Santa Catarina – Egito

Na península de Sinai, região de Santa Catarina está o pico mais alto do país, o Monte Sinai, sim, este mesmo, onde Moisés recebeu os 10 mandamentos. E você pode subir até seu topo junto a um beduíno, exótico, não? O tradicional é subir o Monte Sinai para ver o dia nascer, uma cena que irá entrar na sua mente para sempre. Confia nas fotos!

INFORMAÇÕES DE: Setembro 2016.

ROTEIRO PARA: 2 dia.

TIPO DE VIAGEM: Tour guiado pelo Egito – 20 dias – Parte X.

HOSPEDAGEM: Catherine Plaza: Boa infraestrutura e equipe .

Procurando lugar para ficar? Aproveite e reserve sua hospedagem aqui no Booking.com com o Quero Mochilar, você não paga nada a mais por isso e ajuda a manter o blog no ar.

SOBRE SANTA CATARINA.

A cidade de Santa Catarina é um pequeno povoado na península de Sinai, já na parte asiática da África. Este lugar é uma região bem diferente e bonita, com altas montanhas e lugares bíblicos de grande importância como o poço onde Moisés conheceu sua esposa e o Monte Sinai onde ele recebeu os 10 mandamentos que também é o ponto mais alto do país, com 2.240 metros de altitude.

Além disso a região é uma reserva ambiental bem preservada com uma natureza bem marcante.

Por isso e muito mais Santa Catarina é um lugar super interessante, com muita história e paisagens de tirar o fôlego.

Vale muito a pena conhecer este pedacinho especial do Egito.

17

Como Chegar?

Distâncias das principais com aeroporto:

  • Cairo: 422 km – Aproximadamente de 6 a 7 horas de viagens devido as paradas e comboios, que explico no relato.
  • Sharm el Sheikh: 212 km: Cerca de 3 horas de viagem.

As rodovias são boas, e a única forma de chegar até o local. Por ser uma região com muita segurança, devido a proximidade com outras fronteiras, muitos pontos, principalmente para quem vem de Cairo, são feitos somente com hora marcada e em comboio com a polícia.

Quando ir?

O Monte Sinai pode ser escalado o ano todo.

Segurança

Por ser muito isolada, a melhor e mais segura das opções é fazer este tour com agência ou guia. Em Sharm El Sheikh e Dahab há várias agencias oferecendo o passeio.

Em relação a violência, furtos e roubos é uma cidade super segura.

Seguro viagem: É loucura viagem sem, e nunca é recomendado independente do país.

Faça uma cotação com o nosso parceiro e fechando o seu seguro aqui com o Quero Mochilar você ainda tem algumas vantagens.

ROTEIROS

Dia 15: Deslocamento para Santa Catarina.

Saímos de Gizé as 5h30min rumo a Santa Catarina, são aproximadamente 500 km de distância e se fosse uma viagem direta teria duração de aproximadamente 6 horas, mas como passamos por outros lugares pelo caminho acabou que levamos mais tempo.

Pelo caminho passamos pelo famoso Canal de Suez, uma via navegável artificial a nível do mar que liga o mar Mediterrâneo e o mar Vermelho. Este canal permite que navios viajem entre a Europa e a Ásia sem ter de navegar em torno de África.

Por questões de segurança são proibidas fotos na área do Canal, assim não fiquei com nenhum registro deste lugar, apesar que não seria um registro legal, pois passamos por um túnel por baixo do canal e não dava para ver muita coisa.

Antes de passarmos pelo canal, paramos em um posto para tomar um café, e depois daqui para passar para área onde esta o canal e ir para região da península de Sinai passamos por um detector enorme de bombas. Todos os veículos passam por ele, penso que para evitar atentados, isso é bom para ver como cuidam da segurança do país através deste rastreamento dos veículos.

Aproximadamente 30 minutos depois de passar pelo Canal fizemos nossa primeira parada do dia para conhecer os poços de Mara.

Sobre os poços de Mara.

Entrada: Gratuita

Este lugar é onde Moisés chegou com o povo de Israel três dias depois de cruzar o Mar Vermelho.

Mara, que significa amargo, é uma comunidade de beduínos bem humilde, que até hoje conta com quatro poços milenares.

Diz a história que aqui, quando o povo de Deus chegou, somente encontrou águas amargas. Porém, ao buscar o Senhor, Moisés recebeu a instrução de utilizar um pedaço de madeira para purificar as águas. Tal madeira (de acácia), deveria ser jogada nas águas.

Na bíblia contam esta história dizendo que Moisés para saciar a fome a sede de todos bateu com seu bastão no chão o que fez surgir 12 poços de água e 70 tamareiras para alimentar e matar a sede de seu grupo.

Em torno dos Poços de Mara há diversas tamareiras e árvores de acácia. Interessante que a madeira de acácia foi matéria prima para a confecção dos utensílios sagrados do tabernáculo.

Achei este lugar, por ser de uma importância tão grande, devia estar melhor cuidado pelo governo, esta bem abandonado, com lixo para todo lado, inclusive dentro dos poços, o que tira um pouco do encanto. Há algumas barraquinhas de vendedores em volta do poço, mas como cheguei muito cedo, não estavam abertas e nem cheguei a ver o que vendiam.

1

Foto: Dos ditos 12 poços, tem hoje a localização de somente 3.

2

Foto: O caminho cercado pelas tamareiras.

3

Foto: A Acácia, que é bem exótica…rs.

4

Foto: Outro dos poços e as barraquinhas ao fundo, que neste horário estavam todas fechadas.

5

Foto: Mais caminhos nos poços de Mara.

No fim da tarde, em torno das 16h00 chegamos ao nosso hotel, o Catherine Plaza, um hotel enorme com uma ótima infraestrutura, que estava vazio. Só tínhamos nós em um hotel daquele tamanho, fiquei até com dó do dono. Com falta de gente, claro que fomos muito bem atendido pela equipe do hotel, que foi show.

6-1

Foto: A primeira guarita quando entramos na região de Santa Catarina. Aqui também temos que esperar o horário para sair de comboio pela região com a polícia.

6

Foto: Entrada da cidade de Santa Catarina.

7

Foto: Belo mosaico na entrada da cidade.

8

Foto: Cotidiano da cidade de Santa Catarina.

9

Foto: O hotel com uma excelente infraestrutura, mas totalmente vazio.

10

Foto: A piscina estava suja, mas tem…rs. Ao fundo o belo Monte Sinai.

Após nos acomodarmos ainda tínhamos sol, então Moisés nos levou para conhecer um lugar especial aos pés do Monte Sinai.

Fomo até uma pedra que tem um formato de bezerro. Na Bíblia há uma passagem que fala quando Moisés desceu o Monte Sinai, após ficar 40 dias lá para receber os mandamentos, se deparou com todos adorando a imagem de um bezerro de ouro que representava Deus, e de tão nervoso que ficou ao ver esta adoração, pegou o objeto e o jogou contra as pedras da montanha, onde ficou a imagem do bezerro na pedra.

11

Foto: Conseguem achar a imagem do bezerro?

12

Foto: O formato do bezerro mais próximo, para ajudar a procurá-lo na foto anterior.

Daqui também é possível ver o local onde esta enterrado Aarão, o irmão de Moisés, acabamos não visitando o lugar, só o vimos de longe.

13

Foto: Local onde esta enterrado o irmão de Moisés, Aarão.

Após conhecer este lugar entramos um pouco na cidade para comprarmos água e levar para o Hotel. A vila é bem pequenininha e pacata, mas linda por estar toda rodeada pelas montanhas. Na cidade tinha só uma pracinha e poucas pessoas na rua. Também com um sol daquele e sem sombra quero ver quem quer ficar andando para lá e para cá na rua…rs.

14

Foto: A charmosa pracinha na cidade.

Depois disso fui dormir, jantar e dormir mais uma vez, pois a meia noite eu ia subir o Monte Sinai, um das melhores experiências que teria no Egito.

Dia 16: Monte Sinai e Mosteiro Santa Catarina.

Mal dormi e já tive que acordar, pois meia noite era hora de estar pronto para começar a subir o monte Sinai fazer o Sikket Saydna Musa ou o Caminho de Moisés.

Moisés foi comigo até próximo a entrada do Mosteiro de Santa Catarina, onde me apresentou um beduíno, um rapaz novo, quem seria meu guia pelo caminho.

O Monte Sinai é o ponto mais alto do Egito, com 2.240 metros de altitude, o objetivo de fazer a trilha neste horário é para ver o sol nascer lá de cima.

Mesmo sendo meia noite, no ponto que encontrei o beduíno para iniciar a trilha já estavam cheio de vendedores pentelhando os turistas, que não eram muitos. Alguns estavam vendendo lanternas que até era útil e eu poderia ter comprado uma, mas me encheram tanto a paciência que eu só queria saber de ficar longe deles e fui sem lanterna mesmo.

Acabei usando a lanterna do meu celular, que quebrou um galho, mas o ideal é comprar uma lanterna, pois ajuda muito mesmo e o beduíno que estava me guiando não tinha nenhuma, então meu celular era a única fonte de luz naquele breu todo.

Iniciamos então a trilha que no total são 7 km, sendo 2 km em linha reta, onde passamos pelo mosteiro de Santa Catarina e  depois continuamos a trilha por mais 5 km subindo a montanha.

A subida a noite é incrível, como já estamos em um deserto, um lugar praticamente sem nuvens o céu é um espetáculo de tão estrelado, coisa linda de arrepiar.

Quando estávamos subindo passamos uma hora pelos camelos, com aquele céu, e eu louco para registrar aquela cena e não tinha como, assim gravei só na mente aquela cena linda.

A subida é bem cansativa e se você não tiver um pouco de preparo físico vai sofrer, ainda mais devido a altitude que deixa o oxigênio mais rarefeito, deixando a gente bem mais cansado.

Na subida toda acabei pedindo para parar umas 4 vezes para pegar fôlego, subir aquilo de dia deve ser impossível, tem que ser a noite mesmo, pois eu que estou acostumado com trekking fiquei ofegante rápido e várias vezes.

Duas horas e quarenta minutos depois de iniciar a trilha cheguei próximo ao topo, isso era em torno das 3h00 da manhã, faltava ainda bastante tempo para o sol nascer e estava próximo do ponto ( só mais 5 minutos de caminhada).

Neste lugar havia uma tenda, onde entramos e havia chá e camas para descanso. Como ainda tinha muito tempo tive que alugar uma manta e um colchãozinho e dormi por aqui até o horário do nascer do sol.

Não sabia que teria que gastar dinheiro lá em cima, não fui orientado, e estava sem nada de dinheiro, com isso o Beduíno conversou e ficou de levar meu dinheiro depois e como fazia frio, dormi por quase 3 horas aqui, e foi um bom sono, capotei.

15

Foto: A tenda onde descansei até dar o horário do sol nascer.

16

Foto: Eu na tenda, indo cochilar mais um pouco.

Esqueci de citar, mas a comunicação com o Beduíno era em inglês.

Próximo as 5h30min acordei com o meu amigo me chamando e fomos então para o topo. Para terminar a subida temos que encarar uma escada com 700 degraus, o que cansa um pouquinho.

La no topo é extremamente frio, e eu estava totalmente despreparado, se eu não tivesse alugado a manta iria congelar, com isso me enrolei na coberta que era minha única proteção e fiquei assim enrolado o tempo todo.

Haviam poucas pessoas quando cheguei, entre elas dois muçulmanos jovens que começaram a rezar bem alto em árabe, e fazer os gestos e ajoelhar e foi bem interessante observar tudo isso, me senti em um filme…rs.

Logo começaram a chegar vários outros grupos, que diferente de mim, fizeram a trilha direto para chegar no topo, sem parada para descanso na tenda.

Agora não estava mais quase sozinho naquele lugar incrível, e logo começou a surgir no horizonte a enorme bola de fogo, clareando tudo aos poucos. Realmente ver o dia começar lá no alto é especial.

Aquela bola laranja surgindo entre as montanhas forma uma bela paisagem, que sem duvida esta nos momentos de aventura mais especial da minha vida.

17-1

Foto: Eis que surge o astro rei.

17

Foto: Imagem especial e cena inesquecível.

18

 Foto: E assim começou meu décimo sexto dia no Egito – Show demais!!!          19

Foto: Fiquei assim por horas… só curtindo o visual e escondendo do frio…rs.

20

Foto: E tem como não ficar feliz, mesmo congelando, em contemplar um lugar deste??

21

Foto: Show de trekking.

22

Foto: Gostei deste foto. Os raios de sol deram um toque especial.

23

Foto: Uma das experiências mais incríveis da minha vida. Recomendo demais fazer o Sikket Saydna Musa ou o Caminho de Moisés.

24-1

Foto: No topo do monte há esta igrejinha.

24-3

Foto: Me escondendo nos cantinhos.

24

Foto: Olha que paisagem mais louca!!

25

Após quase congelar e muitas fotos depois iniciamos a decida, desta vez fomos por outro caminho, que segundo o guia era mais fácil, mas que tinha que descer quase 3.000 degraus de escada, só que me disse que a paisagem compensava, e assim fomos. Este caminho sai atrás do mosteiro de Santa Catarina e realmente é lindo.

26

Foto: Iniciando a descida com paisagens incríveis.

27

Foto: Ainda no topo do Monte Sinai.

28

Foto: Sikket Saydna Musa ou o Caminho de Moisés.

29

Foto: Uma igrejinha no meio do caminho. Super antiga.

30

Foto: Consegui captar esta imagem com a minha Gopro na fechadura da igrejinha que estava fechada.

31

Foto: Caminho de volta…

32

Foto: Eu sendo condizido pelo Beduíno.

33

Foto: Caminho quase vazio, só eu e o Beduíno.

34

Foto: Paradinha para descanso. Na verdade para o Beduíno fumar…rs, como fumava!!!

35

Foto: Um dos principais alimentos do camelo.

36

Foto: Uma frutinha nativa que experimentei e que a pronuncia parece “Carisma”, mas nem tenho ideia de como se escreve em Árabe e o nome correto, mas era boa. rs…

37

Foto: Como sempre, muitas cabras e carneiros o tempo todo.

Após a longa trilha voltei para o hotel para o check out e tomar me café da manhã.

Antes de partirmos fomo conhecer umas das principais atrações do lugar, o mosteiro de Santa Catarina.

Sobre o Mosteiro de Santa Catarina

O Mosteiro Ortodoxo da Transfiguração, em homenagem à transfiguração de Jesus, mais tarde chamado de Mosteiro de Santa Catarina, em honra à mártir cristã, foi construído por ordem do imperador bizantino Justiniano I, entre os anos 527 e 565. É atualmente o mosteiro cristão mais antigo ainda em uso para a sua função inicial.

O mosteiro foi nomeado em homenagem a Catarina, a filha de um antigo governador do Egito. Conta a história que Catarina estava disseminando o cristianismo pelo país quando foi alertada pelo governador de Alexandria para parar de fazer este trabalho ou sofreria sérias consequências. Fiel na sua fé, Catarina continuou a disseminar o cristianismo até que foi capturada, morta e esquartejada pelos romanos. Seu corpo foi espalhado por vários lugares, para evitar adoração.

Seus fiéis seguidores procuraram por seus restos mortais e os levaram até um lugar deserto, onde ninguém pudesse descobrir, e este lugar foi aqui.

Além de ser o primeiro mosteiro do mundo, aqui estão lugares importantes como o poço onde Moisés encontrou sua esposa e também a sarçardente (planta citada na bíblia).

38

Foto: Uma Foto Panorâmica do Mosteiro de Santa Catarina.

39

Foto: O Monteiro mais antigo do mundo ainda em uso.

40

Foto: Entrada do Mosteiro.

41

Foto: Poço onde Moisés encontrou sua esposa, filha de Jetro. Este pano, me fizeram augar na entrada do mosteiro, pensei inicialmente que por estar de bermuda, mas lá dentro tinha gente sem, então penso que só foi um jeito de me tirar dinheiro.

42

Foto: As oliveiras (pé de azeitona) em natura.

43

Foto: A Sarça ardente a original citada na Bíblia.

monast5

Foto: A Sarça ardente.  Um dia em que Moisés levava a pastar os rebanhos de Jetro seu sogro, sacerdote de Midiã, nos confins do deserto perto de Horebe, o monte de Deus, apareceu-lhe o anjo do Senhor numa chama de fogo dentro de uma sarça. Moisés reparou no fogo e verificou que o fogo não consumia a sarça. Aproximou-­se para ver o que era e Deus chamou-­o: “Moisés! Moisés!”

monast6

Foto: Pedras que são vendidas com desenhos da Sarça Ardente, dizem que só tem aqui.

E DAÍ, QUANTO FICOU A BRINCADEIRA??

Orçamento: R$ 750,00 / dia / 20 dias – Todo o meu roteiro com todos os gastos.

LIÇÕES APRENDIDAS:

1-  Levar lanterna para subir o Monte Sinai.

2- O Aluguel da Manta foi 30 EGP (R$ 12,00) e Colchão 20 EGP (R$ 8,00). Então é bom subir com um dinheirinho, is ainda vendem chá e água no caminho.

3- Leve roupa de frio, no topo é extremamente frio.

4- Você não precisa subir a meia noite e dormir lá em cima, pois muitos grupos chegaram direto da caminhada para o topo. Só conversar e definir como quer fazer seu trekking.

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS DO EGITO.

Fuso Horário: +5h (Brasília)

Língua

O idioma oficial do Egito é o idioma árabe, e outros idiomas são poucos falados no país, principalmente interior, portanto a comunicação é bem difícil.

Moeda

A libra egípcia é a moeda oficial do Egito.

Símbolos: EGP.

  • 1 EGP = R$ 0,18
  • R$ 1,00 = 5,63 EGP

*Sem impostos

Cotação atual: Clique aqui.

Visto e Vacinas

Precisa de visto para entrar no Egito, mas pode ser tirado na hora no próprio aeroporto. Recomendo pesquisar na embaixada para ver se teve alguma alteração na data da sua viagem.

O Egito também exige a vacina de febre amarela com carteira internacional de vacinação.

Eletricidade

A voltagem do Egito é 220V.

Tipo de Tomada

Plug de tomada tipo C

plug-tipo-c

A VIAGEM CONTINUA…

Relato anterior:  Alexandria.

Próximo Relato: Sharme El-Sheikh.

Início da viagem: Luxor.

Newsletter: Assine nossa newsletter na caixinha ai ao lado, assim você receberá notificação em primeira mão de todos os posts publicados pelo Quero Mochilar, e ainda terá acesso a cupons de desconto para nossos produtos.

QUEM PODE TE AJUDAR?

*Não recomendo viajar o Egito sem guia , por segurança e riqueza cultural.

Gostou? Tem alguma sugestão ou atualização de informação? Enriqueça a pesquisa de seus amigos nos comentários. Além de ajudar o próximo viajante é super importante a opinião de vocês para o blog

 

 

  1. Felipe says:

    Nossa, muito legal seu relato. Estarei no egito em fevereiro, e suas informações irão ser de grande ajuda pra min!
    Parabéns e obrigado!

    • Por nada Felipe, esse é meu objetivo, ajudar.
      Caso for para Sharm El Sheikh logo estarei publicando dicas de lá também.
      O lugar mais legal do Egito pra mim.
      Abraço

  2. Ana Paula says:

    Marthon, que viagem espetacular… Tudo muito lindo… Uma verdadeira viagem no tempo… Muita vontade de conhecer agora.

  3. amanda says:

    Que coragem de ir em um lugar cristão no Egito, em plena presidência do Sissi…
    Os grupos fundamentalistas crescem, está perigosíssimo frequentar lugares cristãos no Egito.
    Eu não tenho essa coragem! Vou agora em novembro, serei recebida por um amigo egípcio que fez intercambio no Brasil, mas ficarei longe de lugares cristãos, rs. Houveram ataques ultimamente. Talvez daqui uns anos eu vá.

    • Oi Amanda…
      Então fui antes daqueles atentados que ocorreram por lá… se fosse antes eu ia ter ficado com medo, mas como eu estava com um egípicio eu me senti tranquilo…rs
      Curta bastante, é muito bom nestes países estar acompanhado com alguém de lá.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »