Cusco – Peru

INFORMAÇÕES DE: Setembro de 2014.

ROTEIRO PARA: 1 dia.

TIPO DE VIAGEM: Mochilão de férias (Bolívia, Perú e Equador) – Parte IV.

HOSPEDAGEM: Intro Hostel – Bem localizado e clima agradável.

SOBRE CUSCO

Cusco é uma cidade peruana no sudeste do Vale Sagrado dos Incas na região dos Andes, cujo nome significa “umbigo do mundo”. Cusco foi o mais importante centro administrativo e cultural do Império Inca e até hoje é uma das cidades mais importantes do Peru.

Por ser um lugar muito histórico o turismo esta presente o ano todo e chega na cidade gente do mundo inteiro atrás da magnífica história do Incas e principalmente para conhecer sua cidade perdida, Machu Picchu. Além de muitos museus, artesanatos típicos e muita história, a cidade tem uma excelente estrutura de restaurantes, bares, hotéis e hostels para todo tipo de bolso e turistas.

ROTEIROS

Dia 06: Cusco.

Fui para Cusco de ônibus, vindo de Puno, e viajei com  a empresa Cruz de Sur que por sinal é uma excelente companhia. O trajeto todo durou em torno de 7 a 8 horas e cheguei as 5h30min na rodoviária que pertencia a mesma empresa de ônibus. Apesar de pequena e sem muita opção acabei tomando café da manhã por lá mesmo por ser bem limpinha. Naquele momento ainda não sabia, mais a rodoviária era bem localizada e o taxi foi super barato, 10 soles a corrida até o hostel onde eu ia ficar que era na região da Plaza de Armas.

Em Cusco fiquei no Intro Hostel em um quarto compartilhado com mais 6 pessoas. Em relação ao hostel eu tinha visto a indicação na revista viagem e turismo, e recomendo, adorei o clima do hostel e tudo nele! Bem bacana! Não é 100%, mas é um bom hostel quando comparado o custo benefício e localização!

Como cheguei bem cedo, ainda não dava para fazer o check in, então deixei meu mochilão no hostel e fui direto para Plaza de Armas tirar fotos e ver a cidade.

2

Foto: Catedral de Cusco.

3

Foto: Estátua do rei inca Pachacuteq.

 

4

Foto: Aproveitei o vazio do início da manhã para tirar muitas fotos.

5

Foto: Plaza de Armas com a Catedral da cidade.

6

Foto: o Belo Jardim da Plaza de Armas.

7

Foto: Plaza de armas.

1

Foto: Catedral de Cusco: Você Sabia que no quadro da santa ceia dentro da catedral de Cusco o alimento servido e repartilhado é um Cuy (porquinho da índia)?

No meu plano de viagem eu havia deixado o dia livre para definir meus próximos passos na região com tranqüilidade já que não havia nada fechado além da entrada em Machu Picchu. Andei bastante pelas ruas, pesquisei em umas 3 agencias como ir pra Machu Picchu e fazer o vale sagrado e acabei fechando tudo com a agencia que ficava no próprio Hostel. Cometi um erro no meu planejamento, comprei a passagem pra Macchu Picchu e não comprei a passagem de trem, o que ficou complicado para fechar minha programação depois.

Aproveitei o dia também para comprar meu bilhete turístico para o acesso as ruínas do vale sagrado na Galerías Turísticas de la Av. Sol, que funciona de Segunda-feira a Sábado de 08:00 a 18:00 hrs e Domingo de 08:00 a 13:00 hrs.

Cusco tem vários sítios arqueológicos, dos quais 16 foram classificados como importantes e o bilhete turístico permite a entrada em vários destes locais e há várias combinações possíveis de tours.

São 4 os tipos de combinações de bilhetes:

 1- Boleto Turístico Geral (130 Soles): Este bilhete é completo e te permite visitar todos os locais incluídos nos circuitos turísticos 1, 2 e 3.

2- Circuito 1 (70 Soles) : Sítios Arqueológicos de Cusco: Inclui a visita de centros arqueológicos localizados em torno de Cusco: Sacsayhuamán, Q’enqo, Pucapucara e Tambomachay.

3- Circuito 2 (70 Soles): Circuito Turístico dos Museus e Vale Sul: Museu de Arte Contemporâneo, Museu Histórico Regional, Museu de Arte Popular, Museu de Sitio de Qoricancha, Centro Qosqo de Arte Nativo, Monumento al Inca Pachacuteq, Pikillaqta e Tipon.

4- Circuito 3 (70 soles) : Sítios Arqueológicos do Vale Sagrado dos Incas: Pisaq, Ollantaytambo, Chinchero e Moray.

Optei pelo Circuito 3, e iria fazê-lo no dia seguinte e no meu último.

Aproveitei ainda a parte da manhã para ir ao Museu Inka (Valor 10 soles) que é bem interessante e didático, tem até umas múmias lá dentro, e foi a primeira vez que vi uma, emocionante. Havia um homem fazendo apresentações dos instrumentos que os Incas usavam para fazer som de animais, e a perfeição destas imitações era perfeita e foi uma das coisas mais curiosas e interessantes que vi no Museu.

8

Foto: Entrada do Museu – Em muitos lugares do interior não são permitidas fotos.

9

Foto: As interessantes ruas no caminho do Museu.

Após algumas horas no Museu continuei meu tour pela cidade, entrei nas igrejas, andei bastante pelas ruas antigas, tirei foto com os peruanos, fiquei olhando bobeira nas lojinhas de rua e foi bem interessante.

12

Foto: Tive que dar umas moedinhas, mas não resisti a esta foto.

14

Foto: Ruas e muros antigos que dão um charme especial a Cusco.

16

Durante o tour fui abordado por um recepcionista e entrei em um restaurante em frente a Plaza de Armas, este dia estava com vontade de comer algo típico, e acabei escolhendo no menu por sugestão o Cuy, que nada mais é que o porquinho da índia, sim, o porquinho da índia é natural da América do sul, e não sei até hoje porque diabos colocaram este nome nele aqui o Brasil…rs rs rs. Aproveitei também o almoço para experimentar a Inka cola, e não gostei, achei muito doce, já o Cuy foi delícioso, apesar dos dentinhos…rsrsrs.

15-1

Foto: A Inka Kola, a bebida típica do Peru.

15

Foto: Cuy – Prato típico e delicioso apesar de medonho.

Depois do almoço fui ao centro Artesanal de Cusco que fica bem ao lado da estação de trem (Poroy), e de frente à uma pracinha muito simpática e da Av.El Sol. Era hora de comprar as encomendas da família e amigos.

_MG_3147

Foto: Artesanato peruano nas ruas de Cusco.

Aproveitei que já estava andando e conhecendo a cidade e passei no Mercadão Municipal, como eu disse, eu gosto muito de mercados e esse não foi diferente. Conheci muitos produtos diferentes, senti o cheiro das especiarias, vi a rotina e o dia a dia de Cusco e foi fantástico.

16.1

Foto: O mercadão de Cusco. Dá para ir a pé tranquilo da Plaza de Armas.

16.2

Foto: Mercadão de Cusco.

16.3

Foto: Choclos – Os Milhos grandes e este preto. Nunca tinha visto, e tinha de várias outras cores.

No fim do dia voltei para o Hostel e fui descansar, para no dia seguinte conhecer o Vale Sagrado de onde continuo o relato desta viagem.

A viagem continua…

Relato anterior: Puno.

Próximo relato: Vale Sagrado dos Incas.

NÃO POSSO DEIXAR DE …

PROVAR:

1- O Cuy.

2- A Inka Cola, vai que para o seu paladar ela te agrada.

 NOTAS:

  • Cusco é uma cidade com altitude média de 3.400 metros, muita gente nos primeiros dias passa mal com os males da altitude, então é bom separar um dia para descansar e se adaptar.
  • O Boleto parcial de turismo de Cusco vale por dois dias somente, ao contrário do completo que vale 10 dias, e isso ninguém avisa!
  • Pechinche sempre no Peru – Dá certo! Se for desistindo da compra, vão abaixando o preço.
  • Faça o Vale Sagrado antes de Machu Picchu.
  • O Museu Inka é o mais interessante e não esta incluso nos bilhetes turísticos.

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »