Puerto Natales

Puerto Natales é muito mais que um ponto de parada para o Parque Nacional Torres del Paine. Uma cidade pequena, porém super organizadinha, charmosa e também privilegiada por estar rodeada de belas paisagens e história, além de ser, é claro, uma ótima pedida para quem quer descansar das longas trilhas da Patagônia.

INFORMAÇÕES DE: Novembro de 2018.

ROTEIRO PARA:  1  dia.

TIPO DE VIAGEM:  Mochilão de Férias Patagônia e Terra do Fogo – Parte V.

HOSPEDAGEM:  WILD HOSTEL – $ 21 USD – R$ 78,00 / dia – Com café da manhã.

Valor para quarto misto com 6 pessoas e banheiro compartilhado. Gostei bastante do hostel, achei bem organizado, limpinho e com uma equipe ótima, além de bem localizado. Há também no hostel uma cozinha com ótimos lanches e cervejas artesanais deliciosas. Próximo daqui estão também ótimos restaurantes e alguns supermercados.

Consulte e reserve sua estadia pelo BOOKING.COM nos atalhos do blog, estas reservas viram pequenas comissões, VOCÊ NÃO PAGA NADA A MAIS POR ISSO,  e estará ajudando o Blog a se manter no ar, monetizando nosso trabalho e rendendo ótimas dicas para você.

Booking.com

SOBRE PUERTO NATALES

Sendo uma das principais cidades da Patagônia, Puerto Natales é uma cidade pequena, com menos de 20 mil habitantes, e está a 247 km a noroeste de Punta Arenas, outro importante centro urbano chileno.

A cidade se estruturou e ficou conhecida, principalmente, por ser a porta de entrada para quem quer conhecer o parque mais famoso do país, o Torres del Paine. Por ser muito procurada Puerto Natales é bem estruturada, além de limpinha e organizada. Confesso que fiquei encantado por esta cidadezinha.

Dá sua orla, às margens do Fiorde Última Esperanza, temos uma impressionante vista para as belas montanhas que cercam a cidade e seu pequeno porto – uma paisagem de se apaixonar e admirar por horas.

Puerto Natales é conhecida também por possuir uma cultura forte campesina e pescadora, e por tudo isso, esta cidade merece pelo menos um dia inteiro do seu roteiro.

Como chegar em Puerto Natales?

1- Chegar por Aeroporto

1.1- Aeroporto de Punta Arena – Carlos Ibáñez del Campo

O aeroporto mais próximo fica em Punta Arena, a 250 km, de onde partem ônibus regulares para a cidade. Principalmente das empresas:

Estas são as empresas mais conhecidas e indicadas, e os valores médio que encontrei na data foram:

  • Passagem ônibus: $ 8.000 CLP (R$ 50,00).
  • Duração: 3 horas.
  • Gasto extra: Táxi até rodoviária: $ 1.500 CLP (R$ 9,38) .

1.2- Aeroporto: El Calafate – Argentina.

Um pouco mais distante, mas não muito, está o aeroporto de El Calafate, de onde também optam por chegar grande parte dos turistas que passam por esta região. De lá, também partem ônibus regulares para Puerto Natales, porém esta viagem pode durar até 5 horas, devido a passagem pelas aduanas da Argentina e Chile.

Se você estiver vindo do lado argentino da Patagônia, as empresas mais comuns são:

Os valores médios da passagem são:

  • Passagem ônibus: $ 600 ARS – R$ 70,59.
  • Duração: 4 a 5 horas.

Esta foi a opção que escolhi, com a empresa Bus Sur, e detalho para vocês como foi a minha experiência na descrição do roteiro.

Foto: Um pouquinho da beleza de paisagem que te espera na Avenida Costaneira.

Mapa Localização: Punta Arena – Puerto Natales – El Calafate.

Quando ir a Puerto Natales?

Como já podemos imaginar, independente da época do ano aqui é: FRIO! A temperatura média anual da cidade, para se ter uma idéia, é de 10 graus.

Como em toda Patagônia a estação do ano mais procurada, e também a alta temporada é o verão. Nesta época além do clima mais agradável para as trilhas, os dias são mais longos, o que da para aproveitar bem mais a sua estadia. É nesta época, principalmente entre os meses de novembro e fevereiro, que os dias são mais limpos e a possibilidade de deslumbrar as belas paisagens com ótimas fotos é maior.

Na alta temporada (dezembro a fevereiro) as opções de hospedagem na cidade podem ficar escassas rapidamente, sendo importante a reserva com antecedência .

No outono, mesmo que um pouco mais frio, ainda é possível aproveitar a região e os parques, sendo também uma ótima época para se viajar pra lá, já com menos turistas, ou seja, mais barato. Nesta estação ainda a vegetação ganha mais cores e os bosques ficam ainda mais belos com suas árvores em tons de vermelho.

O inverno (junho a setembro) é lindo, todos dizem, porém a temperatura nessa época pode chegar a -10 C e os dias são mais curtos, com poucas horas de luz. As trilhas dos parques estão fechadas, portanto não indicado para quem quer aproveitar para ir em Torres del Pains. Nesta época há menos opções de restaurantes e hotéis também.

Recomendo ler para planejar sua viagem: Como planejar uma viagem para patagônia?

 Segurança em Puerto Natales.

Puerto Natales é uma cidade super segura. Por ser pequena é bem tranquila. Andei por lá a noite, de dia e sempre sozinho e não tive problema algum, muito menos me senti inseguro. Isso não que dizer que não devemos ser cautelosos, aliás, continuamos na América do Sul e sabemos muito bem como a banda toca por estas bandas do mundo… rs.

Foto: Vi estas placas nas ruas, porém me disseram que nunca ocorreu nenhum e que não creem que irá ocorrer um dia… rs.

Falando em segurança: Você já tem seguro viagem? Não? 
Viajar sem é loucura, portanto nunca faça isso!

O Quero Mochilar fechou parceria com uma famosa marca de seguro viagem e esta com preços imbatíveis. Confira fazendo uma cotação no banner publicitários deste artigo, ou saiba mais sobre os benefícios de fechar o seguro viagem com a gente neste link: Saiba mais. 

ROTEIRO PARA PUERTO NATALES

Dia 7 e 8 – 24/11/2018  à  25/11/2018

Dia 7 – 24/11/2018 – Chegada a Puerto Natales

Para chegar a Puerto Natales sai de El Chaltén, e foi o dia todo viajando. Não que a viagem dura o dia inteiro, eu que optei por não fazer nada, absolutamente nada mesmo, reservei o dia para descansar os pés… rs.

Meu itinerário cansativo foi assim:

  • Saída El Chaltén: 7h30 ($580 ARS – R$ 68,24).
  • Duração da viagem: 3 horas.
  • Chegada El Calafate: 10h30.
  • Espera próximo ônibus: 6 horas.
  • Saida El Calafate: 16h30 ($ 600 ARS – R$ 70,59).
  • Duração: 5 horas.
  • Chegada em Puerto Natales: 21h30 min.

Saí de El Chaltén no primeiro ônibus para El Calafate, nem vi a viagem, fui dormindo a maior parte do tempo. Cheguei cedo e tinha 6 horas de espera até o meu ônibus para Puerto Natales. Preferi ficar por aqui, pois se eu fosse até o centro ia ficar andando, além de gastar com táxi e guarda volume, assim, escolhi ficar na rodoviária mesmo, lendo.

Sobre a Rodoviária de El Calafate:

Algumas observações importantes sobre a rodoviária:

  • Há wi-fi gratuito e funciona bem – quando a rodoviária está vazia.
  • Tem ponto de informação turística.
  • Não há lanchonetes dentro, mas bem próximo do lado de fora há.

Almocei por aqui mesmo, em uma lanchonete do lado de fora da rodoviária, um parmigiana delicioso.

Sobre a viagem da Argentina para o Chile:

Fiquei 6 horas na rodoviária e descobri só na hora do embarque que para entramos no ônibus que vai para o Chile, temos que ir em um dos caixas e pagar uma taxa de $ 10 ARS (R$ 1,18). Portanto, fica a dica para pagarem esta taxa assim que chegarem, ok… rs.

Por estarmos trocando de país, passamos por duas aduanas. A primeira, mais tranquila, onde estamos só regularizando a saída da Argentina, e a segunda, um pouco mais complexa, pois estamos entrando no Chile. Com esta burocracia toda, acaba que a viagem atrasa um pouco.

Lembre-se: Você está trocando de país: Evite sair com produtos orgânicos, como frutas e sementes e seguir as regras de declaração a risca. Vão te perguntar também onde ficará hospedado, portanto, já decore o nome da sua hospedagem.

Chegada a Puerto Natales.

Em torno das 21h30 cheguei na cidade. O sol estava quase se pondo, na verdade quis dizer que ainda era dia, pois chovia, ventava muito e fazia bastante frio.

Foto: Dia seguinte eu tinha esta vista, quando cheguei não via nada disso… rs.

A rodoviária é bem próxima ao hostel que fiquei – o Wild, chegando lá haviam vários táxis. Peguei um, por $ 1.800 CLP (R$11,25) e logo cheguei no meu hostel.

Me alojei, perguntei sobre a redondeza e fui comer algo na rua, para depois descansar, pois no outro dia, havia reservado o dia todo para conhecer Puerto Natales.

Dia 8 – 25/11/2018 – Conhecendo Puerto Natales

Mais um dia especial chegou, o dia de conhecer esta cidadezinha chilena super simpática.

Acordei cedo, tomei meu café da manhã e estava todo animado, até que, caiu minha ficha: era domingo. Em momento algum do meu planejamento parei para pensar que o dia que escolhi para conhecer Puerto Natales seria domingo, dia que a maioria das atrações nem abrem.

Foto: Me planejando – Apontando o hostel.

Meu plano inicial era ir direto ao centro de informações turísticas, e de lá eu definiria o que fazer, e assim, arrisquei, passei lá para me programar mesmo sabendo que poderia estar fechado.

1- Centro de Infomações turísticas

Horários de funcionamento:

  • Segunda a sexta: 8h30 às 18h00.
  • Sábados e feriados: 10h00 às 18h00.
  • Domingo: Fechado

Contato: infornatales@sernatur.cl

O CAT fica na Avenida Costaneira, um ponto obrigatório de visita na cidade, e por isso mesmo, ir até lá não era tempo perdido, mas como estava prevendo desde o princípio, estava fechado. Aproveitei o momento e fui explorar a Avenida e as belas paisagens que temos daqui.

2- Avenida Costaneira (Av. Pedro Montt) – A orla da cidade.

Não há maneira melhor de iniciar seu passeio em Puerto Natales, aqui, além de uma bela vista, você vai encontrar vários dos monumentos e símbolos da cidade.

Foto: Avenida Costaneira.

2.1- Muelle Histórico: Como o próprio nome da cidade diz, aqui é um porto, e este monumento é uma doca remanescente antiga, que hoje se tornou um dos principais cartões postais de Puerto Natales.

Foto: Muelle histórico.

Sua história: Durante o boom econômico que a cidade viveu, uma empresa chamada Braun Blanchard, construiu este cais. Na década de 20, ele foi incendiado por trabalhadores durante uma grande revolta, e deste incêndio sobraram apenas toras de madeira que nós vemos hoje. 

Além da doca, por aqui também podemos observar as aves da região. Estão sempre por lá: Cisnes de pescoço preto e vários outros, digamos tipos de patos…rs.

Foto: Patos e o Cisne de Pescoço Preto.
Foto: Vários Cisnes a frente da doca.

Uma dica que não fiz, mas me recomendaram: Procure conhecer a avenida costaneira no pôr do sol.

Andando ainda na avenida costaneira, um pouquinho depois da doca, encontramos outros famosos monumentos.

2.2- Monumento La Mano: Às margens do Fiorde Última Esperanza,  bem próximo ao muelle histórico, encontramos esta interessante obra do artista Mario Irarrázabal. O monumento consiste em uma réplica da famosa escultura uruguaia localizada em Punta del Este, cujo os dedos saem do chão.

Foto: Monumento la Mano.

2.3- Monumento Al Milodón: Este monumento representa a preguiça gigante. Um mamífero pré histórico que habitou a região há muitos anos atrás e se tornou um dos símbolos da cidade.

Foto: Animal símbolo da cidade.

Ainda próximo aqui, porém do sentido contrário, há outro monumento famoso, que eu não consegui fotografar e só o vi de dentro de um veículo.

2.4- Monumento al Viento: Este monumento é em homenagem ao vento, algo tão presente por aqui, e retrata um homem e uma mulher pendurados em duas hastes plainando no ar.

Saindo da avenida costaneira vamos agora falar dos museus que podemos visitar na cidade:

3- Museus

3.1- Museu Histórico Municipal

Horário de funcionamento: Tem diferentes horários de acordo com a alta e baixa temporada. Os horários que escrevo são os da alta temporada.

  • Segunda a sexta: Das 8h00 às 19h00.
  • Sábado: Das 10h00 às 13h00 e das 15h00 às 19h00.
  • Domingo: Fechado.

Valor: $ 1.000 CLP (R$ 6,25)

O museu é bem central, localizado na rua Manuel Bulnes 285, pena que por ser domingo acabei não conhecendo, e nos outros dias que tive não animei em retornar.

Criado em 1990, neste pequeno museu de apenas 5 salas estão expostos objetos e móveis preservados de antigas civilizações austrais que habitaram o Chile, como as tribos Kaweskar e Tehuelche.

Foto: Entrada do pequeno museu.

3.2- Museo Salesiano de Fauna Antonio Romanato 

Horário de funcionamento:

  • Segunda a sábado: Das 10h00 às 18h00.
  • Domingos e feriados: Fechado.

Valor: Doação – Porém, é sempre legal deixar algo, né pessoal? rs.

Localizado um pouco mais afastado do centro, porém dá pra ir andando tranquilamente, este pequeno museu fica em um colégio, o Liceo Salesiano Monseñor José Fagnano.

Também não consegui visitá-lo por ser domingo e há pouquíssima informação sobre ele na internet, na verdade não há nada.

Foi uma pena, eu tenho certeza que gostaria daqui, pois fala das espécies da fauna da patagônia e arqueologia da região.

Foto: Museu de fauna.

Quem tiver interesse, fica o contato: museo@fagnano.cl.

3.3- Museo Histórico e Industrial 

Horário de funcionamento: Outubro a abril : Terça a Domingo das 10h00 às 20h00.

Entrada: $ 7 dólares (R$ 26,95).

O museu fala da sociedade e como foi a habitação da terra do fogo, mostra a economia da velha patagônia.

4- Praças

Há mais praças na cidade com certeza, porém quero falar somente das duas principais.

4.1 – Plaza de Armas

Esta é a principal da cidade, onde esta a Paroquia Maria Auxiliadora, e a Locomotora Mc Lleland – remanescente da antiga ferrovia que servia a cidade (esqueci de tirar foto dela… rs). O local é bem arborizado, tem fonte d’água no centro e é considerada, por alguns como a praça mais bonita do Chile (o que acho exagero, não vi nada demais… rs).

Foto: A paróquia.

4.2- Plaza Bernardo O’Higgins

Esta é outra praça central, onde há um busto em homenagem a Bernardo O’Higgins Riquelme, um militar e estadista chileno que foi uma das figuras militares fundamentais do movimento de Independência do país.

Foto: A praça – Podemos ver o busto ali no canto esquerdo da foto.

5- Mercado de Artesanatos Etherh Aike

Um dos principais atrativos da cidade, este mercado é um lugar excelente para conhecer o artesanato patagônico chileno e comprar lembrancinhas. O local é todo construído em madeira e sua bela arquitetura, chama a atenção.

Foto: O mercado de artesanato manual.

Aproveite a visita ao mercado para admirar as pinturas sobre a Patagônia que estão no muro bem ao seu lado. Verdadeiras obras de arte contando o modo de vida antigo na região e também considerado um dos pontos turísticos da cidade.

Foto: Caça aos Guanacos.

6- Mirante da Avenida Santiago Bueraque

Este é o melhor lugar para ver a cidade de cima, e está bem pertinho do centro e colado na rodoviária. Uma pracinha simples, com brinquedos para as crianças e nada mais, porém a vista…

Foto: Linda vista de Puerto Natales.
Foto: Vista da praça.

Próximo aqui, subindo a avenida, ainda há um monumento bem interessante.

Foto: Monumento em homenagem aos mineiros (não os de Minas Gerais… rs)

É isso, queria escrever sobre o que fazer em Puerto Natales em um dia, pois há pouco material sobre esta cidade, que muitas das vezes só serve de parada para quem vai a Torres del Paine.

Neste mesmo dia que conheci estes lugares, fui a Cueva del Milodón, mas vou escrever um post inteirinho só de lá depois, pois quero falar agora de outras opções de passeio por aqui.

7- Outros passeios para quem vai dar ficar mais por Puerto Natales

7.1- Cueva del Milodón : Esta é uma caverna histórica localizada a 25 km da cidade. Lugar histórico e famoso, onde em 1896 foram encontrados peles, ossos e outros restos de animais pré históricos, e entre eles o Milodón, que virou um dos símbolos da cidade e deu nome ao lugar.

Valores com agência na faixa de $ 25.000 a $ 18.000 (R$ 156,25 a 112,50) – Dependendo da quantidade de pessoas.

7.2- Torres del Paine : Para quem não quer ficar no parque acampando ou por muitos dias, há a possibilidade de fazer bate e volta, os chamados full days ao Parque Nacional Torres del Paine. É uma viagem longa, de 76 km (só ida), e um dia bem cansativo, mas bem produtivo e também bastante caro.

Praticamente todas agências da cidade oferecem este passeio por preços na faixa de $ 35.000 (R$ 218,75). Tour inicia as 8h00 e retorna as 17h00.

Foto: Não fiz o full day, fui por conta própria para tentar fazer o circuito w.

7.3- Parque Nacional Bernardo O’Higgins

Esse é outro importante parque do Chile, menos visitado que o vizinho Torres del Paine, mas creio que também muito interessante. O parque destaca-se por suas grandes superfícies de gelo e bosques. Dentro dele estão os Campos de Hielo Sur, o Campo de Hielo Dr. Juan Bruggen e o Campo de Hielo Patagônico.

As agências também realizam vários passeios dentro deste parque. Gostaria, mas não tive tempo, dinheiro e nem cronograma para conhecê-lo.

7.4- Cerro Dorotea

Este é um monte de 800m de altura, pouco conhecido e que fica a apenas 15 minutos de Puerto Natales. De lá temos uma vista linda para a cidade, o Monte Balmaceda e a Cordilheira Paine. Pra quem curte trekking e tem dias sobrando é uma ótima pedida. Pode-se também fazer cavalgadas aqui.

Passeio também oferecido em agências.

E DAÍ, QUANTO FICOU A BRINCADEIRA??

Gasto total dos 2 dias e 3 diárias: $ 119.331 CLP  – R$  745,82 .

  • Hostel:  $ 40.950 CLP (R$ 255,90) – 3 diárias.
  • Passagem ida El Chaltén – El Calafate – Puerto Natales: $ 610 + 580 ARS (R$ 140,00).
  • Táxi até hostel: $ 1.800 (R$ 11,25).
  • Alimentação dia da viagem:  $ 445 CLP (R$ 52,30).
  • Almoço em Puerto Natales: $ 8.000 CLP (R$ 50,00).
  • Supermercado:  $ 21.690 (R$ 135,56) – Viagem para Paine.
  • Almoço e Jantar: $ 16.130 CLP (R$ 100,81)

Quer saber em detalhe todos os gastos desta viagem e ainda algumas outras dicas?

LEIA:  QUANTO CUSTA UMA VIAGEM PARA PATAGÔNIA?

NÃO POSSO DEIXAR DE PROVAR…

A gastronomia da cidade é regada a frutos do mar e o prato principal é a famosa parrillada com carne de cordeiro.

Restaurantes.

Os que indico são:

  • Bahia Mansa: Opção mais indicada para quem deseja provar peixes e mariscos. Dizem que aqui o ceviche é ótimo.
  • La Picada de Carlitos : Ótimo custo benefício.
  • La Burbuja: Sanduíches e pizzas – mais noturno.
  • Parrila Don Jorge.
  • Parrila Pehoe.

Muitas das comidas encontradas aqui são parecidas com a da patagônia argentina, como:

Chorizo: Outro prato muito típico que consiste em um filé suculento acompanhado por batatas (purê ou fritas).


Foto: Pratos na fixa de R$ 40,00 a R$ 50,00.

Empanadas: Salgado típico, muito popular no país.


Foto: Tão popular como a coxinha no Brasil. Preços variando de R$ 7,00 – R$ 10,00.

Milanesa: Muito comum por lá. 

Foto: Milanesa.

LIÇÕES APRENDIDAS.

1- Que quer conhecer um cassino há o Bar Cassino.

2- Para quem curte cavalgadas, várias são as agências que oferecem passeios a cavalos nos arredores da cidade.

3- Na viagem de ônibus de El Calafate a Puterto Natales, não há paradas para lanches, leve algo para comer.

4- Achei a alimentação aqui mais cara que em EL Calafate, de maneira geral, alimentação aqui é caro.

5- Há navegações partindo de Puerto Natales que sobem para o norte em diferentes cidades da Patagônia chilena. Saindo da cidade, é possível fazer travessias longas de 2, 3 ou 4 dias a bordo de barcos no estilo ferry boat. O tempo de viagem varia conforme o seu destino.

6- Quem que navegar: Há passeios mais curtos, navegando pelo canal de Última Esperança, a empresa Turismo 21 de Mayo oferece tours de um dia.

 7- Outro passeio muito procurado é conhecer as estâncias ao redor da cidade, principalmente se você quer provar a tradicional Parrillada (tipo um churrasco). Uma das mais procuradas é a Estância Perales.

8- Bate-volta El Calafate e Perito Moreno: É possível fazer este bate e volta daqui também.

9- Tour Puerto Natales e Puerto Montt: Passeio feito com Ferry boats cruzando os fiordes patagônicos, rota emblemática da região. A navegação dura 4 dias e tem paradas rápidas em vilarejos da Carretera Austral.

OUTRAS INFORMAÇÕES ÚTEIS.

Fuso Horário: (-) 1 h (Brasília) – No horário de verão, resto do ano mesmo horário que o Brasil.

Língua: Espanhol.

Moeda

A moeda usada no Chile é o peso chileno.

Na minha viagem, a conversão média era de R$ 1,00 = $ 160 CLP.

Divida o valor em pesos por 160 para saber o valor em reais.

DICA PARA FAZER BOAS CONVERSÕES – LEIA:  QUANTO CUSTA UMA VIAGEM PARA PATAGÔNIA?

Gorjetas: Nós brasileiros não temos costume de dar gorjetas, na verdade temos até dificuldade, mas como na maioria das cidades turísticas, elas são sempre bem vindas e esperadas. O ideal é pagar no mínimo 10%.

Vistos e Vacinas

Boa pra nós!

Brasileiros não precisam de visto para permanência menor que 90 dias e é exigido somente RG para entrada no país. Pedem que seja um documento em boas condições e com no máximo 10 anos de emissão. Porém a melhor opção é sempre estar com o passaporte, que evita qualquer tipo de problema.

Não é obrigatório a vacina contra febre amarela (certificado com validade internacional) e nenhuma outra.

ATENÇÃO: Sempre pesquise estas informações no site do consulado, pois pode haver mudanças.

Tomada

As tomadas no chile também são de pinos redondos, mas elas são um pouco diferente das brasileiras. Aqui a entrada do meio fica alinhada com as outras duas.

Foto: Se seu aparelho for aquele de 2 pinos, vai servir.

Recomendo sempre levar um adaptador universal. Geralmente os hostels e hotéis, usam padrões de tomadas diferentes do mais usual no país.

Voltagem: A padrão do Chile é 220 V, assim como em Puerto Natales.

A VIAGEM CONTINUA…

Gostou? Compartilhe! Tem alguma sugestão ou atualização de informação? Enriqueça a pesquisa de seus amigos nos comentários. Além de ajudar o próximo viajante é super importante a opinião de vocês para o blog.

QUEM PODE TE AJUDAR?

Saber mais:

Vai viajar? Planeje toda sua viagem pelo Quero Mochilar!

O Quero Mochilar tem te ajudado com dicas e roteiros para o seu planejamento? Então que tal nos ajudar sem pagar nada a mais por isso, simplesmente fechando sua viagem com os serviços oferecidos pelas parceiras do Blog.

GARANTA AQUI

SEGURO VIAGEM – HOSPEDAGEM – ALUGUEL DE CARRO – TOURS – PASSAGENS AÉREAS – RESERVAS – CHIP DE CELULAR

Além de garantir sua programação com segurança, você estará ajudando a manter o site no ar cheio de dicas para você, sem gastar nada a mais por isso.

Siga-nos
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags e atributos HTML :

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Language »