Cinco templos imperdíveis nas margens do Nilo.

Quando pensamos em Egito não tem como fugir da imagem das pirâmides na nossa mente, mas este país e sua história é muito mais que isso, e ninguém melhor que o Nilo para contar essa história para nós.

Nas margens do rio mais extenso do mundo, onde habitava e se desenvolveu a civilização do Egito antigo estão alguns dos templos mais bonitos do país, dedicado a diferentes Deuses. Muitos ainda bem preservados e caminhar por eles nos traz uma sensação incrível de vivenciar a história.

A melhor, mais cômoda e otimizada maneira de conhece-los é descendo o rio nos grandes barcos, os ditos cruzeiros do Nilo, que partem de Luxor até Aswan. Neste trajeto, além de apreciar a paisagem cotidiana do Nilo são realizadas paradas estratégicas para conhecermos os principais templos as margens deste gigante rio, e são eles:

Templo de Karnak

Localização: Luxor

Destinado: Deus Amon-Rá.

Karnak, é um enorme complexo de santuários, resultado de mais de 2 mil anos de construções, onde cada rei que assumia construía mais uma parte. Este templo também foi por séculos o principal local de culto aos deuses de Tebas (antiga Luxor).

O Templo é balizado por uma série de pátios e pilares, a sala hipostila possui uma verdadeira floresta de 134 colossais colunas em forma de enormes papiros com 21 m de altura e 4 m de diâmetro. Numerosos edifícios secundários completam o grande templo de Amon-Ra, como: capelas de Osíris, templo de Ptah, templo de Opeth etc…

Pra mim, o mais incrível dos 5, as colunas de papiro são de arrepiar!!!

Imagens: Entrada do Tempo e a altura das colunas de papiros.

3.0

8

Templo de Luxor

Localização: Luxor

Destinado: Deus Amon-Rá e sua esposa.

Próximo ao Templo de Karnak, a aproximadamente uns 3 km, nas margens do Nilo está este outro templo.

O Templo de Luxor foi iniciado na época de Amenófis III e aumentado mais tarde por Ramsés II. Este templo é o único monumento do mundo que contém em si mesmo documentos das épocas faraônica, greco-romana, copta e islâmica, com nichos e frescos coptas e até uma Mesquita (Abu al-Haggag). Assim como Karnak, este templo era dedicado Amón e também a sua esposa. No século II, o templo foi ocupado pelos romanos, e depois foi sendo abandonado gradualmente.

O templo foi coberto pelas areias do deserto, até que em 1881 o arqueólogo Gaston Masperore o descobriu. Para iniciar a escavação a vila que entretanto tinha crescido perto do templo teve de ser retirada, apenas permanecendo uma mesquita, construída pelos árabes.

Imagens: Pátio principal.

26

28

Templo de Hórus

Localização: Edfu

Destinado: Deus Hórus.

O Templo de Edfu, também é conhecido como Templo de Hórus, o Deus dos céus, representado por um falcão. Este templo é, sem dúvida, um dos mais conservados e belos do Egito. É um templo que possui cenas e muitas inscrições em relevos em suas paredes.

Sua construção iniciou-se por volta do ano 237 A.C, nomeadamente no décimo ano do reinado de Ptolomeu III.  Além dos elementos tradicionais, o templo de Hórus possui outros elementos arquitetônicos que surgiram apenas na Época Greco-romana como o Mamisi, (casa do nascimento divino de Hórus), a cripta, e o nilometro (algo criado para medir a cheia do Nilo para poder calcular o importo da população).

Foto: Imagens nas paredes do templo.

22

21

Templo Kom Ombo

Localização: Kom Ombo.

Destinado: Deuses Sobek e Hórus.

Este templo foi construído a mais de 2.000 anos, no início do reinado de Ptolomeu IV (180-145 aC), durante a época greco-romana. Este local foi dedicado a duas divindades: o deus crocodilo Sobek (deus da fertilidade e criador do mundo) e o deus falcão Hórus, sendo o único templo com dupla dedicação de todo Egito.

O templo esta bastante destruído pela ação do tempo, cheias do rio, e pelo terremoto de 27 A.C, mas ainda possuí muita coisa interessante para se ver, como um calendário egípcio, que só pode ser visto bem conservado aqui.

O que mais chama a atenção aqui também são as múmias de crocodilos que foram encontradas junto ao templo, afinal, Sobek era um deus com a cabeça deste animal.

Imagens: Múmias de crocodilos e visão geral do templo.

9

5

Templo de Philae

Localização: Aswan

Dedicado: Deusa Ísis.

O templo de Philae ou de Ísis (Deusa da fertilidade, maternidade e da magia egípcia), na verdade é um complexo de templos que foi construído na ilha de Philae na época de Nectanebo I (305 a 30 a.C.), ilha que hoje não mais existe.

Assim como Abu Simbel, o Templo dedicado a deusa Ísis, mulher de Osíris, foi reconstruído na ilha vizinha – Agilka (cerca de 300 metros próximo), pois com a construção da barragem de Aswan, o templo passava parte do ano submerso e com o tempo ia acabar se destruindo, por isso foi reconstruído em uma ilha mais alta.

Para visitar o templo pegamos um barco em um pequeno porto. O trajeto é rápido e em uma hora vemos tudo e voltamos.

Imagens: Visão geral do templo.

46

48.1

Gostou? Quer saber mais detalhes de cada um destes lugares?

Nestes atalhos temos roteiros completos com todas as informações que você precisa:

 

Language »