo levar o passaporte se tiver, até mesmo para ganhar um carimbo de lembrança na sua coleção de memórias e evitar a chance de ocorrer qualquer tipo de imprevisto com o RG.

Moeda:

Pesos Chilenos:

1 Real = 204 Pesos chilenos.

10 Reais = 2040 Pesos chilenos.

*Consultar o câmbio na época que você for viajar.

Planejamento

Quando resolvi conhecer o Chile fui com o objetivo de fazer um curso de espanhol, queria um lugar barato, que curtisse e sem burocracia (visto), pois ia viajar de última hora e o Chile me pareceu uma ótima pedida, e penso que realmente foi.

Fiz o curso em uma escola chamada COINED, que gostei bastante dos professores e localização. Acabei ficando no próprio alojamento da escola por um mês e com todo este tempo fiquei muitos dias em Santiago e conheci diversos lugares,  então ao invés de escrever roteiro da viagem como costumo fazer, neste caso é melhor escrever o que eu fiz e recomendo nesta cidade show de bola.

O QUE FAZER EM SANTIAGO?

PASSEIOS

1- Centro Histórico de Santiago.

O Centro Histórico de Santiago é uma mistura interessante de diferentes tradições e modernidade na arquitetura de suas praças e museus.

Comece o tour pela capital chilena pela Plaza de Armas, o dito coração da cidade. Ao redor da praça ficam alguns dos principais edifícios históricos da cidade, como a magnífica Catedral Metropolitana de Santiago (Vale a pena entrar), Museu Histórico Nacional, que agora tem entrada grátis, o Museu de Arte Precolombino e o Edifício dos Correios. Tudo bem pertinho e de fácil acesso e arquitetura é realmente muito interessante, nos faz sentir andando no passado.

Você pode aproveitar no mesmo dia do tour pelo centro para conhecer o La Moneda, pois são próximos e pode descer na mesma linha do metro (Estação La Moneda – Linha 1) e fazer tudo andando.

1

Foto: Em frente a bela catedral de Santiago.

2

Foto: As largas avenidas Chilenas.

3

Foto: Prédio do correio.

4-1

Foto: Estatua do Pedro de Valdívia, o fundador do Chile – Em frente ao prédio do correio.

2- Palácio La Moneda.

Entrada: Gratuita com tour e espanhol (Nesta época ainda não tinha em português). Somente é necessário fazer agendamento prévio (click aqui para agendar).

Horário de funcionamento: Segundas às sextas-feiras em 4 tours diários, com duração de 1 hora cada.

Como chegar metro: Estação La Moneda – Linha 1.

No dia que resolvi ir ao La Moneda eu não sabia do agendamento e acabei não conhecendo seu interior, coisa que me arrependo, pois fiquei um mês em Santiago e poderia ter feito isso, sem desculpas para esta preguiça idiota (rs).

O Palácio esta localizado no centro da cidade, entre as ruas Moneda (ao norte), Teatinos (a oeste), Morandé (a leste) e a bela Avenida “Libertador Bernardo O’Higgins” (ao sul). O palácio é ladeado por duas praças: ao sul, pela praça da Cidadania e, ao norte, pela Praça da Constituição.

O La Moneda é a sede da Presidência da República do Chile e recebeu esse nome porque no Palácio antigamente funcionava uma fábrica de moedas. Em seu interior também abriga o Ministério do Interior, a Secretaria Geral da Presidência e a Secretaria Geral do Governo. Há também o Centro Cultural La Moneda, que fica no subsolo do Palácio.

4

Foto: A Praça da constituição ao fundo.

5

Foto: O La Moneda.

6

Foto: Os guardas. você pode assistir a troca da guarda. As informações estão no fim do post.

7

Foto: Pena que o La Moneda conheci só por fora.

3- Cerro San Cristóbal.

Entrada: Preço: 700 pesos (R$ 4,00) até a primeira parada (Zoológico Nacional) e 3.000 pesos (R$ 15,00) até o Cerro San Cristóbal.

Horário de funcionamento: 10h00 – 18h45min.

Como Chegar: Acesso de metro é fácil e fica a cinco quadras através da estação Baquedano (linha vermelha).

Não há lugar melhor para apreciar Santiago do alto que o Cerro San Cristóbal, um passeio imperdível e um dos pontos mais altos da cidade.

Lá em cima, isso se a poluição não for muita, podemos admirar a cidade com seus edifícios e geografia. Só aqui você verá Santiago contornado pela majestosa cordilheira dos Andes.

Como aqui é o topo e o lugar ideal para se observar toda a cidade não teria lugar melhor para colocar uma imagem de Imaculada Conceição, padroeira da cidade.

Para termos acesso ao parque temos que tomar um funicular, o que torna a visita bem mais incrível, e no meio do caminho há um zoológico, que é um ótimo passeio para crianças e a variedade de animais é grande.

Você pode comprar a passagem para fazer um único passeio ou fazer as duas paradas, fiz as duas (Zoo e Cerro) pois estava com tempo, e se também estiver com tempo penso que vale a pena.8

Foto: Entrada do Funicular para subir o Cerro.

9

Foto: Esse é o funicular para quem ainda não conhece.

10

Foto: É realmente divertido subir de funicular, e a molecada adora!

11

Foto: A primeira parada é no Zoo, que fica na metade do trajeto. Tem muitos animais, e não só da fauna do chile.

12

Foto: Chegando no topo do Cerro, com a imagem da Imaculada Conceição, a padroeira do Chile.

13

Foto: Vista do Alto do Cerro.

14

Foto: Aqui sai panorâmicas incríveis, pena que eu não sabia tirar foto direito na época.

15

Foto: Feliz da vida com esta paisagem incrível.

16

Foto: Admirando a paisagem! Ao fundo a cordilheira dos Andes.

17

Foto: Como podem observar, ao fundo temos a cordilheira com neve no pico. Nesta época do ano (novembro) não há muito gelo, mas no inverno e inicio da primavera dizem que a paisagem fica linda.

4- Cerro Santa Lucía.

 Entrada: Gratuita.

Horário de funcionamento: Todos os dias das 09:00 hs até 19:00 hs

Localização: No centro de Santiago, são duas as entradas: a principal está na Avenida Alameda e a segunda na Rua Merced. Independente da entrada que vai chegar eu recomendo que passe pela entrada principal por conta da beleza.

Como chegar: Metrô Santa Lucia (1 – linha vermelha).

Bem central e no meio do loucura do centro de Santiago esta o Cerro Santa Lucía, um verdadeiro refúgio verde de paz e tranquilidade no meio de Santiago. O parque possui monumentos e jardins, um lugar ideal para uma boa caminhada que te leva até o topo, de onde você pode aproveitar a vista panorâmica da cidade com a Cordilheira, novamente se a poluição permitir (rs).

Em relação a subida, se for realizada rapidamente, pode ser cansativa, do mais é tranuila. Há trechos para descanso e vale a pena conhecer, apensar que o Cerro San Cristóbal é bem mais bonito, se tiver que optar por um opte por ele.

18

Foto: A bela entrada do Cerro Santa Lúcia.

19

Foto: Na metade do caminho… São 70 metros de escadas.

20

Foto: Vista do alto. São apenas 629 metros ao nível do mar.

21

Foto: É…rs. A vista do San Cristobal é mais interessante…rs.

5-  Mercado Municipal.

Entrada: Gratuita.
Horário: Segunda a domingo, de 8 às 19 horas

Como chegar :  Descer na “Estación Cal y Canto –  Linha 2”.

Sem dúvida este é um lugar obrigatório para se conhecer!.

Sempre que fui ao mercadão, fui de metro, pois era fácil e tranqüilo.

O Mercado de Santiago esta em um edifício que foi nomeado Monumento histórico em 1984 e realmente é um lugar show. Lá é um festival de cheiros e sabores da verdadeira culinária do país e por isso uma visita obrigatória.

O lugar esta repleto de barracas que vendem na sua maioria frutos do mar, ervas, queijos e carnes, mas também tem de tudo e mais um pouco.

Quando entramos, logo vemos uma praça com fontes de água e as fachadas dos mais famosos restaurantes do mercado : “El Galeón”, “Don Augusto”e o  “La Joya del Pacífico”.

Mal pisamos lá dentro e o assédio dos garçons já começa, tentam chamar a sua atenção em várias línguas, até ver em qual você atende. Sério, não te deixam em paz e querem ganhar você para seu restaurante na insistência. Não pare e fique no primeiro, olhe bastante e escolha com tempo.

22

Foto: Entrada do Mercado de Santiago.

23

Foto:O interior do mercado.

24

Foto: Paella – Estava deliciosa!!!

25

Foto: Atrás do mercadão há este espaço, que é na verdade outro mercadão. Menos turístico, mas interessante para ser conhecer.

6- Tour em uma Vinícola.

Entrada: Consultar no site da própria empresa e reserve sua visita clicando aqui.

Horário de funcionamento: Segunda a domingo de 9h00 as 18h00.

Como chegar: Metro: Pegue a linha 4 (azul escuro) do Metro de Santiago até a Estação Las Mercedes. Chegando saia da estação e do estação do terminal, pegue a saída que diz “Concha y Toro Ocidente”. Na Saída você pode pegar um táxi ou Metrobus (ônibus) para a vinha. Apenas Metrobus N ° 73, 80 e 81 irá deixá-lo na vinha. O custo do Táxi esta em torno de 4.000 pesos (R$ 20,00).

Ah o vinho chileno!!!

Não tem como ir para o Chile que como todos sabemos é um grande produtor de vinho e não procurar conhecer uma vinícola.

Quando estiver lá não foi diferente e escolhi viver esta experiência na Concha y Toro.

 

Sobre o tour na Concha y Toro.

A Concha y Toro é uma das mais famosas vinícolas chilenas e ao longo dos ano se adaptou muito bem para receber turistas, oferecendo visitas guiadas que mostram as etapas de produção do vinho, além de degustação durante o tour.

26

Foto: Aqui estou…

27

Foto: Entrada da vinícola.

Você pode escolher entre dois tipos de tour o tradicional e o completo.

Escolhi o tradicional, que é o mais barato e o mais simples. Neste tour você degusta dois vinhos, um branco e um tinto, além de ganhar uma bela taça da Concha y Toro.

O tour começa conhecendo as parreiras de uvas onde aprendemos de onde vem o vinho da Concha y Toro no Jardim de variedades, lugar com 26 cepas de uvas viníferas.

28-1

Foto: As parreiras! Lugar chamado o jardim das variedades, onde há vários tipos de uvas.

Após as parreiras passamos para conhecer os belos jardins da casa que foi a residência de verão da família Concha y Toro do fim do século XIX. Aqui mesmo neste jardim degustamos um vinho branco delicioso da linha Trio de Chardonnay, uma mistura de três uvas: Chardonnay + Pinot Grigio + Pinot Blanc.

29

Foto: Jardim da residência de verão da família Concha y Toro.

28

Foto: O vinho da primeira degustação.

Após a degustação do primeiro vinho vamos conhecer as bodegas de guarda e o Casillero del Diablo, aqui escutamos a lenda da bodega e do nome casillero del diablo, com som e tudo, é super fresquinho lá dentro e ainda tem um “diabão” para dar um ar de terror no lugar…rs.

30

Foto: Onde os vinhos são conservados.

31

Foto: Um deste já ficaria feliz…rs.

32

Foto: A lenda do nome é a seguinte: Para guardar os vinhos especiais, o dono mandou fazer uma construção subterrânea que forneceria as condições ideais para o armazenamento da bebida (casillero). Logo os empregados da propriedade descobriram que ali estavam os melhores dos melhores vinhos então as garrafas começaram a sumir.

Furioso Don Melchor espalhou um boato de que o próprio diabo vivia dentro daquele casillero e o assombrava . No começo ninguém levou a sério, mas os ruídos próprios de um local subterrâneo e ermo ajudaram a dar veracidade ao relato. Bastou que um ou dois empregados vissem sombras e ouvissem barulhos no local para que o rumor se espalhasse. Assim ninguém mais se atreveu a tirar um só vinho de lá e o lugar ficou conhecido como Casillero del Diablo.

Aqui degustamos o vinho tinto Cassilero del Diablo, que também é ótimo e ainda ficamos com a taça de “presente”.

33

Foto: A última degustação e a taça de presente.

No final do tour acabamos saindo em uma das lojas da vinícola e como estamos encantados com tudo queremos comprar, mas se segure!!!

Sai de lá super arrependido de não ter comprado nem um vinho, mas depois descobri que comprar os vinhos fora dali estava saindo mais conta, e acabei comprando na cidade mesmo. Isso não e muito comum, mas penso que aproveitam deste encantamento do tour para enfiar a faca.

O tour é excelente, e realmente vale a pena. Não conheci outra vinícola em Santiago para comparar, mas creio que sem dúvidas este é um dos melhores.

LAZER

Neste um mês conheci alguns lugares interessantes para se divertir que nem todo mundo que vai para Santiago sabe.

1- Miércoles Po.

Toda quarta feira na capital Chilena há uma festa chamada Miércoles Po que vai até o sol nascer.

O público alvo desta festa são os gringos que estão na cidade, ou seja, você brasileiro!

Aqui somente chilenos pagam para entrar, no seu caso basta apresentar o passaporte comprovando sua nacionalidade que a entrada é free.

Um detalhe é que esta festa é itinerante e toda quarta feira ele ocorre em um lugar diferente. Para saber o local da festa basta seguir a página da festa no facebook que durante a tarde da quarta eles informam a localização.

Esta é uma festa ótima, com muita gente bonita e música de todo lugar do mundo. Vale a pena conhecer, ainda mais se for jovem e cheio de energia.

2- Café com Piernas.

No chile há vários dos chamados “cafés com piernas” que são lugares que oferecem café e outras bebidas na zona central de Santiago com atendentes de saias incrivelmente curtas (os sérios…rs).

Como são famosos na capital chilena muitas pessoas procuram conhecê-los, mas antes de entrar observe a fachada, pois tem dois tipos de cafés com pernas. Ja entendeu, né? Não?? Então vamos lá…

A moda destes cafés iniciou há pelo menos quatro décadas,os mais centrais e com fachadas de vidros comuns que você pode enxergar lá dentro são os sérios, onde você verá somente pernas mesmo…rs

Os mais famosos neste estilo estão no centro antigo da cidade e são: o Café Haiti, o Café Caribe e o Café Brasil.

Como o negócio pegou, logo apareceram as versões mais “picantes” do negócio e se você ver que a fachada é escura e não enxergar lá dentro ou mesmo ver que o café se localiza em um subsolo, a não ser que seja isso que procure, você encontrará mulheres de biquíni e calcinha e sutiã dançando ao som de música alta e servindo só bebida alcoólica, nada de café…rs.  Alguns são puteiros mesmo.

Então turistão mané, cuidado onde entra, principalmente com a namorada…rs.

3- La Piojera.

Entrada: Não paga para entrar.

Horário de funcionamento: aberto de segunda a sábado das 12h às 24h.

Como chegar:  Metrô Calicanto (linha 2 – amarela / 6 – verde), Rua Aillavilú, 1030

Próximo ao mercado central esta um dos bares mais tradicionais de Santiago, funciona desde 1916 e já esta na terceira geração.

O La Piojera é um bar típico e tem o melhor  terremoto (bebida) da cidade, aqui ainda você também pode comer comidas típicas do Chile.

35

Foto: A bebida mais famosa e criada aqui – O Terremoto!

36

Foto: Porção de Chorillana, muito popular no chile.

Não esperam muito que aqui tudo é bem simples, fui lá várias vezes, pois adorei, e me lembrava os botecos do tempo de faculdade. Mas não se engane, há todo tipo de gente frequentando aqui, desde estudante a escritores.

E não se assuste, pois lá tem muito barulho, povo estranho e normal misturado, música e conversa alta e banheiros sujos, mas eu adorei mesmo assim…rs.

COMPRAS:

1- Parque Arauco.

 Endereço: Av. Presidente Kennedy 5413 – Las Condes.

Como chegar:  Para ir de metrô a estação mais próxima é Manquheue da linha 1 (vermelha).

O Parque Arauco é um dos shoppings mais legais de Santiago e o favorito dos chilenos. O lugar tem muitas lojas e é excelente para fazer compras, principalmente em épocas de promoção, como os meses de troca de coleção (janeiro e agosto.) No shopping você encontra uma área externa com bons restaurantes e as famosas lojas de departamento chilenas Ripley, Falabella e Paris.

Aqui também há uma área de alimentação com ótimos restaurantes.

O shopping oferece um cartão de desconto para turistas (TouristDiscounts). Mais de 100 lojas oferecem desconto com esse cartão, acesse aqui para saber onde retirá-lo: http://www.parquearauco.cl/pt-br/servico-ao-turista/tourist-discount-card/.

Como usar o desconto: Vá até o balcão de informações apresente a identidade ou passaporte e você receberá um cartão ou uma pulseira para aproveitar os descontos que podem chegar a até 20%.

38

Foto: Este Shopping é lindo, vale a pena conhecê-lo.

39

Foto: Na entrada do Parque Arauco.

hӊŠñøˆâiÕø^$¶UðÇýêæLº{k;H¿xîÆêU5R¬ŒSù»œ’§ˆºÙs L‘)KvƒB}2Àáj%jšm´WHZÜYâ_•)’ÜÙÓìZdå

Foto: Mais parque Arauco.

41

Foto: Cachorro quente com Palta (Abacate): Eu adorei.

2- Shopping Costanera Center

Endereço: Avenida Andrés Bello, 2.425 – Providencia

Como chegar: O metrô mais próximo é a Estação Tobalaba – linha 1 (Vermelha).

Este é o maior Shopping de Santiago, localizado junto à maior torre da América Latina, com 300 metros de altura. Aproveite que esta aqui para subir no alto da torre.

Neste Shopping cada andar é dedicado a uma categoria. No 1º piso: presentes. 2º piso: moda feminina. 3º piso: moda masculina e infantil. 4º piso: decoração, esportes e tecnologia. 5º piso: alimentação. E no 6º e último andar, cinemas.

Há várias lojas de grandes marcas e departamentos aqui também e também como no Arauco tem descontos para turistas. Ahh descontos não só para lojas, mas também em restaurantes.

Mais informaçõeshttp://www.costaneracenter.cl/mall

 

NÃO POSSO DEIXAR DE PROVAR:

1- Chorillana: Uma porção muita típica e popular no chile composta de: batata frita, lingüiça, carnes e um ovo frito com gema mole em cima – A Melequeira é gostosa e bem gorda.

2- Hot Dog com Palta: Os chilenos costumam colocar abacate (palta) em tudo, e no hot dog não é diferente. Assim como nosso cachorro quente que comemos aqui com purê de batata, lá eles comem com abacate no lugar do purê, tipo um guacamole, tem quem não goste, mas eu adorei.

3- Centolla – uma espécie de caranguejo gigante que é cultivado no Sul do Chile podem ser degustadas nos restaurantes do mercado municipal.

4- Paella Chilena – Muito apreciada no Mercado Municipal.

5- Terremoto: Bebida com vinho brando, sorvete de abacaxi, ferne e vinho branco. O “trem” é doce, mas chacoalha mesmo…rs. Beba com moderação…

A viagem continua…

Próximo Relato: Parque do Monumento Natural el Morado.

Lições aprendidas para seu planejamento:

1-     A temperatura média anual da cidade é de 14ºC, então independente da época do ano é bom ir bem agasalhado.

2-    Como o clima do Chile é predominantemente seco, é recomendado levar hidratantes para evitar o ressecamento da pele e manteiga de cacau para os lábios (minha boca rachou muuuito).

3-    Táxi são baratos, mas o transporte público principalmente o metro é bem eficiente – Use e abuse.

4-    Undurraga é outra vinícola bastante procurada por brasileiros.

5-    Vá por conta própria (transporte) para as vinícolas, pois é fácil e você economizará uma boa grana.

6-    La Moneda não é um passeio legal para crianças.

7-    La Moneda – Troca da guarda: Se a visita for pela manhã e for dia de troca de guarda, não é possível assistir a todo evento, o visitante acompanha só um pouco e continua na visita guiada. A cerimônia dura em média 40 minutos e acontece às 10 horas durante a semana e às 11 horas nos finais de semana e feriados. É bom chegar com 10 minutos de antecedência. A troca da guarda acontece em dias alternados, em alguns meses em dias pares, outros ímpares. Pesquise antes.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »