Nazaré

Nazaré é conhecida por suas ondas gigantes que assustam e encantam a todos, porém, o que poucos falam é como essa cidadezinha é encantadora e simpática. Sério, a vontade é de ficar aqui por dias.

INFORMAÇÕES DE: Setembro de 2019.

ROTEIRO IDEAL: 1 dia.

TIPO DE VIAGEM:  Viagem independente com família – Parte VI.

HOSPEDAGEM:  – Hotel Residencial Caravela – 69 € / dia  – R$ 331,00.

Fiz bate e volte e estava hospedado em Lisboa. Saiba mais e veja todas as avaliações deste hotel: Aqui.

Onde se hospedar em Nazaré?

Os lugares mais procurados para se hospedar na cidade são:

  • Praia da Nazaré: parte baixa da cidade e com melhor infraestrutura. Ideal para quem gosta de explorar tudo a pé. Dê preferência a quarteirões próximos a Avenida da República.
  • Sítio da Nazaré: parte alta da cidade, onde estão as igrejas e o acesso ao farol e praia do norte – onde estão as ondas gigantes.

Consulte e reserve sua estadia em NAZARÉ pelo BOOKING.COM – O bookinkg.com tem as melhores ferramentas de busca de hospedagem do mercado, que juntas ajudam você a decidir pela melhor opção.

Booking.com

SOBRE NAZARÉ

Nazaré é uma pequena vila portuguesa com cerca de aproximadamente 10,3 mil habitantes, e está localizada em um município de mesmo nome, e rodeada por outros dois municípios: Valado dos Frades e Famalicão.

Conhecida no mundo todo, principalmente por possuir as maiores ondas do planeta e os recordes mundiais de surf, a cidade também é reconhecida por suas histórias, que remontam de 1912, quando ainda era chamada Pederneira.

Portugal é cheio das aparições, não é mesmo?! E em Nazaré não é diferente. O nome da cidade originou-se devido uma lenda, onde Nossa Senhora de Nazaré apareceu para salvar o D. Fuas, um alcaide do Castelo de Porto de Mós.

Mas não se engane, e pense que Nazaré é apenas dar uma olhada nas ondas gigantes e ir embora, pois essa pequena e simpática cidade é muito mais que isso. Aqui você vai encontrar história, belas praias e ótimos restaurantes.

Um lugar perfeito para pelo menos um dia todo do seu roteiro.

Como chegar a Nazaré?

1- Comboio (Trens)

Chegar à Nazaré de comboio não é uma boa pedida. A viagem dura cerca de 3 horas e você chega em Farmalicão de Nazaré, uma parte da cidade que fica há 9 km de distância do centro e principais atrações.

2- Ônibus

Esta é uma ótima opção para quem vai conhecer por conta própria, independentemente de onde está partindo.

Informações úteis para a viagem de ônibus:

  • Empresa: Rede-expressos – Consultar preços e horários.
  • Tempo de viagem: 1 hora e 50 minutos.

3- Agências de Turismo

Essa é a forma mais usual dos turistas conhecerem a cidade, de passagem, conciliando a visita com outras atrações, como eu fiz, em um bate volta bem otimizado partindo de Lisboa.

Para quem quer realmente conhecer Nazaré, não é um opção legal, pois não verá e fará quase nada, apenas pisará na cidade de passagem. Porém quem não tem muito tempo de viagem e está desbravando rapidamente a região, é uma ótima alternativa.

Fiz meu passeio que escrevo aqui com a TourOn, uma empresa brasileira de confiança, de onde podemos comprar nosso tour de maneira fácil e rápida e ainda parcelar.

  • Valor do Tour – Paguei na época: R$ 72 E – R$ 345,60.

O tour foi ótimo, conhecemos na mesma viagem bate e volta:

  • Óbidos.
  • Mosteiro de Alcobaça.
  • Nazaré.
  • Mosteiro da Batalha.
  • Santuário de Fátima.

Vou falar neste post somente de Narazé, porém teremos dicas de todos estes lugares no Quero Mochilar -> Aqui.

Saber mais sobre este e outros passeios em Portugal pela TourOn: AQUI.

GET YOUR GUIDE: Mais opções de passeios com empresas de confiança.

4- Carro

Nazaré está a 122 km de Lisboa e 214 km de Porto. E conhecê-la de carro é uma ótima pedida, pois poderá fazer durante o deslocamento um trajeto que inclui passagem por vários pontos de interesse pelo caminho.

Praia de Nazaré

O acesso até a cidade se dá por ótimas rodovias, todas bem sinalizadas, portanto não tem erro. Ainda mais que dirigir por aqui tem ainda mais duas facilidades para nós brasileiros:

  • Língua: Não temos esta barreira para pedir informações e ler placas.
  • Carta de motorista: Podemos usar nossa carteira sem necessidade de tirar a PID (carteira internacional).

Dica: Vai alugar carro? Quanto maior a antecedência da reserva melhor o preço. A Rents a car, tem uma ferramenta ótima de pesquisa, onde você pode ver o preço de todas as locadoras de um mesmo lugar. Faça uma cotação!

Cupom de desconto para sua primeira reserva: RENT5OFFF – 5%.

Quando ir a Nazaré?

A primeira coisa que temos que saber: AS ONDAS GIGANTES NÃO ACONTECEM O ANO TODO.

Isso mesmo, fui sem saber e quando cheguei lá me decepcionei. Achei que era normal, que todo dia elas estavam lá lindas e imponentes, mas não é bem assim.

As ondas gigantes de até 25 metros, ocorrem com maior frequência no inverno, e mesmo assim, não é todo dia que temos o privilégio de contemplá-las.

De modo geral a época das grandes ondas é entre Outubro e Março, e mesmo assim neste período há poucas grandes ondulações.

Pesquise aqui para aumentar sua chance: Histórico – Anos anteriores .

Para quem faz muita questão de conhecer as grandes ondas, deixe o roteiro da sua viagem à Portugal flexível e fique de olho nas previsões com uma semana de antecedência. Quanto mais próxima a previsão melhor, uma semana podem ainda errar: Verifique previsões aqui.

OBS: A ondulação tem de ser superior a 3 metros, o período de onda maior que 13 segundos e o vento um pouco offshore e de norte.

Agora esquecendo as ondas…

Por ser uma cidade de praia, a temporada e melhores meses para conhecer Nazaré é no verão e nos meses que o antecedem ou o sucedem.

  • Alta temporada: Julho, agosto, setembro.
  • Meses bom para ir (ainda quente, porém mais vazios): Abril, Maio, Junho, e Outubro.

Um resumo dos meses do ano na cidade:

  • Meses mais quentes: Julho, Agosto e Setembro
  • Meses mais secos: Julho e Agosto
  • Meses mais frios: Janeiro, Fevereiro e Dezembro
  • Meses mais chuvosos:Janeiro, Fevereiro, Outubro, Novembro e Dezembro

Para saber um pouco mais das estações do ano em Portugal de forma geral, clique aqui.

Segurança em Nazaré

Assim como em todo país, Nazaré é super segura. Podemos andar tranquilo por suas ruas, tanto de dia quanto à noite. Só tomar os cuidados básicos que nós brasileiros já somos acostumados que você não terá problema, a chance de te acontecer algo aqui é mínima.

Falando em segurança: Você já tem seguro viagem? Não? 
Viajar sem é loucura, portanto nunca faça isso!

O Quero Mochilar fechou parceria com uma famosa marca de seguro viagem que compara o preço de várias seguradoras em um só lugar. Confira fazendo uma cotação neste link e tenha desconto com o cupom: QUEROMOCHILAR5. 

ROTEIRO PARA NAZARÉ

Dia 05 – 22/09/2019.

Meu Roteiro

Como disse, nesta viagem estava com meu pai, e busquei neste dia fazer um tour que começava por Óbidos e terminaria em Fátima, um bate e volta de Lisboa bem completo.

Partimos de Lisboa às 9h00 e às 18h30 estávamos de volta na cidade.

A viagem começou por Óbidos, e em seguida fomos conhecer o famoso Monastério de Alcobaça, e só depois passamos em Nazaré, onde almoçamos.

Infelizmente, nestes tours super otimizados (vários lugares em um dia bate e volta), acabamos que não temos chance de explorar a cidade, mas conhecer assim é uma escolha, nunca conseguimos fazer tudo mesmo em uma viagem, não é mesmo?

Mas Nazaré deixou um gostinho de quero mais muito forte, ainda mais que nem uma onda gigante eu vi…

Cenas do cotidiano ao chegar na cidade – peixes no sol.

Agora vamos lá…

O que fazer em Nazaré?

Quase não conheci a cidade, praticamente só almocei lá e vi o mar, mas vou deixar as dicas todas pra vocês.

A cidade é dividida em duas partes:

Parte 1: Praia de Nazaré

O único lugar que conheci, e já me encantei.

Essa é a praia mais famosas da cidade, possui uma ondulação forte, e é muito indicada para natação, surf e outras atividades aquáticas.

Praia de Nazaré – grande faixa de areia e belas paisagens.

Por ser extensa, em frente a praia encontramos um belo calçadão e uma ciclovia. A praia possui uma ótima faixa de areia para prática de esportes ou se quiser simplesmente tomar um sol. Ela é considerada uma das melhores praias de Portugal e lota no verão.

Vista da orla e calçadão.

Em frente a Avenida da Republica há vários restaurantes, lojas de souvenir e etc… ruinhas super lindas! Uma delícia caminhar por aqui.

Ruas próximas ao calcadão

Funicular

Daqui de baixo (Praia de Nazaré) pode-se subir até ao Sítio de Nazaré, através do funicular. O funicular tem mais de 100 anos, e está aqui desde quando funcionava a vapor.

  • Horário de funcionamento: Das 7h15 às 21h30 (a cada 15 minutos) e das 21h30 às 24h (a cada 30 minutos).
  • Preço: 1,20 € (adulto) e 0,70 € (criança).
  • Duração do trajeto: 15 minutos.

Agora que sabe onde chega no Sítio de Nazaré, vamos para a parte de cima da cidade.

Lá no fundo o antigo funicular.

Parte 2: Sítio da Nazaré

Infelizmente não tive tempo de conhecer o principal bairro da cidade, onde ela nasceu. E creio que só podemos dizer que conhecemos Nazaré, se o conhecermos ele por completo. Uma pena a excursão não ter explorado mais esta parte da cidade.

Localizado no alto de uma montanha, foi aqui onde foi avistada Nossa Senhora de Nazaré. O acesso até o bairro pode ser feito: de carro, a pé (subindo escadas) ou pelo funicular.

Os principais pontos turísticos aqui são:

  • Santuário da Nossa Senhora da Nazaré: Fica na praça principal e consiste em um templo muito importante, dedicado a Santa de Nazaré. A igreja do santuário é do século XVII e foi construída pelo rei D. Fernando, para guardar a imagem da virgem, após a crescente peregrinação que estava acontecendo na época.
  • Miradouro do Suberco: Este é um belo mirante à 100 metros do nível do mar. Daqui podemos ver toda a região da Praia da Vila. Recomenda-se conhecê-lo no amanhecer ou entardecer.
  • Ermida da Memória: Também conhecida como Capela da Memória, é o ponto mais importante da fundação da vila de Nazaré. Foi construído por D. Fuas Roupinho, o alcaide que avistou Nossa Senhora de Nazaré.

Segundo a lenda, Fuas quem era um caçador, em uma das suas caçadas perseguia um veado que corria na direção do penhasco, quando o mesmo desapareceu no precipício, nesse momento ele estava em seu cavalo a toda velocidade e então rezou, pedindo ajuda à Virgem, quem lhe respondeu, fazendo o cavalo parar no limite do penhasco, salvando sua vida.  

Como agradecimento ele construiu a Ermida da Memória

  • Forte de São Miguel Arcanjo: Localizado próximo à Praia do Norte e é aqui que está o Farol de Nazaré, o melhor lugar para ver as ondas gigantes. Aqui acontece uma ilusão de ótica e as fotos ficam incríveis.
Infelizmente não subi, mas pelo menos o vi da Praia de Nazaré
  • Praia do Norte

Esta é a praia das famosas ondas gigantes e onde são realizados os campeonatos de surf. Uma das praias mais extensas da cidade, sendo rodeada por por dunas, bosques e pinheiros.

É aqui que aconteceu o maior recorde mundial de onda já surfada, uma gigante de 30 metros de altura, e foi dominada por Garret McNamara, em 2011.

E é isso tudo pessoal, que Nazaré tem e eu mal conheci. Um lugarzinho que ainda volto em Portugal, tenho certeza.

E DAÍ, QUANTO FICA A BRINCADEIRA??

Infelizmente não tive tempo de entender os custos de Nazaré para te ajudar. Meus gastos neste dia foram:

  • Tour com a empresa brasileira TourOn (O que eu fiz):  72 € – R$ 345,60 – Saí de Lisboa às 14h30 e retornei às 20h00. Este tour passou por diversas outras cidades, como citei acima.
  • Almoço em Nazaré: Restaurantes com preços de bons pratos na faixa de 10 € à 25 €.

NÃO POSSO DEIXAR DE PROVAR…

Almocei aqui, e comi um macarrão com frutos do mar deliciosos. E não é para menos, a gastronomia da cidade é baseada principalmente em peixes e mariscos.

Restaurante Até Q Enfim – Praia de Nazaré – Ótimo – 12,50 € (R$ 60,00)

Pratos típicos da cidade:

  • Caldeirada: cozido de diferentes peixes.
  • Sardinhas doces (sim peixe – não experimentei).
Chopps (que aqui não são chamados assim) na faixa de 1,40 € à 2,00 €

LIÇÕES APRENDIDAS.

  1. Nazaré é muito procurada como ponto de parada (pernoite) no trajeto Lisboa – Coimbra.
  2. Quem faz questão de ver as ondas e está com roteiro com dias contados recomenda-se ficar pelo menos 2 semanas na região. Ou deixar para programar sua ida para Nazaré no seu roteiro, de acordo com o tempo (clima) – Deixar roteiro flexível.
  3. Para quem tem dias no cronograma, pode-se fazer todo esse roteiro em um dia e isso é o que recomendo. Comece pelo Sítio de Nazaré e termine nos bares e restaurantes da Praia de Nazaré.

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS.

Acesse o Artigo: Dicas úteis de Portugal, para saber mais sobre:

  • Fuso horário.
  • Moeda local.
  • Chip de celular

A VIAGEM CONTINUA…

Gostou? Compartilhe! Tem alguma sugestão ou atualização de informação? Enriqueça a pesquisa de seus amigos nos comentários. Além de ajudar o próximo viajante é super importante a opinião de vocês para o blog.

QUEM PODE TE AJUDAR?

TourOn: Empresa brasileira parceira do Quero Mochilar com vários tours por Lisboa e outras cidades. Confiram os preços e garanta sua vaga.

CLICK AQUI.

  • Get your Guide: Empresa internacional com todos os tours possíveis em Portugal, incluindo vários bate volta de Lisboa para outras cidades. Confiram os preços e tours AQUI.
  • Tiqets: Outra empresa internacional com vários tours pelo país.

CLICK AQUI.

Vai viajar? Planeje toda sua viagem pelo Quero Mochilar!

O Quero Mochilar tem te ajudado com dicas e roteiros para o seu planejamento? Então que tal nos ajudar sem pagar nada a mais por isso, simplesmente fechando sua viagem com os serviços oferecidos pelas parceiras do Blog.

GARANTA AQUI

SEGURO VIAGEM – HOSPEDAGEM – ALUGUEL DE CARRO – TOURS – PASSAGENS AÉREAS – RESERVAS – CHIP DE CELULAR

Além de garantir sua programação com segurança, você estará ajudando a manter o site no ar cheio de dicas para você, sem gastar nada a mais por isso.

Siga-nos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »