Abu Simbel – Egito

“Sem sombra de dúvidas este é um dos mais belos templos do Egito!

Um pouco isolado dos outros templos mais famosos, Abu Simbel fica no sul do país e próximo da fronteira com o Sudão, em uma região denominada Núbia. Este é um complexo arqueológico constituído por dois grandes templos escavados na rocha. O interessante é que quando foram construir a barragem de Aswan na década de 60, perceberam que o templo iria ficar submerso e começou uma verdadeira corrida contra o tempo com a ajuda da UNESCO e vários outros países a fim de salvar esta incrível herança egípcia. O trabalho de remoção do templo durou cerca de 10 anos, e não sei o que foi mais incrível, a construção dele pelos egípcios, ou a remoção dele do local original, pois ficou perfeita”

INFORMAÇÕES DE: Setembro de 2016.

ROTEIRO PARA:1 dia.

TIPO DE VIAGEM: Tour guiado pelo Egito – 20 dias – Parte IV.

HOSPEDAGEM: Cruzeiro no Nilo – Radamis II.

Vai procurar um hotel por aqui? Pesquise e reserve com o booking.com aqui com o Quero Mochilar na caixinha ao lado. Você não paga nada a mais por isso e ajuda a manter o blog no ar.

SOBRE ABU SIMBEL.

Abu Simbel fica a 270 km de Aswan, já no sul do Egito e próximo da fronteira com o Sudão, em uma região denominada Núbia. O local é um complexo arqueológico constituído por dois grandes templos escavados na rocha.

Quando foram construir a barragem de Aswan na década de 60, perceberam que o templo iria ficar submerso e começou uma verdadeira corrida contra o tempo com a ajuda da UNESCO e vários outros países a fim de salvar esta incrível herança egípcia. O trabalho de remoção do templo durou cerca de 10 anos, e não sei o que foi mais incrível, a construção dele pelos egípcios, ou a remoção dele do local original, pois ficou perfeita. Hoje ele esta um pouco acima do local onde ficava originalmente.

Estes templos foram construídos por ordem do faraó Ramsés II, o mais grande faraó do Egito,  em homenagem a si próprio e à sua esposa preferida Nefertari. O Grande templo de Abu Simbel é um dos mais bem conservados de todo o Egito, e muitos dizem que era para ser a oitava maravilha do mundo antigo, o que concordo, pois este templo é imperdível e magnífico.

a6

Como Chegar?

Abu Simple fica a 270 km de Aswan, e a forma mais fácil de chegar é de carro.

São em torno de 3 horas de viagem, em uma rodovia em boas condições.

Por estar em uma região mais afastada, e bem no interior, as viagens de carro são feitas com escolta policial em horários pré definidos, por isso, recomendo ir sempre com alguma agência ou com guia credenciado.

É possível viajar de trem, partindo de Aswan, que esta a 950 km de Cairo.

Quando ir?

O templo pode ser visitado durante o ano todo.

Em relação ao clima, os meses recomendados para conhecer o país são de outubro a março.

Na Páscoa e fim do ano, tudo fica muito mais tumultuado por causa das férias na Europa, principalmente passeios de cruzeiros.

De junho a setembro – é verão no Egito, sendo a época mais quente do ano, mas o lado bom é que tem poucos turistas.

Segurança.

O Egito é um pais seguro em relação a roubos e furtos, a pena é bem rigorosa aqui para quem é pego roubando, em contrapartida eles tentam tirar dinheiro de você de todas as formas possíveis, e temos sempre que ficar esperto e realmente ignorar qualquer tentativa de aproximação.

Mulheres, em especial devem tomar cuidado e pesquisar sobre as vestimentas. Nas atrações não há muito problema, mas para andar nas ruas, principalmente em cidades do interior, é melhor não arriscar. Também evitem andar sozinhas e só em mulheres em lugares menos turísticos.

Terrorismo: No mundo de hoje é um cuidado que devemos ter, principalmente em bairros cristão. Sempre tente entender como esta o clima no país com alguém do próprio Egito.

As viagens pelo interior são feitas com escolta policial. Uma questão de segurança e para evitar qualquer tipo de problema.

Seguro viagem: É loucura viagem sem, e nunca é recomendado independente do país.

Faça uma cotação com o nosso parceiro Mondial Assitance e fechando o seu aqui com o Quero Mochilar você ainda tem algumas vantagens.

ROTEIROS.

Dia 05: Abu Simple.

Meu dia começou as 3h00 da matina, acordei peguei meu café na recepção do barco, encontrei Samura e Luana e partimos de carro para o ponto de encontro.

Para ir até Abu Simbel tem dois horários específicos no dia, um de madrugada as 4h00 e outro na parte da tarde. Para chegar até lá os grupos de turistas se encontram em um determinado ponto nos horários pré estabelecidos e são escoltados pela polícia. Isso é uma medida de segurança que o Egito esta tomando e não entendi bem o por que, mas em todos deslocamentos internos que fiz foi assim, vai um carro da policia na frente, um no meio e outro atrás do comboio.

A viagem foi bem tranquila, a rodovia estava em boas condições e como estava escuro dormi quase que o caminho todo.

Aproximadamente as 7h00 da manhã chegamos no templo, assim como no Vale dos Reis os guias não entram nos templos, eles explicam tudo do lado de fora e depois nós entramos e conhecemos tudo.

Templo de Abu Simple

Horário de funcionamento: 6h00 as 17h00.

Entrada: 100 EGP (R$ 40,00)

Fomos primeiro no famoso templo que Ramsés II , dedicado a Amón-Ra, Harmachis y e Ptah, na verdade este templo foi construído para glorificá-lo e dar a ele glória eterna.

Mal entramos no templo e já começa a perseguição dos cuidadores, fingi que não estava ouvindo, falei não e sai, mais isso não adianta muito..rs.

a2

Foto: Templo de Abu Simbel.

a5

Foto: Estátuas de Ramsés II e Hórus a seus pés.

a6

Foto: A fachada é constituída por quatro estátuas com vinte metros de altura que representam o faraó Ramsés II sentado ostentando a coroa dupla da unificação entre o alto e o baixo Egipto, a barba postiça, um colar e um peitoral com o nome de coroação. 

a7

Foto: Em pose de Faraó. rs

a4

Foto: Dentro do templo há a estátua de Ramsés II entre dois deuses. O guia nos explicou que estas estátuas são iluminada pelo sol somente em dois dias do ano, uma no aniversário do faraó e outra no dia da sua coroação. Achei esse conhecimento dos egípcio fantástico.

Ao lado do templo de Ramsés a 150 metros há um outro templo menor dedicado a deusa Harthor, personificada por Nefertari, a esposa preferida do faraó.

a9

Foto: Templo de Nefertari.

a8

Foto: Templo de Nefertari.

Ambos os templos estão em frente ao lago Nasser, e temos uma visão muito linda do lago em frente ao Templo principal, de onde podemos tirar várias fotos bacanas.

a8.0

Foto: Em frente ao Templo.

a8.1

Foto: Caminho de volta, após conhecer o Templo de Nefertari.

a8.2

Foto: O Lago Nasser, que após a construção da barragem de Aswan submergiu o local original do Templo de Abu Simbel.

Visitado os templos fomos ao encontro de Samura, mas antes tínhamos que passar pelos vendedores. Resolvi comprar magnéticos e logo o vendedor já me falou um preço absurdo, como já tinha lido sobre isso nas minhas pesquisas sobre o Egito, falei um valor menor que a metade do que ele me ofereceu e fomos negociando até fecharmos os produtos na metade do valor original oferecido.

Depois deste primeira loja, vi umas saídas de banho em outra e pensei em comprar de lembrança para minha família, novamente me falaram um preço muito absurdo, falei que pagava um valor uns 30% menor, já para assustar ele também, então negociando não chegamos em um acordo e desisti do negócio, mas descobri nesta hora uma coisa, não há como fugir de uma negociação iniciada no Egito. Fui saindo e o vendedor enfiando a sacola na minha mão, depois me seguindo e gritando preços cada vez menor, e eu continuei andando e falando “No… No… No…” por um bom tempo, e ele continuava me seguindo até que parei de falar e simplesmente ignorei, e assim andamos os dois por mais de uns 50 metros, sério, ele andou muito atrás de mim, então ele gritou um valor bem próximo do valor que ofereci, então parei, fechei negocio com ele e voltamos eu e Luana na loja para pegar meus produtos. Na loja ele tentou me empurrar mais coisas, ai disse que ia embora sem nada se não parasse…kkk (estava cansado) .

Andando rápido pelas lojas fomos para o ponto de encontro, que era em um barzinho em frente ao templo. Chegamos com muita sede e fui direto comprar uma Schweppes de romã para mim, e uma coca para minha amiga Luana. Falaram 30 L.E, os dois, falei que pagava 20 L.E, e aceitaram de imediato, dai pensei: Será que era pra eu ter pechinchado até nos bares onde bebi alguma coisa???.

a11

Foto: Schweppes de romã, bem doce, mas gostei bastante.

Na volta  de carro, já bem acordado observei mais a estrada, e voltamos novamente com o comboio. Neste momento eu ainda não tinha entendido que estávamos em um comboio com a polícia, penso que evitam falar isso para nós turistas, mas para mim era tranqüilo saber disso, é sinal que estão preocupados com a nossa integridade.

a12

Foto: Lembro que tirei esta foto pois no caminho parecia que tinha poças de água em alguns lugares, mas era simplesmente a areia refletindo. Lembrei das histórias que contam sobre desertos, mas pena que na foto esse efeito não é possível, para ver isso é só indo mesmo.

No começo da tarde chegamos a Aswan, de onde continuo o relato desta incrível viagem pelo Egito.

E DAÍ, QUANTO FICOU A BRINCADEIRA??

Orçamento: R$ 750,00 / dia / 20 dias – Todo o meu roteiro com todos os gastos (De passagens aéreas a lembrancinhas).

Gasto principal:

  • Templo – Entradas: 100 EGP.

Em torno de : R$ 40,00.

LIÇÕES APRENDIDAS:

1- Não existe preço fixo no Egito, tudo é na base da negociação. E eles exageram muito nos preços, jogue sempre menos da metade, e quando chegar a uns 40% do valor que eles te falaram é o preço justo pelo produto.

2- Pode desistir da compra após oferecer o seu valor que eles vão atrás de você, se não foram é por que você exagerou no desconto, ma use a regra do 40% que dá certo.

3- Evite perguntar preços se não quer comprar, eles não vão te deixar em paz se fizer isso. Esse negócio de dar só uma olhadinha no Egito não funciobna.

4- Não deixe de ir em Abu Simbel, eu achei o melhor e mais belo templo do Egito.

5- Não é possível tirar fotos dentro dos Templos.

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DO EGITO.

Fuso Horário: +5h (Brasília)

Língua

O idioma oficial do Egito é o idioma árabe, e outros idiomas são poucos falados no país, principalmente interior, portanto a comunicação é bem difícil.

Moeda

A libra egípcia é a moeda oficial do Egito.

Símbolos: EGP.

  • 1 EGP = R$ 0,18
  • R$ 1,00 = 5,63 EGP

*Sem impostos.

Cotação atual: Clique aqui.

Visto e Vacinas

Precisa de visto para entrar no Egito, mas pode ser tirado na hora no próprio aeroporto. Recomendo pesquisar na embaixada para ver se teve alguma alteração na data da sua viagem.

O Egito também exige a vacina de febre amarela com carteira internacional de vacinação.

Eletricidade

A voltagem de Luxor é 220V.

Tipo de Tomada

Plug de tomada tipo C

plug-tipo-c

 

A VIAGEM CONTINUA…

Relato anterior: Kom Ombo.

Próximo Relato: Aswan.

Início desta viagem: Luxor.

Newsletter: Assine nossa newsletter na caixinha ai ao lado, assim você receberá notificação em primeira mão de todos os posts publicados pelo Quero Mochilar, e ainda terá acesso a cupons de desconto para nossos produtos.

QUEM PODE TE AJUDAR?

*Não recomendo viajar o Egito sem guia.

Gostou? Tem alguma sugestão ou atualização de informação? Enriqueça a pesquisa de seus amigos nos comentários. Além de ajudar o próximo viajante é super importante a opinião de vocês para o blog.

 

 

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »