Lima- Peru

INFORMAÇÕES DE: Setembro de 2014.

ROTEIRO PARA: 2 dias.

TIPO DE VIAGEM: Mochilão de férias (Bolívia, Perú e Equador) – Parte VIII.

HOSPEDAGEM: Hostel Pariwana – Excelente.

SOBRE LIMA

Lima é a capital e maior cidade do Peru, localizada nos vales dos rios Chillón, Rímac e Lurín e banhada pelo Oceano Pacífico.Lima é também uma capital bem grande e sua população chega a quase nove milhões de habitantes, sendo sua área metropolitana de a quinta maior da América do Sul.

A capital do Peru me surpreendeu e muito! Principalmente o bairro de Miraflores, onde dá sensação até de estar em algum lugar da Europa. As regiões principais da cidade são limpas e muito organizadas.
Sua orla diferente com praias de pedras, belos parques e enormes falésias da um encanto todo especial na cidade. A noite o Bairro Barranco é todo boêmio, cheio de bares e restaurantes e bem legal de se conhecer!
Só sei de uma coisa, Lima me surpreendeu muito pela beleza e organização e vale a pena mais que dois dias aqui!

ROTEIROS

Dia 10:  Lima.

Cheguei de madrugada na rodoviária de Lima e já no caminho do hostel com o Taxi fiquei surpreendido com a cidade. O bairro Miraflores parece até que estamos na Europa! É lindo, limpo e super organizado!

Fiquei no Hostel Pariwana e foi um dos melhores hostel que já fiquei até hoje, e olha que já fiquei em hostel em 14 países diferentes! Muito bom mesmo e recomendo demais, além da localização privilegiada e custo benefício é bom.

Assim que o dia amanheceu acordei cedo e sai para conhecer o agradável bairro de Miraflores. O hostel fica em frente a uma bela praça, a Praça Kennedy, que é bem agradável, andei por lá e depois segui andando até a orla.

Na orla da cidade há um belo parque, o Parque do Amor, que foi criado em Miraflores no ano de 1993, em homenagem ao amor, o parque é cheio de frases românticas e tem um clima todo especial. Dizem que o por do sol aqui é lindo, mas não consegui conferir isso. então fica a dica aos casais apaixonados.

1

Foto: “El Beso”, do escultor Victor Delfín, símbolo do Parque del Amor.

9

Foto: A beleza do Parque do amor.

11

Foto: Vista geral do parque.

4

Foto: Deste parque temos uma bela vista para as falésias de Lima e de outras partes da orla como o farol da cidade.

5

Foto: Esportes radicais são comum na orla de Lima.

Como estava próximo já fui também caminhando até o Farol de a marina,um farol construído em 1900 para guiar as embarcações ao longo da costa.

7

Foto: Belo caminho até o farol.

8

Foto: Praças e jardins bem cuidados. Tudo no devido lugar.

6

Foto: O belo Farol.

Depois do farol, voltei todo o caminho e fui andando admirando os jardins da avenida Malecón até chegar no Lacomar Shopping.

3

Foto: A Orla de Lima com suas imensas falésias.

12

Foto: Isso mesmo, praia de pedras! Já viram um “trem” deste?

13

Foto: caminhada com paisagens de tirar o folego.

10

Foto: Reparem nos vasinhos de planta. Quanta organização. Bela capital o Peru tem, não?

O belo shopping centre é também uma atração turística, pois além de belo e moderno ele fica na beirada das falésias, ou seja, em um penhasco e tem várias lojas e restaurantes com uma vista incrível para o pacífico. Aproveitei para almoçar aqui e depois fui para a frente do shopping procurar negociar um taxi para o centro.

15

Foto: Entrada do Shopping Lacomar.

16

Foto: Esta foto da uma ideia da beleza deste shopping centre.

Fechei com um taxista 30 soles até o centro histórico da cidade, e uns 10-15 minutos cheguei lá .Desci direto na praça San Martín, bem linda e um dos espaços públicos mais representativos da cidade. Esta praça esta em um das áreas que em 1988 foram declaradas pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade. Esta praça ao contrário do que alguns pensam não é em homenagem a um santo cristão, ela foi erigida em honra do libertador José de San Martin, que com uma coligação de exércitos da América do Sul enfrentou e derrotou os espanhóis.

17

Foto: Praça San Martin.

Continuei andando no centro rumo a a Plaza Mayor, uma praça bem cuidada e limpa e depois segui para a sede do governo do Peru. Este é inconfundível porque terá vários guardas na frente e uma imensa bandeira do país hasteada.

20

Foto: Palácio do Governo.

21

Foto: Palácio do Governo e seus guardas na entrada.

Continuando o passeio fui para outro ponto tombado como patrimônio pela UNESCO, a catedral de Lima que tem um design quadrangular e estilo neoclássico. No ano 2005, foi renovada a iluminação da Catedral como parte de um projeto da Municipalidade de Lima. Durante a semana, a Catedral brinda aos turistas, o recinto religioso como museu, que conserva notáveis obras artísticas de épocas coloniais.

19

Foto: A bela catedral de Lima.

Fui também no Convento São Francisco construído há alguns séculos atrás. As duas paróquias disputavam a devoção e a contribuição dos fiéis. Infelizmente no convento franciscano, as fotos são proibidas. É de graça se juntar a um guia que conduz a visita pelos salões e capelas com grupos de no máximo 15 pessoas.

O que há de exclusivo neste lugar é a visita às Catacumbas, onde os mortos eram enterrados por séculos e séculos, e é possível ver ossadas.

22

Foto: Convento São Francisco.

Tem muitas atrações no centro histórico de Lima e é possível passar um dia todo por lá sem problemas, no fim da tarde fui em um dos shoppings centrais, que não me recordo o nome, e depois voltei para o Hostel.

Neste mesmo dia fui apresentado a Lima a noite por um peruano amigo de uma amiga brasileira, que nos colocou em contato. Daniel foi um “guia/amigo” muito simpático, foi me buscar no hostel de carro e me apresentou vários lugares na cidade como o bairro Barranco.

Barranco é um  bairro colonial boêmio de Lima, cheio de bons bares e restaurantes. Neste dia não tinha muito movimento no local por ser cedo e meio de semana, mas o clima do lugar é excelente, da vontade de passar um fim de semana inteiro aqui só bebendo cerveja…rs.

O bairro já foi um resort de verão da alta classe e depois se transformou em destino boêmio e hoje reúne casarões antigos, muitos deles transformados em restaurantes, bares e hotéis.

Daqui é possível chegar a pé na praia, mas Daniel não recomendou fazermos isso, ainda mais que estava com minha máquina grandona chamando ateção, então melhor seguir os conselhos de quem conhece, né?

Continuei admirando o bairro e cheguei a Puente de los suspiros, que é o símbolo do lugar e mística pra casais apaixonados. Esta ponte não é nada mais que uma construção de madeira de 1876.

23

Foto: Estação pela noite.

24

Foto: Barraco pela noite com suas ruas estritas entre bons bares e restaurantes.

Dia 11:  Lima.

Hoje era meu último dia no Perú e como já tinha andado pelos lugares que desejava do centro histórico fui  conhecer o centro arqueológico de Miraflores que é bem interessante.

Huaca Pucllana é um sítio arqueológico pré-inca de tijolos de adobe, que difere das construções incas, que eram feitas em pedra. Huaca foi o centro cerimonial e administrativo até o ano 700 d.C. O local hoje está aberto a visitação e conta ainda com manequins espalhados recriando antigos rituais, que incluíam até sacrifícios humanos no topo da pirâmide.

31

Foto: Entrada do sítio arqueológico. O tour é guiado.

30

Foto: Manequins por todos os lados, mostrando a rotina do lugar no passado.

29

Foto: Túmulos.Estes povos faziam constantemente sacrifícios humanos pra seus Deuses. Geralmente estes sacrifícios eram feito com pessoas da Elite, ou seja, por ser sacrifício tinha que ser alguém importante.

28

Foto: Uma vista geral do sítio arqueológico de Miraflores.

27

Foto: Detalhes da construção.

26

Foto: Mais simulações da rotina de trabalho dos antigos moradores do local.

Após esta visita andei mais por Miraflores e fui comprar algumas coisas que estava precisando. No fim da tarde rachei o taxi com uma Holandesa até o aeroporto e no caminho pude ver a parte feia do Peru e toda aquela sensação de capital limpa e linda foi se perdendo. Ás 21:20 eu ia pegar o voo pra Quito.

Neste mesmo voo, encontrei o meu amigo de tempos de faculdade que ia continuar a viagem comigo.

A viagem continua…

Relato anterior: Nazca.

Próximo Relato: Laguna Quilotoa – Equador.

NOTAS:
1- Taxi no Peru é bem barato!

2- Lima é uma cidade para se ficar mais de 2 dias.

3- Fique em Miraflores.

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »