Parque Estadual Biribiri – MG

INFORMAÇÕES DE: Setembro de 2015.

ROTEIRO PARA: 1 dia.

TIPO DE VIAGEM: Viagem de fim de semana.

HOSPEDAGEM: Pernoite em Diamantina – descrevo melhor no post onde falo da cidade, mas é possível se hospedar em pousadas dentro do Parque, na Vila Biribiri.

Aproveite e reserve seu hotel aqui com o Quero Mochilar, você não paga nada a mais por isso e ajuda a manter o blog no ar.

SOBRE O PARQUE ESTADUAL BIRIBIRI

O Parque Estadual Biribiri é uma reserva natural de Minas Gerais na cidade de Diamantina, a 300 km da capital mineira.

Criado no ano de 1998, com uma área de 17 mil ha é um parque com o objetivo de proteger o bioma cerrado, matas de galeria e campos rupestres. Além disso o parque também preserva atrativos culturais e arqueológicos como vestígios da exploração de pedras preciosas e inscrições rupestres.

O parque é parte do complexo da Serra do Espinhaço e esta á pouco mais de 20 km do centro de Diamantina.

Caso vá a Diamantina você não pode deixar de conhecê-lo, pois é um cantinho muito especial de Minas e que merece sua atenção.

Dentre as principais atrações do parque estão:

1- Cachoeira dos Cristais: São 3h de caminhada da portaria.
2- Cachoeira da Sentinela: 1h15 de caminhada da portaria.
3- Parte do caminho dos Escravos passa no parque: São 8h de caminhada da portaria.

E ainda no caminho destas atrações você encontrará: O poço da água limpa e o poço do estudante.

Mas não se preocupe com os números acima, pois se você é aquela pessoa que não curte uma caminhada no sol, é possível chegar em todas estas atrações de carro, andando bem pouco.

Então não tem desculpa, né?

Como chegar?

O aeroporto mais próximo é o de Belo Horizonte, e para chegar a partir de BH você deve pegar a BR 040 e, depois, a BR 259 até a cidade de Curvelo. Então, seguir pela BR 367, rumo Diamantina.

Quando chegar em Diamantina no trevo de acesso ao bairro Cidade Nova, você deve seguir pela Av. Geraldo Edson do Nascimento até o número 600, aqui você ira chegar na portaria do Parque.

Agora é só se identificar, pedir as informações necessárias e se divertir.

Quando ir?

O parque pode ser visitado o ano todo, sendo que para curtir as cachoeiras fica difícil nos meses de maio e julho, que faz frio, mas em compensação é a melhor época para caminhadas.

Outra informação importante para o seu planejamento é que em dezembro é o mês de maior pluviosidade.

De maneira geral recomendam visitar o Parque do Biribiri nos meses de seca, de abril a outubro.

ROTEIRO

Fui em duas ocasiões diferente no Parque, e o que posso recomendar é que se for só para conhecer em meio período você pode passar pelas principais atrações, mas se estiver com tempo e quiser curtir as cachoeiras ou explorar a pé e de bike, pode reservar um dia todo para este lugar.

Horário de Funcionamento: O parque funciona todos os dias, até mesmo em feriados das 9h00 às 18h00.

Entrada: Gratuita.

O que ver e fazer no parque?

Sem sombra de dúvida os atrativos que mais atarem as pessoas aqui são as belas Cachoeiras e a bucólica Vila do Biribiri.

Quando conheci o parque fui de carro, e fiz os seguinte trajeto:

1- Mirante da Cruzinha.

Na caminho para as cachoeiras fique atento, pois há um mirante pelo caminho, onde você para o carro na estrada e anda morro acima apenas alguns metros e tem acesso a um visual bem legal do parque.

quero-mochilar

Foto: No pé do mirante a esta imagem de Jesus Cristo e uma Nossa Senhora Aparecida nos lembrando a fé mineira.

7-quero-mochilar

Foto: Lá de cima você ira ter um visual bem legal dos córregos do parque.

quero-mochilar2

Foto: Mais uma visão bem legal do Mirante. Lá em cima há um banquinho de madeira, onde você pode sentar e contemplar o visual.

Daqui fomos tomar um banho e refrescar do calor em uma bela cachoeira.

2- Cachoeira Sentinela.

Informações para quem quiser ir a pé ou de bike:

Distância: 7 quilômetros da portaria do parque – Estrada de terra em boas condições e bem sinalizada.

Grau de dificuldade: Médio – pela estrada e sem muita sombra.

Há um estacionamento quase na cachoeira, e para acessá-la basta andar apenas alguns metros.

Esta cachu é pequena, mas bem bonita, com quedas que variam de 1 a 5 metros apenas, e tem as águas mais cristalinas do parque,que formam pequenos poços rasos onde podemos nos refrescar. Este lugar é perfeito para crianças que ficam encantadas com a queda e a possibilidade de nadar sem perigo.

9-quero-mochilar-diamantina

Foto: Seu córrego ao desaguar, forma pequenas cascatas.

9-1-quero-mochilar-dimantina

Foto: A Bela Cachoeira Sentinela.

10-diamantina-quero-mochilar

Foto: Uma pausa para refrescar.

11-diamantina-quero-mochilar

Foto: Mesmo sendo sempre muito gelado, um banho de cachu renova as energias de qualquer pessoa.

Depois de um banho, fomos almoçar na simpática Vila Biribiri.

3- Vila Biribiri.

Informações para quem quiser ir a pé ou de bike.

Distância: 12 km da portaria do parque, com acesso por estrada interna em boas condições e bem sinalizada.

Biribiri, vem de origem tupi-guarani e significa buraco fundo. Alguns a chamam de “vila fantasma”, mas é muito linda e simpática para ter esta fama, e eu não concordo nenhum pouco com este apelido.

Mas o por que desta fama então?

Esta foi uma vila construída em 1876, pelo Bispo Dom João Antônio dos Santos, com o objetivo de abrigar funcionários de uma fábrica de tecidos.

Com o passar do tempo a fábrica fechou e com isso seus habitantes se foram, dando a cidade um ar de abandonada, por isso chamada de cidade fantasma.

No ano de 1998, este vilarejo foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), devido sua beleza cênica e contexto histórico.

A estrutura da vila hoje consta com 30 moradias, onde duas são restaurantes com estrutura simples que servem bebidas geladas e pratos mineiros deliciosos e uma igreja colonial do século 19 com um relógio doado pela Coroa Portuguesa.

Quando fui os restaurantes não aceitavam cartão de crédito, e você podia escolher entre um self service ou outro com pedido a la carte, com pratos deliciosos, entre eles o típico frango caipira de minas.

12-diamantina-quero-mochilar

Foto Curiosidade da Vila Biribiri: Com uma atmosfera serena e bucólica, o lugar foi escolhido para a gravação do filme “A Hora é a Vez”, de Augusto Matraga e da novela Chica da Silva, de Walcyr Carrasco.

13-diamantina-quero-mochilar
Foto: Quem passa por Biribiri se encanta principalmente pelo seu aconchego. É um lugar lindo, que dá vontade de passar a tarde toda aqui bem tranquilo.

Vale lembrar que um almoço aqui não é dos mais baratos, mas penso que vale a pena almoçar com toda esta simpatia de lugar.

14-diamantina-quero-mochilar

Foto: Igreja de Biribiri – onde esta o relógio doado pela coroa. Nas duas vezes que fui estava fechada e não foi possível conhecer por dentro. E para falar a verdade não sei nem se é possível.

Daqui da vila fui conhecer a outra cachoeira do Parque.

4-Cachoeira dos Cristais

Informações para quem quiser ir a pé ou de bike:

Distância: 12 quilômetros da portaria do parque – Estrada de terra em boas condições e bem sinalizada.

Grau de dificuldade: Médio – pela estrada e sem muita sombra.

Assim como a sentinela você chegará bem próximo de carro e para chegar na cachu terá que andar bem pouco.
Mesmo com este acesso fácil, o banho aqui não é indicado para crianças e nem para aqueles que no sabem nadar, pois o poço é bem fundo.

Esta Cachoeira possui duas quedas d’água que formam piscinas naturais.

11-1-diamantina-quero-mochilar

Foto: Caminho bem sinalizado.

15-diamantina-quero-mochilar

Foto: Logo após pararmos o carro temos que atravessar esta pequena ponte para chegar na cachu.

16-diamantina-quero-mochilar

Foto: A Cachoeira dos Cristais.

quero-mochilar3

Foto: Uma curiosidade: No século 19, ela teve sua forma modificada. O curso do rio que a originava foi desviado por garimpeiros.

quero-mochilar4

Foto: Parte superior da Cachu.

17-diamantina-quero-mochilar 18-diamantina-quero-mochilar

Foto: Ainda na parte superior da Cachu.

Outras atrações que não conheci, mas você passará por elas:

  • Poço da Água Limpa

Distância: 1,5km da portaria.

Grau de dificuldade: Fácil

Conjunto de poços rasos de águas límpidas. Ideal para crianças.

  • Poço do Estudante.

Distância: 2,5Km da portaria do parque.

Grau de dificuldade: Fácil

 O poço tem águas límpidas e cristalinas, também ideal para molecada e fica próximo a uma boa área de descanso.

NÃO POSSO DEIXAR DE PROVAR:

Não deixe de almoçar na Vila Biribiri.

Coma o delicioso feijão tropeiro mineiro um um franguinho caipira.

A viagem continua…

Próximo Relato: Diamantina – MG.

Post relacionado:

LIÇÕES APRENDIDAS:

1- Uma boa pedida – para os atletas..rs – é conhecer o parque de bicicleta. Para outros esportes como escaladas os interessados em escaladas devem consultar a administração.

2- Pinturas Rupestres: Para conhecer se informar sobre a localização na portaria, pois não estão sinalizadas.

3- Evite levar objetos de valor que chamem atenção, ou deixá-los visíveis dentro do carro. Segundo informações de alguns moradores locais, já ocorreram casos de objetos furtados por lá.

4- Carregar com você: calçado confortável, traje de banho, protetor solar e repelente.

5- Nas cachoeiras, não há lanchonetes, portanto, leve bebidas e lanches e seu lixo, claro.

6- Não entram animais domésticos.

7- Outro passeio no parque é o Caminho dos Escravos (20km e grau de dificuldade alto): Este caminho liga Diamantina ao distrito de Mendanha. Este é um sítio históricos, com ruínas e sinalização com detalhes culturais e curiosidades da região, há cachoeiras pelo caminho para se refrescar.
Para fazer este trajeto é necessário agendar previamente e contratar um guia da região. Não há como percorrer o trajeto de carro, somente a pé.

QUEM PODE TE AJUDAR?

Contatos:
Email: parque.biribiri@meioambiente.mg.gov.br
Fone: (38) 3532-6698
Endereço: Avenida Geraldo Edson do Nascimento, 600 – Diamantina CEP:39100-000

  1. Heloisa says:

    Que legal Marthon. Com todas essas dicas fica fácil e animador de visitar. Lugar lindo….

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »