Costa Rica – MS

INFORMAÇÕES DE: Janeiro de 2013.

ROTEIRO PARA: Fim de semana.

TIPO DE VIAGEM: Viagem de final de semana.

HOSPEDAGEM: Beira Rio Hotel – (R$ 100 / dia): Bem localizado, confortável e ótimo custo benefício.

Aproveite e reserve seu hotel aqui com o Quero Mochilar, você não paga nada a mais por isso.

SOBRE COSTA RICA.

Costa Rica, não aquele país da América Central, mais sim uma cidade brasileira. Já ouviu falar? Não?…

Então, Costa Rica é um município no Mato Grosso do Sul com população em torno de 19 mil habitantes. Esta cidade costuma ser conhecida pelo agronegócio como a capital estadual do algodão, mas poucos sabem, mas lá é também um dos lugares mais top do estado para ecoturismo e esportes de aventura.

Cada vez mais esta cidade tem ficado conhecida e esta inserida como uma das 100 cidades mais promissoras de turismo no país. E não é à toa, a região tem um potencial privilegiado quando o assunto são cachoeiras, animais selvagens e belas paisagens.

Como chegar?

O Aeroporto mais próximo fica a 394 km em Campo Grande.

A partir da capital do Estado, Campo Grande, seguir pela BR-163 até a BR-060, alcançando a MS-316, na cidade de Paraíso das Águas, ou ir pela MS-306 no município de Chapadão do Sul, entrando-se na MS-223. Esta viagem de carro partindo da capital tem duração aproximada de 4 horas e meia.

Fui pelo estado de São Paulo, da minha cidade natal, Santa Albertina, sentido Santa Fé do Sul, depois cruzando a grande ponte rodoferroviária chegando em Aparecida do Taboado, já no MS, e de lá pela MS-158, segui sentido Cassilândia, Chapadão do sul até chegar em Costa Rica.

1-quero-mochilar

Foto: Pelo Caminho a enorme Ponte Rodoferroviária com 3,7 km de extensão – liga os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo sobre o Rio Paraná, uni a cidade sul-matogrossense de Aparecida do Taboado à cidade paulista de Rubinéia.

Quando ir?

Costa Rica é uma cidade quente, frio nunca será problema. A temperatura média histórica de todos os meses do ano são superiores a 20oC.

A chuvas são concentradas, sendo que a maior concentração fica entre os meses de setembro e maio e o período seco de junho a setembro.

Para quem curte as cachoeiras com grande volume de água deve procurar a cidade nos períodos chuvosos, como quando fui, em janeiro.

Segurança.

Costa Rica é uma cidade pequena, tranquila e com um pessoal muito hospitaleiro, portanto onde segurança não será problema.

ROTEIRO

O que Fazer em Costa Rica.

A cidade tem muitos atrativos naturais, como listei no final do post, infelizmente tive tempo de explorar só 3 deles, que sigo relatando neste post:

1- Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú.

Horário de funcionamento: De Terça-feira a Domingo das 8:00 h as 17:00 h.

Entrada: R$ 5,00 (Crianças até 12 anos e idosos não pagam) – Pode ser maior em temporadas e feriados. As atrações de aventura lá dentro são pagas a parte com diferentes valores.

Como Chegar: Esta é a atração mais próxima e de fácil acesso, e também uma das mais top da cidade. Chegar é fácil, é só seguir sentido a rodovia – Costa Rica / Paraíso por 3 km e já estará na entrada do parque. Tem placas sinalizando o caminho desde a cidade e não tem erro.

Sobre o Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú.

O parque tem uma área grande de 57 ha e uma excelente estrutura para receber os visitantes com : estacionamento, lanchonete, banheiros, quadras (vôlei e futebol), quiosques próximos à área de banho, mirantes para admirar a paisagem.

13-quero-mochilar

Foto: A estrutura do parque com suas piscinas artificiais – pode nadar.

Este é o lugar onde você ira encontrar muitos dos esportes de aventura em um só lugar, tem de tudo aqui: Rapel, rafting, tirolesa, trilhas, arvorismo e etc…

Em relação as trilhas todas são bem estruturadas e em bom estado de conservação, facilitando a visitação. A trilha que leva a atração principal, o Salto do Sucuriú, tem menos de 1 km, e aproximadamente 12 minutos de duração, toda pela sombra e com paradas em mirantes para observar outra queda d´água..

15-quero-mochilar

Foto: Cachoeiras enormes no meio da mata antes de chegar no Salto do Sucuriú.

16-quero-mochilar

Foto: Olha meu tamanho alí em baixo…rs

22-quero-mochilar

Foto: Placas indicativas e trilha bem sinalizada.

21-quero-mochilar

Foto: Não precisa dizer mais nada para convenser, né?…rs

 

23-quero-mochilar

Foto: Passarela escorregadia e muita gotícula de água para ver o Salto do Sucuriú.

O melhor é que as trilhas são em contato total com a natureza, até macacos pregos vi pelo caminho.

7-quero-mochilar

Foto: Flor do cerrado.

10-quero-mochilar

Foto: Uma bela ave de rapina.

12-1-quero-mochilar

Foto: Esta ave “estranha” chama Curicaca e tem várias na cidade.

Das atrações do parque acabei fazendo somente a tirolesa, que é muito boa. Existem 3, a menor com 70 metros que termina na piscina (Tirolesa da Libélula), outra de 230 metros (Tirolesa do Tucano) e a maior de todas com  400 metros (Tirolesa da Andorinha) que além de enorme parte de cima da maior queda do parque e proporciona uma visão top do Salto Majestoso, a cachoeira do Rio Sucuruí. A tirolesa do Tucano e Andorinha custa R$ 30,00.

17-quero-mochilar

Foto: Me preparando..

17-1-quero-mochilar

Foto: Pronto, chinelos no braço e la vamos nós…rs. Pena que ainda não tinha a Gopro e nem sabia tirar foto direito.

18-quero-mochilar

Foto: Olha eu lá… muito top esta tirolesa.. da vontade de repetir.

19-quero-mochilar

Foto: Voando sobre a mata.        

Eu passei apenas um período do dia neste parque, por isso fiz só a tirolesa, mas se quiser fazer mais atrações e curtir banhos, você pode passar o dia todo aqui que não irá se cansar, confira no link abaixo no próprio site do parque as demais atrações e valores.

2- Parque Natural Municipal da Lage.

Horário de funcionamento: Diariamente das 8h às 18 horas.

Entrada: R$ 5,00.

Como chegar: Fica as margens da rodovia MS-306 a 17 km de Costa Rica
Sobre o Parque.

Este é um parque ideal para famílias com crianças pequenas, pois tem piscinas naturais do Ribeirão de Lages, piscina artificial com tobogãs, pequenas corredeiras e nada de trilha.

O lugar possui uma ótima estrutura com: lanchonetes e banheiros.
Foi uma área construída para ser o balneário municipal e para a população de Costa Rica curtir o fim de semana.

3-quero-mochilar

Foto: Corredeiras no Parque.

5-quero-mochilar

Foto: Mais corredeiras.

6-quero-mochilar

Foto: Água limpa e ótima para banho.

Em frente a esta parque atravessando a rodovia, dá para ir a pé, tem uma cachoeira escondida na mata, com acesso um pouco mais difícil e nada estruturado, mas quem quiser arriscar, fica a dica.

12-quero-mochilar

Foto: A cachu de acesso mais restrito.

3- Mirante para os Canyons do Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari.

A 50 km de Costa Rica via MS-306 que liga Costa Rica a Baús fica um lugar de onde temos uma bela vista para o P.E das Nascentes do Rio Taquari. Este lugar não é preparado para receber turistas e esta um pouco escondido, sendo que chegar lá não é fácil, pois não há sinalizações e passamos por plantações pelo trajeto e estrada de terra.

Consegui chegar pois estava voltando do Parque Nacional das Emas este dia, e o guia que havia contratado para ir até o Parque nos levou até lá, pois conhecia o caminho de cor.

1-1-quero-mochilar

Foto: Pelo caminho – você verá várias nas plantações de soja pelo caminho.

9-quero-mochilar

Foto: Pelo caminho Irerês – patos selvagens. Costa Rica é cheia de animais por todos os lados.

Sobre o Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari.

O Parque foi iniciativa popular para a proteção das nascentes do rio Taquari. Um das maiores riquezas deste parque além das nascentes são seus Sítios Arqueológicos, e sua beleza cênica, que se compõe por um conjunto de seis grandes canyons, que foram criados ao longo de milhões de anos.

Este lugar esta em várias fotos de divulgação das atrações da cidade, de tão lindo que é e mesmo não sendo uma entrada oficial para o parque é muito procurado, pois tem uma bela visão dele como um todo.

Como é um lugar que não é a entrada oficial acaba que não tem horários estabelecidos ou alguém controlando, o que facilita a visita, mas preocupa no zelo do mesmo.

A intenção era ver o pôr-do-sol aqui, que dizem ser fantástico, mas para o meu azar estava chovendo.
24-quero-mochilar

Foto: Uma vista panorâmica desta paisagem incrível dos Canyons do Rio Taquari.

29-quero-mochilar

Foto: Mais nascentes do rio Taquari.

28-quero-mochilar

Foto: Não é atoa que esta paisagens esta em quase todos os banners de divulgação da cidade.

27-quero-mochilar

Foto: Bahia, como eu chamo essa querida, que é algo como minha segunda mamãe, e nos recebeu com muito carinho lá.

25-quero-mochilar

Foto: Feliz da vida com esta paisagem incrível.

26-quero-mochilar

Foto: Com a chuva frequente de janeiro, ocorrem a formação de algumas cachoeiras temporárias, que dá um “tcham” neste lugar incrível.

30-quero-mochilar

Foto: Mais belas paisagens.

31-quero-mochilar

Foto: Canyons da Nascentes do Rio Taquari.

32-quero-mochilar

Foto: Admirando este lugar que realmente merece ser preservado por sua beleza.

E DAÍ, QUANTO FICOU A BRINCADEIRA??

 Orçamento para 2 dia: R$ 170,00 / dia – Incluso hospedagem + entrada dos parques + Tirolesa +  Almoço, lanche e Jantar .

NÃO POSSO DEIXAR DE PROVAR:

Frango caipira com Pequi.

2-quero-mochilar

Fui recebido assim por pessoas especiais, este foi feito especialmente pra mim, mas pode procurar na cidade que vão encontrar um lugar para provar.

 A viagem continua…

 Próximo Relato: Parque Nacional das Emas – GO – No ar dia 9/4/2017.

LIÇÕES APRENDIDAS:

1- Turismo religioso na cidade: Capela Senhor de Bom Jesus e Santo Fujão.

2- Ecoturismo – atrações que ficou para próxima visita: Ponte de Pedra (Rafiting), Cachoeira Rapadura (banho), Cachoeira das Araras (banho), Gruta Tope da Pedra (Pinturas rupestres) e Água Santa (nadar sem afundar) – Propriedade particular, tem que conseguir autorização para visitar, difícil conseguir, melhor se contratar um guia.

3- Centro de atendimento ao turista: Comecei meu planejamento procurando o CAT da cidade, onde peguei contato de guia para o parque das Emas, e me informei da localização das atrações.

4- Para os parques de Costa Rica não há necessidade de guia, mas para as atrações em propriedades particulares ou escondidos como os Canyons das nascentes do Taquari eu recomendo.

QUEM PODE TE AJUDAR?

GUIA EM COSTA RICA – MS.

1- O guia que recomendo que foi o responsável pelo meu tour.

Fabiano Ramos – Contato WhatsApp:  (67) 9603-6689.

2- O site oficial da cidade tem várias informações com mais detalhes: http://www.costarica.ms.gov.br

3- E-mail: turismo@costarica.ms.gov.br – Tirar dúvidas e pegar sugestões para seu planejamento.

4- Central de guias em Costa Rica: Telefone (67) 3247-7070.

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »