Machu Picchu – Peru

INFORMAÇÕES DE: Setembro de 2014.

ROTEIRO PARA: 1 dia.

TIPO DE VIAGEM: Mochilão de férias (Bolívia, Perú e Equador) – Parte VI.

HOSPEDAGEM: Bate e volta de Cusco.

SOBRE MACHU PICCHU

Machu Picchu (“velha montanha”) só foi descoberta em 1911 por ser um local cercado e protegido por montanhas a 2.400m no vale do rio Urubamba. As ruínas encontram-se ainda muito bem conservada devido ao alto grau de conhecimento de engenharia dos Incas usado para sua construção. O lugar foi elevado à categoria de Patrimônio mundial da UNESCO, por sua beleza e importância histórica.
Construída no século XV, sob as ordens de Pachacuti, o local é o símbolo mais típico do Império Inca, e é conhecida como a cidade perdida. Apenas cerca de 30% da cidade é de construção original, o restante foi reconstruído.
Machu Picchu é constituída por duas grandes áreas: a agrícola formada principalmente por terraços e recintos de armazenagem de alimentos; e a área urbana, na qual se destaca a zona sagrada com templos, praças e mausoléus reais.
Para visitar este famoso sítio arqueológico temos que ir até Águas Calientes, uma cidadezinha no meio das montanhas, na beira de um rio, com muitos bares e restaurantes.. super aconchegante!!

ROTEIRO.

Dia 08 – Machu Picchu e Águas Calientes.

Foi extremamente cansativa minha ida pra M.P , o plano inicial era ir de Ollamtaytambo e as 19h00, depois do passeio do Vale Sagrado, ir para Águas Calientes e dormir por lá por dois dias para poder subir Huayna Pichu (a montanha símbolo de M.P), mas por falta de passagem de trem, tive que mudar minha programação.

Comprei minha entrada de M.P aqui do Brasil pela internet com antecedência, mas esqueci e nem pensei na verdade em comprar  minha passagem de ida para Águas Calientes.

Assim, para ir a Águas Calientes sai as 3h30min de Cusco rumo a Ollamtaytambo e as 6h10min peguei o trem para Macchu Picchu. Foi muito caro, o “zói” da cara, $ 120 dolares (ida e volta). Há outras alternativas mais baratas e menos cômodas, mas eu não tinha tempo, pois meu cronograma estava apertado e tive que optar por esta. O caminho do trem é lindo demais e a viagem super agradável.

trem

Foto: A viagem de trem é muito cara, mas excelente, tem café da manhã, lanche, o teto é de vidro, e a paisagem incrível, tornando este trajeto um passeio a parte.

Cheguei as 7h40min em Águas e as 8h25min subi rumo ao santuário, em uma estrada incrível. Para subir até as ruínas precisa pegar um ônibus que custa $ 10, e não tem como fugir dele, pois o caminho é longo e bem inclinado, o visual da estrada é demais.

22

Foto: O Visual da estrada para chegar a M.P é um show a parte. Estrada estreita na beira das montanhas com paisagens como esta o caminho todo.

As 9h00min cheguei e comecei com um guia o tour e fiquei lá a manhã toda. Meu ingresso para subir Huayna era para as 7h00, então perdi, minha maior tristeza foi não ter subido a Huayna Picchu.

Depois das explicações, fiquei andando admirando as ruínas e fotografando. É lindo e incrível ver como é perfeita a engenharia e conhecimento dos Incas e a escolha do local para construção da cidade cercado por montanhas é espetacular.

Quando estamos lá percebemos como M.P, a cidade perdida do império Inca, é realmente escondida entre as montanhas, totalmente rodeado por elas, o que devia passar com certeza uma sensação de segurança para seu povo e deixá-la difícil de ser encontrada.

4

Foto: Após uma pequena trilha temos este visual Incrível com a montanha símbolo do lugar (Huayna Picchu).

