Serro – MG

INFORMAÇÕES DE: Julho de 2017.

ROTEIRO PARA: 1 dia.

TIPO DE VIAGEM: Passagem após passar fim de semana em Milho Verde.

HOSPEDAGEM: Fiquei Hospedado em Milho Verde na Pousada Dona Lourdes (R$ 80,00 / pessoa com café da manhã e um delicioso almoço mineiro).

Mais detalhes e contatos no post de Milho Verde.

Aproveite para procurar e reservar seu hotel no booking.com com o Quero Mochilar, você não paga nada a mais por isso e ajuda a manter o blog no ar.

SOBRE SERRO

Minas foi sempre conhecida por suas lindas cidades históricas e eu queria entender só uma coisa: “Por que Serro não é tão famosa se é tão linda?”

Localizada na região central da Serra do Espinhaço, Serro é rodeada de morros, rios e cachoeiras, e por isso além de histórica a cidade é um excelente destino para o ecoturismo.

Antigamente Serro era conhecida como Vila Príncipe do Serro Frio e foi uma das primeiras comarcas da capitania das Minas Gerais. Por possuir um belo conjunto arquitetônico desta época, em 1938 Serro foi o primeiro município do país a ser tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, ou seja, foi a primeira cidade histórica de Minas Gerais.

E esta cidade, parece até esquecida nos roteiros das cidades históricas de Minas, o que é um pena, pois aqui as igrejas também impressionam, assim como a arquitetura das construções no centro histórico e ainda há muita arte sacra, museus etc…

Ahhhh, e o melhor queijo de Minas Gerais.

O queijo de Serro tem qualidade garantida não só por palavras, pois seus queijos foram os primeiros bens registrado como Patrimônio Imaterial de Minas Gerais em 2002, e também no ano de 2008 entrou na lista de Patrimônio Imaterial do Brasil.

3- Quero Mochilar Serro

Como chegar?

Serro fica a 89 km de Diamantina, e os aeroportos mais próximo são do o Montes Claros e Belo Horizonte.

De Montes Claros, de onde fui são 315 km, e em torno de 5 horas de viagens, principalmente devido a quantidade de curvas quando estávamos próximo a Diamantina e após a cidade de Datas até Serro, onde não há terceira faixa e muitas curvas, mas para ajudar a rodovia esta em boas condições.

Mesmo sendo apenas 227 km de Belo Horizonte, indo pelo caminho de Conceição do Mato Dentro que é o mais curto, a viagem pode durar também em torno de 4 a 5 horas,devido a quantidade de curvas e ainda há um trecho de terra entre Conceição e Serro (boas condições).

 Mapa – Trajeto Moc x Serro e BH x Serro.

Quando ir?

A cidade pode ser visitada o ano todo, mas caso queira aproveitar a ida a Serro para curtir as atrações naturais da região, nos meses de abril a outubro as cachoeiras estão com menos água, pois nesta época raramente chove.

Os melhores meses para curtir as atrações naturais e a história simultaneamente é de outubro a março.

Devido a geografia da região a cidade mesmo no verão tem temperaturas mínimas de 16oC a 17oC durante a noite, mas é quente durante o dia.

Eventos: Geralmente no final de semana próximo ao feriado de 7 de setembro acontece a Festa do Queijo, uma ótima oportunidade para conhecer a cidade.

ROTEIRO

Planejamento

Era minha segunda vez em Milho Verde, distrito de Serro, e diferente da última vez que passei reto por Serro na minha volta, desta vez eu não ia perder a oportunidade.

Acordei cedo, olhei pela janela e o céu estava lindo, azul e com o sol a pino, parecia até não combinar com o frio de Milho Verde.

O dia prometia!

Organizei minhas coisas, corri para o café, fiz check out e “rapidim” eu estava na estrada rumo a Serro. São 24,5 km de distância.

Meia hora depois já estava em Serro.

Como não havia planejado antes, fui seguindo as placas que já no inicio da cidade mostravam o caminho para o centro histórico e as principais atrações, um ponto positivo para a cidade que esta bem sinalizada, o que facilita muito para quem esta a passeio.

Antes de chegar no centro histórico havia uma placa indicando Igreja Nossa Senhora Aparecida.

Segui esta placa parei no estacionamento e estava tendo missa, com isso não tive como fotografar, mas dei uma espiadinha na igreja, não achei nada sobre ela, e nem é tão linda perto das outras, por isso, indico passar aqui só se estiver com tempo mesmo.

-1- Quero Mochilar Serro

Foto: A simpática Igreja Nossa Senhora Aparecida no alto de um morro, onde as placas me mandaram ir primeiro.

Daqui segui as placas sentido o centro histórico e a Igreja Santa Rita, que fica no alto de um morro, parei meu carro aqui e comecei a explorar a cidade deste ponto.

 Mapa das atrações de Serro:  Museus Igrejas – Prefeitura.

Igreja Santa Rita

Horário de funcionamento: Confira neste link.

Um pouco sobre a Igreja Santa Rita…

Infelizmente a igreja estava fechada no domingo de manhã quando estive lá, e são poucos os dias que ela fica aberta, com isso não teve como conhecer seu interior.

A Igreja Santa Rita foi erguida no século XVIII, e desde o Século XIX já passou por várias reformas e se mantém firme e forte sendo o cartão postal da cidade e isso é fácil de entender o por que, pois a igreja esta localizada no alto de uma longa escadaria de onde se tem a melhor vista para o centro histórico de Serro.

0- Quero Mochilar Serro

Foto: O Cartão Postal da cidade.

0.1- Quero Mochilar Serro

Foto: Pronto para encarar as escadarias.

1- Quero Mochilar SerroFoto: A escadaria que leva ao centro histórico da cidade.

Encantando com a vista que tinha daqui, nem pensei em voltar para o carro e fui direto descendo as escadarias rumo a praça.

3- Quero Mochilar Serro

Foto: São 58 degraus, dá uma canseirinha nos sedentários.

2- Quero Mochilar Serro

Foto: Vista da escadaria direto para o centro histórico.

3.1- Quero Mochilar Serro

Foto: Pronto para explorar as ruas de Serro.

Quando chegamos nesta praça estamos de frente ao sobrado da Prefeitura e Câmara da cidade, que é um casarão do século XIX, que diz a lenda da cidade que foi erguido para hospedar D. Pedro I, uma visita que não chegou a se concretizar.

7- Quero Mochilar Serro

Foto: Prefeitura e Câmara da cidade.

Ainda na praça em frente ao casarão da prefeitura esta mais uma das riquezas históricas de Serro, a Igreja  Nossa Senhora do Carmo.

5- Quero Mochilar Serro

Foto: Igreja Nossa Senhora do Carmo.

Um pouco sobre a Igreja Nossa Senhora do Carmo…

Sua construção foi concluída em 1781, quando Serro era conhecida como Vila do Príncipe.

Em 1817 em uma visita de um naturalista francês bem conceituado na época, Auguste Saint Hilaire, declarou que sua ornamentação era superior a de muitas igrejas da França.

6- Quero Mochilar Serro

Foto: Detalhes do desenho central da Igreja.

Infelizmente esta igreja também estava fechada, e não sei falar se ela é aberta para visitação, pois nem nos folhetins da cidade diz horários de visita, mas igrejas aqui é o que não falta…rs

4- Quero Mochilar SerroFoto: Deixando esta bela imagem para trás para seguir em frente.

Daqui, seguimos andando e seguindo as placas que diziam ” ROTAS DE PEDESTRES”, seguindo estas placas passaríamos pelos principais pontos históricos da cidade, e diga a verdade, a melhor forma de conhecer uma cidade e histórica é andando a pé e podendo curtir cada detalhes de tudo que podemos ver.

9- Quero Mochilar Serro

Foto: A rota de pedestre, aqui é só seguir estas placas.. parabéns a Serro.

8- Quero Mochilar Serro

Foto: Explorar a pé as cidades históricas é sempre a melhor alternativa.

Pouco andamos e tivemos a melhor visão que um turista pode ter, um CAT – Centro de atendimento ao turista – ficamos apreensivo, será que estava aberto?, foi aproximando, vimos a porta, cadê o vidro?? Ufa!!! Está aberto!

10- Quero Mochilar Serro

Foto: Olha que charme o CAT de Serro.

Fomos atendidos por uma mineirinha bem simpática, que nos encheu de cartões e nos deu um mega mapa completo da cidade e da região: Milho Verde, São Gonçalo do Rio das Pedras etc…

Seguindo as orientações segui meu tour a pé, e parei na Igreja Matriz da cidade, que adivinhem: Estava fechada…rs.

Uai gente!!!, mas igreja não abre de domingo?? rs…

Um pouco sobre a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição…

Esta foi a primeira Matriz da Vila do Príncipe, construída brasileira em 1713 com paredes de pau-a-pique e taipa de pilão, esta é uma das maiores edificações religiosas da arquitetura colonial, e se destaca por possuir elementos barrocos, que foi influência da Igreja de São Francisco de Assis, de Ouro Preto, cujo o autor é Aleijadinho.

11- Quero Mochilar Serro

Foto: Igreja Matriz.

Aqui temos uma bela vista para a cidade e para a Igreja Bom Jesus do Matozinho, minha próxima parada.

12- Quero Mochilar Serro

Foto: As belas arquiteturas a direita e próxima parada – Igreja Bom Jesus do Matozinho e no centro aquele casarão é a Santa Casa, onde era a antiga casa de fundição.

Na próxima parada até que enfim encontrei um igreja aberta… rs.

Igreja Bom Jesus do Matozinho

Horário de funcionamento: Terça e Quinta: 13h00 as 17h00 e Sábado e Domigo: 8h00 as 12h00.

Entrada: R$ 2,00.

Um pouco sobre a Igreja Bom Jesus do Matozinho…

Também erguida no final do século XVII, esta igreja é o último exemplar da arquitetura setecentista de Serro,seu interior é bem bonito e possui pinturas rococó sobre o respaldo. O forro da capela-mor, é de 1797, e atribuído a Silvestre de Almeida Lopes.

Bem ao lado da Igreja Bom Jesus esta o Museu Regional Casa dos Ottani, que na minha opinião foi o melhor passeio que fiz neste dia.

13- Quero Mochilar Serro

Foto: A Igreja Bom Jesus do Matozinho.

13.1- Quero Mochilar Serro

Foto: A Matriz vista da Igreja Bom Jesus do Matozinho.

13.2- Quero Mochilar Serro

Foto: Capela Nossa Senhora do Rosário que dizem ser encantadora, mas não cheguei a conhecer.

Casa dos Ottani.

Horário de funcionamento: De terça a Sábado das 10h00 as 18h00 e de Domingo das 8h00 as 12h00.

Entrada: R$ 1,00.

Este museu esta em uma construção do Século XVIII, e é exatamente na casa que abrigou a família Ottani, com alguns móveis e utensílios da época. Aqui também abriga esculturas e peças originais de arte sacra da antiga Igreja da Purificação que foi demolida em 1920.

Visto por fora o museu tem uma aparência simples, com linhas arquitetônicas que lembram os velhos solares rurais mineiros, mas é um encanto conhecê-la por dentro.

14- Quero Mochilar Serro

Fomos recebidos pela guia Vitória, que por sinal é excelente, ela nos explicou cada detalhe da casa, dos móveis da época, das esculturas da antiga igreja que foi demolida e de onde vieram as esculturas.

15- Quero mochilar Serro

Foto: Peças da igreja da Purificação que hoje faz parte do museu de arte sacra. Uma curiosidade é a hipótese de que algumas peças faltam as mãos porque as pessoas as retiravam para fazer o chão de mão santa.

A casa tem dois andares, no primeiro estão as peças da antiga igreja, que seria o museu da arte Sacra e sore a história de como nasceu Serro e no andar superior estão os moveis da família. No andar de baixo costumava ser a senzala.

16- Quero Mochilar Serro

Foto: Olha como eram fabricados os queijos de Serro antigamente…

16.1- Quero Mochilar Serro

Foto: O quintal da casa.

16.2- Quero Mochilar Serro

Foto: Réplica da Garça da Fonte dos amores, obra do mestre Valentim. A original esta no jardim botânico do Rio.

Daqui, fomos em direção ao nosso último passeio, a Casa do Barão.

Casa do Barão de Serro

Horário de funcionamento: No site da prefeitura, tem as informações e diz que domingo não abre, mas eu fui em um domingo, então é sempre bom entrar em contato com o CAT antes de se programar.

Entrada: R$ 1,00.

Esta foi a casa que abrigou a família de José Joaquim Ferreira Rabello, comerciante de diamantes e coronel da Guarda Nacional, Barão do Serro, por decreto de 19 de julho de 1879. Aqui morava ele, a baronesa e seus 4 filhos.

18- Quero Mochilar Serro

Foto: Casa do Barão de Serro.

A casa é uma bela construção de arquitetura civil domiciliar, edificada no século XIX, mas infelizmente todos seus móveis foram tirados daqui no momento para restauração e estão sem data definida para retornarem, mas por R$ 1,00 a visita guiada, vale a pena escutar a história da época de como funcionava a casa, da rotina do barão e tudo mais… outro passeio que valeu pelo guia, e vamos combinar uma coisa, onde vamos hoje que a gente tem uma aula de história a céu aberto por R$ 1,00???

19- Quero Mochilar Serro

Foto: Parte dos fundos da casa.

20- Quero Mochilar Serro

Foto: Este túnel no fundo da casa era usado pelo Barão para desviar parte das pedras preciosas para não pagar o imposto (o quinto).

21- Quero Mochilar Serro

Foto: O porão da casa, onde antigamente era a senzala.

17- Quero Mochilar Serro

Foto: Uma homenagem aos tropeiros de Minas Gerais.

Aqui fechei meu passeio, mas claro que eu não fui embora sem provar do queijo de Serro… rs.

Seguindo as orientações do CAT, passei na Loja Sabor da Roça, que vende muitos doces mineiros e variedades de queijos produzidos em Serro.

25- Quero Mochilar Serro

Foto: Ótima lojinha para compras de delícias mineiras.

Comprei um doce de leite com doce de mamão, que já comi melhores, não gostei…rs.

Mas os queijos são fora de séééééério.

Comprei o Serro e Ouro Fino.

Caros, mas…

26- Quero Mochilar Serro

Foto: Queijo Ouro Fino R$60,00 a unidade e comprei um outro queijo minas de R$ 18,00 que eu comi no hotel, e que não tinha o fabricante e é delicioso.

Passeios fechado, hora de subir ladeira a cima e ir de encontro ao meu carro que estava lá depois dos 58 degraus da igreja Santa Rita.

Medi em um aplicativo e neste trajeto todo percorri andando 3 km e valeu cada cm andado.

E DAÍ, QUANTO FICOU A BRINCADEIRA??

Orçamento para o dia da minha viagem: R$ 249,58 /dia/ pessoa

Entradas: R$ 4,00.

Almoço (Lanches): R$ 12,50.

Água: R$ 3,00.

Queijos e Doce: R$ 90,00

Gasolina: R$ 60,08 (Viagem de Montes Claros a Milho Verde ida e volta dividido por 3 pessoas)

Pernoite na Pousada Lourdes em Milho Verde: R$ 80,00.

A viagem continua…

Próximo relato: Milho Verde – Publicado até 6/8.

Recomendo na Região:

PRONTO PARA IMPRIMIR:Resumão_QM_Milho Verde e Região

Newsletter: Assine nossa newsletter na caixinha ai ao lado, assim você receberá notificação em primeira mão de todos os posts publicados pelo Quero Mochilar, e ainda terá acesso a cupons de desconto para nossos produtos.

LIÇÕES APRENDIDAS:

1- Comece sua visita pelo CAT para se programar de acordo com as orientações da recepcionista.

2- Serro esta muito bem estruturada para receber turistas e me surpreendeu por isso e  também pela beleza da cidade, pois nem por fotos eu conhecia.

3- As atrações estão bem sinalizadas pela cidade e faça a rota do pedestre a pé, percorrendo os caminhos.

4- Há outras atrações na cidade, como fui em um domingo várias estavam fechadas.

5- Procure saber se o Museu do Queijo esta aberto quando for, e também procure pela cooperativa dos produtores, que você pode encontrar queijos mais baratos e todos que são fabricados na cidade.

6- Vá com calçado confortável para caminhar pelas ladeiras.

QUEM PODE TE AJUDAR?

Site da Prefeitura esta bem completo, dá uma conferida: http://www.serro.mg.gov.br

Horários das igrejas: Confira neste link.

CAT Serro – Centro de Atendimento aos Turistas.

Telefone: (38) 3541-2754 – E-mail: aconturserro@gmail.com

Gostou? Te ajudei? Tem alguma sugestão ou atualização de informação? Enriqueça a pesquisa de outros viajantes nos comentários. Além de ajudar é super importante a opinião de vocês para o blog.

 

 

 

 

  1. Paula says:

    Cidade linda…. pena mesmo ser pouco divulgada. Parabéns por esse relato.

  2. Que lugar lindo! Como saiu da rota de cidades históricas?! Todos esses seus posts estão me deixando com vontade de fazer essa viagem!! Mais uma vez, adorei!!!

  3. Marthon estamos sempre conhecendo destinos totalmente novos pelos seus posts. As dicas culinárias são sempre formidáveis (estamos babando no queijo!) e a cidade parece super agradável, mantendo-se, de certa forma, muita mais histórica que as tradicionais!

  4. Perdição total esses queijos hein? Que graça de cidade. Aliás, Minas Gerais é um estado encantador. Quero um dia separar uma férias todinha para conhecer cada cidadezinha!

  5. Eu já tinha visto algumas fotos de Milho Verde, mas Serro desconhecia e lendo seu post e vendo essas fotos lindasss, esse céu azul está um espetáculo, realçou a beleza da cidade. Amo cidades históricas, Minas ganha meu coração fácil hehe.. adorei as dicas e já coloquei em meu roteiro de Minas. Parabéns pelo post e fotos. abraços

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »