É triste viajar e não ter registros que possam explicar a experiência, algo que transmita as sensações vividas não só a nós, mas também aqueles que queremos dividir nossa história, e uma das maneiras de conseguir congelar estas emoções são as fotografias.

No inicio eu viajava e registrava minhas viagens sem nenhuma experiência, foi quando a 2 anos atrás resolvi estudar o assunto, já que gostava do mesmo desde criança. Fui autodidata até um certo momento, estudei pela internet, fiz curso de CD da National Geographic (excelente), até que encontrei um curso presencial de curta duração na minha cidade, onde pude aprimorar algumas técnicas e desde então mesmo não sendo um profissional, melhorei bastante meus registros de viagens.

Hoje quero dividir este conhecimento de fotógrafo amador que aprendeu um pouco sobre a arte da fotografia com outros fotógrafos amadores, para de alguma forma, ajudá-los a deixar o registro de suas experiências bem melhor de se recordar.

Se eu conseguir com estas dicas simples ajudá-los a melhorar suas recordações já valeu a pena.

Essas técnicas que descrevo, a maior parte de composição, são técnicas para conseguir belas fotos com qualquer equipamento, até mesmo o celular.

Então vamos lá…

1- APRENDENDO A OBSERVAR.

Um bom fotografo é em primeiro lugar um bom observador, ele tem que estar sempre atento aos movimentos, expressões, luminosidade dentre outros detalhes de uma cena.

Antes de apertar o botão para registrar qualquer imagem, pare e pense:

1- O por que estou tirando esta foto?

2- O que quero que ela mostre? Qual é seu objeto principal ou assunto de interesse?

3- O que quero que ela transmita a pessoa que ira observá-la? Quais sentimentos?

Só depois de responder mentalmente estas 3 perguntas, faça o Click, usando se possível algumas técnicas de composição que vou citar mais adiante.

foto01.fw

Foto 01: Nesta foto em um mercado no interior do Equador eu queria mostrar a rotina de trabalho dos nativos, além da bagunça e a riqueza de cores. Claramente na foto vemos que são moradores típicos agindo naturalmente em seu ambiente de trabalho.

2- RETRATOS.

Há dois tipos principais de retratos, o em pose e o instantâneo, e independente do tipo, o bom retrato mostra a personalidade e o sentimento da pessoa.

Em uma viagem, se queremos registrar um morador típico, devemos pensar para um bom registro: Qual característica desta pessoa é especial e chama a atenção? Com esta resposta, você vai ter a cena que deve procurar para uma boa imagem.Em retrato de nativos aborde-os delicadamente, ofereça uma gorjeta se for pertinente.

foto02.fw

Foto 02: No lago Titicaca na Bolívia encontrei esta pequena bolivianinha  com sua Llama. Após um pouco de conversa com ela, ofereci uma gorjeta e pedi para tirar. Esta foto é a cara do Titicaca de seus moradores.

Entenda seus costumes e crenças antes de começar a fotografar pessoas. Procure momentos em que estejam trabalhando ou desenvolvendo algo natural de sua rotina e tente contar essa história com a câmera.

Os retratos instantâneos são os mais adequados em viagens para registrar rotinas e habitantes do local. Procure não intervir e procure a naturalidade da situação e a foto que registre o espírito do tema que quer mostrar.

Lembre-se: Não seja inconveniente, e entenda os limites.

foto03.fw

Foto 03: Enquanto estas peruanas explicavam como tingiam seus tecidos, aproveitei o melhor angulo para fazer o Click. Uma cena corriqueira e natural, sem interferência.

3-COMPOSIÇÃO DA IMAGEM.

Uma boa composição é o fator principal de uma bela foto. Para conseguir uma boa composição existem algumas regras, e são elas as principais:

3.1- Regra dos terços.

A regra dos terços quando usada em uma fotografia a torna uma boa foto pelo fato de que em qualquer imagem o centro não é o ponto satisfatório de repouso dos olhos, e sim um dos pontos de interseção da regra dos terços.

Para usá-la, imagine seu visor cortado por duas linhas transversais e duas horizontais. No cruzamento destas interseções é onde deve estar o assunto principal da foto. A imagem resultante desta regra é muito eficaz.

  

Foto 04: Observe que o Sol e o pescador em pé estão próximos ao ponto de interseção, harmonizando a foto e dando sensação de movimento.

Dica retratos com as regras do terço: Coloque um ponto importante da pessoa, ex: o olho, em um dos pontos de inserção.

3.2-  Regra da foto da esquerda para direita.

Tendemos a ler e analisar imagem da esquerda para direita, por isso deixe o assunto principal na parte esquerda do quadro.

É importante que os elementos da cena ocupem o espaço sem que ninguém prevaleça mais que o assunto principal da foto.

foto05.fw

Foto 05: Imagem direita esquerda, a figura de uma pessoa sempre será o assunto principal, independe do monumento.

3.3- Bordadura.

Para dar um efeito tridimensional, é legal em algumas fotos usar elementos como bordadura na parte superior ou inferior da foto, ou mesmo contornando ela toda. Exemplos de bordaduras: galhos, portas etc…

foto06.fw

Foto 06: Olha que interessante esta igreja em Mariana vista por esta porta.

3.4- Linha guia/ Pontos de fuga.

Ao fotografar paisagens ou cenas panorâmicas, encontrar um elemento que percorra a imagem e conduza o olhar na foto ao assunto principal.

O ponto onde as linhas da foto se encontram é o chamado ponto de fuga.

foto07.fw

Foto 07: A linha do trem nos induz a segui-la com os olhos até um ponto de fuga, no caso o trem.

3.5- Profundidade de campo.

Mostrar o assunto principal nítido e o fundo desfocado dá um toque profissional na foto. Sabe aquele simbolozinho (f), que quase ninguém sabe para que serve nas máquinas? então, ele ajuda você a fazer este efeito.

Quanto menor o número do (f), maior a abertura do obturador, e maior o efeito de assunto nítido e fundo desfocado. Usar pelo menos o f 2.8 – se sua câmera permitir para obter esse efeito.

foto08.fw

Foto 08: Observe como somente o inseto esta em foco, chamando totalmente a atenção para ele.

4- OUTRAS FOTOS IMPORTANTES EM VIAGENS.

4.1- Paisagens.

1o Antes de tudo pense: “O que quero que esta foto transmita?” – “Por que quero fazer essa foto?”. “Quais adjetivos descrevem esta paisagem?”  – Estas perguntas te ajudarão a encontrar a melhor composição.

2o Procurar um elemento a ser o tema central da foto.

3o Use elementos gráficos como linha guia, exemplo: Rios, estradas etc…

4o Se quer mostrar a imensidão ou grandiosidade de um lugar, use pessoas como escala na sua foto.

foto09.fw

Foto 09: Nesta foto no Chile, queria mostrar a imensidão da Cordilheira e o contraste de paisagens. O tema central são os amigos fazendo o trekking, o elemento gráfico é a trilha que podemos vê-la até lá longe.

4.2- MONUMENTOS FAMOSOS

Procure olhar belas fotos na internet, para ter mais ideias e procure por novos ângulos.

Muitas pessoas vão tirar fotos com um monumento e vai lá na frente, bem distante da câmera, e na fotografia ela se torna apenas um pequeno ponto, próximo ao monumento. O ideal, é ficar próximo para você aparecer bem na foto, e o monumento ao fundo.

foto10.fw

Foto 10: A pessoa próxima da foto, e o monumento ao fundo.

4.3- CACHOEIRAS

Sabe aquele efeito de cinema na água da cachoeira, então, não é photoshop, e qualquer câmera semiprofissional pode consegui-lo. Para isso você precisará de um tripé, pois irá aumentar o tempo de exposição para capturar a foto, e qualquer tremor é percebido, uma velocidade 1/8, já é possível conseguir o efeito.

foto11.fw

Foto 11: Olha como a água da cachoeira ficou neste foto de longa exposição em São Gonçalo do Rio Preto – MG.

4.4- FOTOS DO CÉU

Quando queremos mostrar a beleza de um céu cinematográfico temos que tomar cuidado com a proporção na foto. Como o objetivo é mostrar o espetáculo do céu, então a maior parte da foto deve mostrar o mesmo em destaque. Para proporcionalizar pense na foto cortada por 3 linhas horizontais, coloque a parte do solo preenchendo o primeiro terço e o céu nos outros 2/3, isso trará uma boa proporção para sua foto.

Quando o céu não está bonito, por exemplo um dia nublado, e você não quer que isso transpareça na sua foto, aumente a proporção do horizonte, colocando ele preenchendo os dois terços da foto e o céu no 1/3 superior, chamando menos a atenção na foto.

foto12.fw

Foto 12: Nesta foto em Santa Albertina, interior de SP não precisei me preocupar com a proporção, pois o terço superior e inferior estava tomado pelo céu e seu reflexo.

4.5- POR DO SOL E SILHUETAS

Tirar o flash da câmera e fotografar de frente ao sol, mostrando a silhueta, rende belas fotos.

Tripés, e longas exposições em câmera semiprofissional, também geram fotos incríveis do por do sol, com cores mais vivas.

foto13.fw

Foto 13: Silhueta do símbolo de Presidente Figueiredo no AM. A longa exposição ajudou a deixar o céu ainda mais cinematográfico.

4.6- MONTANHAS

Procure que a foto transmita arrepio e imensidão. Use uma pessoa longe na paisagem, isso dá escala a foto, e mostra a imensidão da montanha.

.foto14.fw

Foto 14: A foto tirada de baixo para cima, e a pessoa em cima da pedra da uma escala a foto, e demonstra a imensidão da Rocha.

4.7- FOTOS PULANDO

Fotografe de baixo para cima, isso dá a sensação de que você pulou mais alto, e a foto fica incrível.

foto15.fw

Foto 15: Eles nem pularam tão alto assim (rs), é só a perspectiva de baixo para cima – Efeito do Angulo.

4.7- FESTAS E FESTIVAIS

Festivais e Festas: Procurar registrar do melhor angulo o momento que representa a data comemorativa da melhor forma possível. Pesquise sobre a festa ou festival, e procure elementos que a represente isso na sua foto.

foto16.fw

Foto 16: Estava em Cracóvia, e não tinha cena melhor para registrar a procissão que estava ocorrendo. As pessoas tem cara de polonês e vestem como.

5- POR FAVOR, PODERIA TIRAR UMA FOTO PARA MIM?

Todo mundo que viaja saber que chega um momento que cansamos dos selfies e queremos uma foto de corpo inteiro.

Quando estamos em um lugar desconhecido temos que ter muito cuidado com o pedido desta gentileza para um desconhecido. Antes de solicitar uma foto a alguém observe bem o ambiente, e tenha certeza que esta pedindo a gentileza para outro turista. Algo que sempre faço para solicitar esta ajuda é observar quem tem uma câmera melhor, isso não é sinal de que a pessoa é um bom fotografo, mas aumenta consideravelmente a chance de sua foto ficar digna de porta retrato.

Em alguns países, se pedir ajuda para nativos, eles vão te pedir gorjeta, então evite-os.

Em alguns lugares da América do Sul, se te oferecerem para tirar foto, tome cuidado, ouvi relatos de golpes de pessoas que se aproximam para se oferecer para tirarem fotos. Descrevo melhor esse assunto no tópico dicas de segurança.

Minha Boa Pratica: E quando você tira belas fotos de todo mundo, e só a sua sai feia?

Sim, você começa a ficar nervoso com isso… rs.

Para evitar este problema, quando estou com alguém eu peço que a pessoa vá até o lugar onde quero ser fotografado, faço uma foto dela exatamente como quero, mostro a imagem e peço para ela fazer igualzinho: mesmo enquadramento, angulo e etc… isso tem me ajudado muito (rs).

É isso amigos, boa sorte nas suas fotos e espero realmente ter ajudado a todos.

CURSO INDICADO PELO QUERO MOCHILAR.

Quer se aprofundar mais?

Este é um Curso Online obrigatório para qualquer pessoa que queira ingressar na Fotografia Digital. Ministrado pela fotógrafa profissional Simxer, com mais de 20 anos de experiência e professora de fotógrafos iniciantes, autoras do Best Sellers “Fotometria Simples – Você no Controle da Luz”, e “Nikon ou Canon, Câmera Profissional ou Semiprofissional – Aprenda a decidir você mesmo!”

Saiba mais no vídeo:

Language »