6

Foto: M.P por completo. O conhecimento de engenharia Inca era tão grande e este é um dos motivos de M.P estar de pé até hoje. O escoamento da água das chuvas, estruturas contra abalos sísmicos, tudo foi pensado.

7

Foto: A cidade perdida do império Inca está tão escondida, que só percebemos no local como ela é formada por uma espécia de muralha com as montanhas protegendo tudo.

1

Foto: A foto praxe. rs.

8

Foto: Incrível de se conhecer, o complexo tinha a parte industrial, escola para meninos e meninas, centro de astrologia.

21

Foto: Mais foto praxe.

25

Foto: A área agrícola de M.P.

11

Foto: O relógio Inca.

27

Foto: Os espelhos d’água eram usados para estudar o céu, eles refletiam o céu e assim eles o observavam e estudavam.

26

Foto: muita pernada para andar tudo, tem que ter uma paradinha para descanso de vez em quando.

24

Foto: Usavam esta pedra para se direcionarem. Foi construída a partir do cruzeiro do sul como referencia. aqui o guia usou minha bússola do meu celular para comprovar.

23

Foto: Mais detalhes de M.P.

15

Foto: Após as explicações, podemos ficar por horas caminhando neste lugar incrível, e agora é a hora de fotos e observar cada detalhe.

14

Foto: Machu Picchu.

13

Foto: As montanhas e uma parada para descanso.

12

Foto: Os detalhes de M.P – Janelas.

10

Foto: As pedras retratam as montanhas ao fundo. Na cultura Inca não só o homem é o centro e a importância do universo. Todos os serem vivos ou não devem ser respeitados, assim eles representavam as montanhas, por respeito e para cultuá-las.

9

Foto: Templo das oferendas.

Para descer de bus pra Águas Calientes são mais $10, sim, tem que pegar o ônibus de novo e foi uma surpresa pra mim. rs

Cheguei umas 14h00min almocei e fui conhecer e fotografar águas Calientes. Bem interessante e charmosa  a cidade. Encontrei os amigos paranaenses que havia feito no passeio do vale sagrado e fiquei tomando umas com eles até meu trem de volta, que era só as 22h00 pra Ollamtaytambo, de onde peguei uma Van da Agencia até Cuzco. Cheguei as 1h37min, quase 24 horas acordado!!

Mas que dia perfeito! Mais um sonho realizado!

3

Foto: Fonte em Águas Calientes. Uma cidade pequena mais muito charmosa.

2

Foto: As linhas de trem que chegam na cidade.

19

Foto: Bela Fonte em Águas Calientes, cidade porta de entrada para M.P.

18

Foto: Sempre escutamos relatos de que a chuva causa estragos em Águas Calientes. Quando chegamos na cidade entendemos isso perfeitamente, pis ela fica nos pés das montanhas e toda água escorre para cá. Acho que com a foto podemos entender um pouco. 

17

Foto: Crianças sendo crianças. rs. 

Roteiro da viagem:

Relato anterior: Vale Sagrado

Próxima parada: Nazca.

NOTAS:

1-  Se comprar sua entrada para M.P com antecedência compre também a passagem de trem, para não acontecer o que aconteceu comigo e ficar sem opção e acabar com a sua grana toda.

2- Águas Calientes é bem agradável, gostaria muito de ter ficado mais um dia lá, ou pelo menos dormido, mas este erro de programação fez eu mudar meu plano inicial.

3- A viagem pela PeruRail partindo de Cusco é menos da metade do valor que paguei.

4- Você tem outras opções mais baratas para Chegar a Águas Caliente:

– Fazendo o passeio do Vale Sagrado e descendo em Ollamtaytambo para pegar o trem de lá.

– Ir de Carro/Van até a Hidrelétrica e andar de 2 a 3 horas até Águas.

As agências da cidade dão assistência para estas alternativas mais baratas.

5- M.P é um lugar visitado o ano todo, por isso é importante garantir a entrada com antecedência pelo site: http://www.machupicchu.gob.pe/. Por ser uma área de proteção tem limite de entrada diário.

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estesHTMLtags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »